A era de Sean McVay realmente começou! Depois de já ter feito um um começo de temporada positiva, o que já não acontecia há algum tempo, os Los Angeles Rams estão com um saldo 5-2 pela primeira vez desde 2003 e o melhor de tudo: o time ainda não atingiu o seu auge.

Depois de ficar uma semana na Florida após o jogo contra os Jaguars, o Rams embarcou direto para Londres para o jogo internacional da temporada contra o Arizona Cardinals. E o que vimos do jogo em Twickenham foi uma vitória fácil contra os nossos rivais de divisão com um placar final de Los Angeles 33 x 0 Arizona.

O Jogo

O jogo provavelmente foi muito diferente do que todos esperavam, o time de Los Angeles dominou o seu rival em todos os lados da bola, e sim, o placar final faz jus ao que vimos em campo.

O começo do jogo deixava a entender que seria um jogo equilibrado, com o Cardinals chegando até a endzone mas se contentando apenas com o FG, que foi desperdiçado. Depois disso raramente Arizona mostrou perigo; a defesa teve outra atuação exemplar e limitaram Larry Fitzgerald a 29 jardas e Adrian Peterson, que vinha de uma estreia fenomenal um jogo antes, a míseras 21 jardas em 11 corridas.

Os números da defesa refletem bem o desempenho apresentado pela unidade de Wade Phillips, que cederam apenas 193 jardas totais e anotaram 2 interceptações. A defesa vem jogando em nível altíssimo desde o jogo contra os Cowboys e isso se deve, sim, ao nosso coordenador, que fez mudanças estratégicas no time: uma delas foi a mudança de posição do Michael Brockers de Nose Tackle para Defensive End, onde ele parece estar se dando muito bem, e a mudança da dupla de safeties, agora composta pelo rookie John Johnson, que foi o líder de tackles do time no domingo, com 5 no total, e por Lamarcus Joyner, que voltou de lesão e já voltou conseguindo uma bonita interceptação do QB Carson Palmer.

Agora falando do ataque, este sim foi a cereja do bolo de chocolate que foi o jogo contra Arizona, o que é demonstrado no tempo de bola dos dois times. Os Rams certamente ganharam essa categoria no domingo, segurando a bola por 39 minutos e 1 segundo. Os cardeais tiveram a bola por pouco menos de 21 minutos, o que dificultou a obtenção de qualquer coisa de forma ofensiva.

Todd Gurley mais uma vez foi a estrela do time e terminou o seu quarto jogo na temporada em que ele teve mais de 100 jardas, além de ter contribuído nos passes e anotar 1 TD, mas o mais importante é que Jared Goff não dependeu apenas do running back, Watkins, Woods e tiveram boas recepções com o rookie Cooper Kupp sendo o líder do time com 10 recepções e 1 TD.

Jared Goff fez uma partida muito boa e silenciou um pouco das críticas, além de conseguir os passes para os seus recebedores ele conseguiu se conectar com Sammy Watkins o que é muito bom para o time, anotou um 1 TD corrido de 8 jardas mostrando toda sua mobilidade e o mais importante conseguiu capitalizar ao chegar na Red Zone.

Apesar de muitos não gostarem, inclusive Todd Gurley, o jogo de Londres foi um diferencial para a equipe, onde até os reservas tiveram oportunidades e jogaram bem e que agora estão cheios de moral e entram na semana de folga com o respeito da liga, já para Arizona esse dia deve ser esquecido que além de ser batido pelo rival ainda perdeu o seu QB que quebrou o braço na partida.

Winners/Losers

W- RB Todd Gurley

Mais uma vez, obvio, Gurley é um dos melhores da partida e saiu com 106 jardas em 22 corridas e 1 TD e ele foi mais envolvido no jogo aéreo com 8 recepções para 48 jardas, foi o quarto jogo do RB em que ele passa das 100 jardas e Todd também é o líder da liga em TDs com 8 até agora e já tem 920 jardas de scrimmage. Sim meus amigos se ele continuar assim a conversa sobre MVP é real.

W – Lamarcus Joyner

Joyner desempenhou um papel híbrido de safety em seu primeiro jogo depois de voltar da lesão, como ele costuma fazer, além de se alinhar no slot às vezes. Seu melhor lance do jogo veio na sua interceptação depois que Alec Ogletree pressionou Carson Palmer.
Ele também teve outras duas quase intercepções no jogo, uma em um passe que ele defendeu com as pontas dos dedos e a outra depois que o recebedor escorregou. No geral, foi um excelente primeiro jogo de volta para a safety.

W – Alec Ogletree

Acho que essa é a primeira vez na temporada que eu listo Tree como um winner, e você pode acreditar que seu desempenho mudou depois que ele se tornou o segundo ILB mas bem pago da liga, mas o que é fato é que Alec vem sim jogando muito bem e que teve seu melhor jogo da temporada no domingo. Ele conseguiu vários hits no quarterback, causou a interceptação de Carson Palmer feita pelo Joyner e defendeu um passe que quase foi pego pelo Aaron Donald.
Ele terminou o jogo com três tackles, um passe defendido e um QB hit e junto com Barron dominou o meio de campo do Twickenham.

W – Aaron Donald

Já virou rotina Donald estar estar aqui mas ele tem feito cada vez mais por merecer, mais uma semana e mais um jogo absurdo do camisa 99, ele teve no total 1 sack de 11 jardas, 2 QB hits e 2 tackles para perda de jardas e não só isso, ele também está vivendo no backfield dos advresarios e tem sido um terror absoluto em termos de pressões e TFL’s. Para um cara que perdeu toda a pré temporada, AD finalmente parece que esta se tornando ele mesmo.

Sinceramente amigos, eu gostei tanto do jogo de Londres que não vi uma atuação de nenhum jogador ser tão ruim a ponto dele ter comprometido o time, então não apontarei ninguém e lembrando que semana que vem estamos de bye, e o time terá um merecido descanso.

#LARams #MobSquad