Salve, salve Nação Steelers!

Perdemos nossa sequência invicta justamente contra o Denver Broncos em um jogo super estranho. Fizemos uma boa partida defensiva e ofensiva na maior parte do tempo, porém em pontos chave da partida a execução acabou falhando e os Broncos foram competentes em capitalizar nos nossos vacilos.

Algumas coisas ainda precisam ser melhoradas, como a defesa contra o jogo corrido. O time sente muita falta de Stephon Tuitt e, sem ele, não consegue parar a corrida de forma tão efetiva quanto antes. A boa notícia é que ele volta de lesão contra o San Diego Los Angeles Chargers.

Nosso play call durante a partida também pode ser mais diversificado. Estamos sendo competentíssimos, mas não é sempre que passes screen e checkdowns pro RB irão funcionar, especialmente na redzone.

O time do Chargers é um time muito parecido com o Steelers esse ano. Um time que sempre passa a impressão que tem potencial para render muito mais de ambos os lados da bola. O Chargers entretato precisa se provar. Teve uma tabela relativamente fácil esse ano perdendo apenas para Chiefs, Rams e Broncos.

Na defesa contam com Derwin James, pra mim um cara que é um dos favoritos à calouro defensivo do ano, a volta de Joey Bosa e Melvin Ingram. Já no ataque Phillip Rivers está pegando fogo comandando um potente ataque aéreo. Mesmo com a ausência de Melvin Gordon eles tem em Austin Ekeler uma ótima arma para o jogo corrido.

Do nosso lado, como reforço para enfrentar esse ataque potente, contamos com a volta de Stephon Tuitt de lesão e de Matt Feiler no ataque. Como ausências continuamos com Marcus Gilbert fora com lesão no joelho. Além dele temos Morgan Burnett listado como dúvida com lesão nas costas, Bud Dupree e Cameron Sutton listados como questionáveis com lesão no peitoral e problemas pessoais respectivamente.

Dito isto aqui vão cinco coisas para ficarmos atentos no próximo jogo:

  • Corpo de Wide Receivers

Aqui temos um prato cheio de narrativas para ficarmos de olho.

Antonio Brown está a um jogo com pelo menos 2 recepções e 20 jardas recebidas de empatar com Jerry Rice em maior número de jogos consecutivos com essa estatística. O único acima deles é Marvin Harrison, lendário WR do Colts, com 99 jogos consecutivos.

Juju Smith-Schuster se tiver ao menos 28 jardas recebidas irá se tornar o WR mais novo da história a chegar na marca de 2000 jardas recebidas na carreira, tendo conseguido o feito mais rápido que lendas como Randy Moss e Larry Fitzgerald.

A batalha entre James Washington x Justin Hunter nunca esteve mais disputada, mas pelo nível mais baixo possível. Quem entra de titular nunca convence e acaba deixando a desejar abrindo caminho para o outro se provar e mostrar que merece a titularidade. Parece que nessa ciranda chegou a vez de Justin Hunter estar ativo no dia do jogo.

  • Joey Bosa + Melvin Ingram

Chuckwuma Okorafor fez um trabalho ótimo contra Denver e nos deu esperanças de um ótimo futuro na posição de Right Tackle. E iremos precisar que ambos os tackles que jogarem estejam em um bom dia mesmo.

Alejandro Villanueva vem fazendo ótima temporada, porém volta e meia ainda comete uns deslizes, e ao que tudo indica Matt Feiler deve retomar a titularidade estando agora totalmente recuperado da lesão que o tirou do jogo contra o Broncos

Joey Bosa está saudável e já voltou chamando a atenção no time do Chargers chegando por vezes a receber marcação tripla em algumas jogadas. É uma faca de dois gumes, se focamos em parar Bosa, Ingram fica mais livre, e vice versa. Os bloqueios de Conner serão fundamentais nas jogadas de passe para auxiliar a linha ofensiva que menos cede sacks jogando em casa (um total de apenas 4).

  • Austin Ekeler

Se com Melvin Gordon o Chargers é o terceiro melhor time correndo com a bola, com média de jardas por carregada de 5,02 jardas, sem ele a coisa não muda muito de figura. A média cai para 4,76 jardas por carregada, o que ainda é suficiente para ser o sétimo melhor time da liga correndo com a bola.

Aqui se vê que o trabalho competente não vem apenas dos Running Backs talentosos do backfield do Chargers, mas também do trabalho da sua linha ofensiva abrindo espaços para corrida. Austin Ekeler está apenas em seu segundo ano na liga e vem sendo um backup competentíssimo na ausência de Gordon.

Ainda bem que Tuitt volta para reforçar nossa defesa conta o jogo corrido.

  • Phillip Rivers

Phillip Rivers vem quentíssimo nessa temporada. Um dos quarterbacks mais subestimados da história sem dúvidas, nunca foi dono de muitas atenções, mas sempre foi muito bom. Nesta temporada é dono do terceiro melhor passer rating de toda a liga e ainda vem de um jogo onde quebrou o recorde de maior número de passes completados em sequência (25 passes!).

É bem verdade que Tyrell Williams está listado como questionável com lesão no quadríceps, porém Mike Williams e Keenan Allen vem mais do que quentes nessa temporada.

Como bem sabemos nossa secundária precisa de ajuda para ser efetiva, o que nos leva ao nosso próximo ponto…

  • Pass Rush

Nosso pass rush precisa ser efetivo nessa partida, e para tal devemos ter caras novas. Bud Dupree está listado como questionável e por conta disso Olasunkanmi Adeniyi foi ativado no roster. Para tal movimentação infelizmente tivemos que desativar Matthew Thomas.

Caso Dupree não jogue devemos ter justamente nosso querido Ola como titular ao lado de T.J.Watt, já que Anthony Chickillo é mais utilizado com um cara para auxiliar na cobertura ao invés de gerar pass rush.

Será a grande chance de vermos do que nosso Ola é capaz e como ele volta de lesão. As expectativas são altas e tomara que ele corresponda à altura.

Previsão para a partida: Steelers 31 x 24 Chargers

Não esqueçam de nos seguir nas redes sociais para podermos debater Steelers.

Twitter: @blackyellowbr

Instagram: blackyellowbr

E também no twitter em @lopesjsantos e @gabriel_amd.

Um abraço e Here we go!

DEIXE UMA RESPOSTA