Já comprou sua camiseta Redskins Brasil?

CAMISETA REDSKINS BRASIL – BURGUNDY / BORGONHA

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-915684161-camiseta-redskins-brasil-burgundy-borgonha-_JM

CAMISETA REDSKINS BRASIL – CINZA

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-915884565-camiseta-redskins-brasil-cinza-_JM

Como foi o desempenho do Redskins na semana 03 da temporada regular?

Sunday Night Football, prime time no FedEx Field em Landover. Normalmente os Redskins sofrem em jogos de horário nobre. Para ajudar, enfrentaríamos um time apontado pelos especialistas como concorrente ao Super Bowl deste ano, o Oakland Raiders. O time dos Raiders trazia consigo um exército de jogadores consagrados. Mas quem queria ver Amari Cooper, viu Kendall Fuller, quem queria ver Michel Crabtree, viu Josh Norman, quem queria ver Jared Cook, viu Zach Brown, quem queria ver Derek Carr, viu Preston Smith, quem veio ver Marshall Lynch e o “Beast Mode”, viu uma das mais explosivas Linhas Defensivas da NFL na temporada 2017 até aqui. Foram quatro sacks, duas interceptações e um fumble da nossa defesa. Do outro lado da bola, os Raiders tinham Kalil Mack, mas nós tínhamos Morgan Moses. Mack só não foi 100% anulado porque conseguiu um sack e alguns bons tackles em jogadas de corrida, mas quase não apareceu no jogo. Vitória contundente dos Redskins. #empolguei.

O JOGO

Começamos com a defesa em campo e logo na segunda jogada, Interceptação. O Safety Montae Nicholson (Su’a quem???) antecipou o recebedor e interceptou o passe. Bola dos Redskins. Foi o primeiro turnover sofrido pelos Raiders na temporada. Outros viriam.

Nosso ataque começou o drive correndo com a bola, foram duas jogadas seguidas com ganho de duas jardas em cada e o primeiro excelente passe do QB Kirk Cousins da noite. Achou nosso TE Vernon Davis que, além do first down, ainda conseguiu muitas jardas a mais. Foi uma jogada de 26 jardas (e um tornozelo quase torcido do defensor, no belo drible do Davis!!). Depois de nova tentativa de correr com a bola, novo bom passe do QB Kirk Cousins, curto, com Jamison Crowder que conseguiu levar a bola novamente até um novo first down. Seguimos tentando o jogo corrido, que apesar de não conseguir muitas jardas, mantinha a defesa do Raiders preocupada com a possibilidade do jogo terrestre e isso facilitava para abrir os espaços na secundária e nosso QB Kirk Cousins, quando achava os espaços, castigava. Passe para esquerda, RB Chris Thompson livre, correu para o Touchdown de 22 jardas. Com o ponto extra, Redskins 7 a 0.

Nossa defesa voltou ao campo e nós aqui na torcida, voltamos a roer as unhas, mesmo com a interceptação, ainda era o melhor ataque da temporada. Esqueceram de avisar nossa defesa sobre isso. Três jogadas, dois sacks. Primeiro dividido entre o LB Jr. Galette e o DL Jonathan Allen e outro do LB Preston Smith. Punt para os Raiders.

Com a volta do ataque, continuamos tentando correr com o RB SamajePerine e conseguindo manter a defesa dos Raiders atenta a esta possibilidade. Desta vez, a defesa dos Raiders conseguiu alguns bons momentos no pass rush e, mesmo que o QB Kirk Cousins tenha conseguido alguns bons passes rápidos, ainda assim não conseguimos o first down e fomos obrigados a chutar a bola de volta para o time de Oakland. E a cobertura da secundária estava perfeita e o QB deles, Derek Carr não conseguia conectar com seus recebedores, e mesmo o

RB Marshall Lynch não conseguiu converter uma terceira para duas jardas, recebendo o tackle do LB Preston Smith antes da marca do first down. Punt. Nossa defesa fazia um jogo perfeito até aqui, dando muito gosto de ver, especialmente, o LB Preston Smith.

Seguimos insistindo com o jogo corrido nas primeiras descidas e, apesar de não conseguir muitas jardas, seguíamos mantendo a defesa dos Raiders atenta a esta possibilidade e novamente isso abriu possibilidades na secundária deles. Excelente passe de 14 jardas com WR Ryan Grant e boa conexão de 7 jardas com WR Terrelle Pryor Sr., mas ainda assim, depois de 6 jogadas, devolvemos a bola para os Raiders. Punt.

A essa altura do jogo, já não era uma preocupação tão grande assim ver o ataque de Oakland entrando em campo. E nossa defesa seguiu mostrando que não tínhamos motivos para temer. Novo three and Out. Punt, já no segundo quarto. Vale dizer que os Raiders fizeram ZERO first downs no primeiro quarto.

Mas nosso ataque, também não conseguia progredir, e depois de, inclusive ceder um sack sobre o QB Kirk Cousins neste drive, sofremos um three and out. Vale dizer que foi a única vez que o LB Kalil Mack conseguiu vitória pessoal sobre o T Morgan Moses durante todo o jogo.

Com a volta da defesa, nosso LB Ryan Kerrigan, comete falta de “infração de zona neutra”, famosa “offside” e cede o primeiro first down dos Raiders no jogo. Mas era tudo que cederíamos a eles neste drive e 3 jogadas depois, em uma terceira para 1 jarda, QB Derek Carr tentou surpreender nossa defesa com novo passe em profundidade, sob pressão, e é interceptado novamente, desta vez pelo CB Kendall Fuller. Sei que é repetido, mas que partida fazia nossa defesa!

Seguimos tentando correr com a bola, mas desta vez, o rookie RB Samaje Perine, começou conseguindo boas corridas. Primeiro 9 jardas e em seguida mais 3, no drive ainda correu para 4 e para 8 jardas. O QB Kirk Cousins aproveitava a preocupação da defesa com o jogo corrido e seguia encaixando bons passes. Primeiro com WR Ryan Grant para 11 jardas, depois com WR Terrelle Pryor Sr. Para 12 jardas. Ainda conectou passe com WR Jamison Crownder para 6 jardas, mas a melhor das conexões foi com o TE Vernon Davis para o Touchdown de 18 jardas. Lindo passe pelo meio, dentro da End Zone. Excelente drive, muito bem conduzido pelo nosso QB Kirk Cousins. Foi um total de 11 jogadas, em 6:10 minutos avançando 72 jardas. Depois do ponto extra, Redskins 14 a 0.

Finalmente um first down por mérito próprio para os Raiders. Corrida de 11 jardas contida pelo Safety Montae Nicholson. Mas isto seria tudo que a nossa defesa permitiria neste drive. Foram mais 3 jogadas e punt. Destaque para o tackle do LB Ryan Kerrigan feito sete jardas atrás da linha de scrimmage que forçou uma terceira descida longa para o ataque dos Raiders.

Com a volta do ataque, tínhamos a esperança de pontuar antes do intervalo. E parecia que conseguiríamos. O RB Chris Thompson começou com excelente corrida de 13 jardas, com bloqueios perfeitos do C Spencer Long e do WR Terrell Pryor Sr.. Na sequência o mesmo RB Chris Thompson, mas desta vez recebendo passe curto e novamente recebendo excelentes bloqueios do G Shawn Lauvao, G Brandon Scherff e do WR Terrell Pryor Sr., alcançando 23 jardas. Mas em uma terceira descida para 6 jardas, o QB Kirk Cousins encontrou o TE Vernon

Davis quase em cima da marca do first down. Os juízes deram first down, mas o QB Kirk Cousins enrolou para pedir o snap e as zebras resolveram verificar o posicionamento da bola e acabaram reposicionando a bola antes da marca do first down. Seria uma quarta para meia jarda. O HC Jay Gruden manteve o ataque em campo, buscando uma possível falta da defesa que não veio e acabamos sofrendo uma falta de “delay of game”. Podíamos ter tentado a quarta decida, tinha muito pouco tempo para uma possível pontuação dos Raiders, mas nossa comissão técnica resolveu ser conservadora e não dar chance para o azar. Punt e após o Raiders ajoelhar, acabava o primeiro tempo de jogo.

Nossa defesa jogou demais no primeiro tempo. Além das duas interceptações, forçamos 4 punts dos Raiders. Preston Smith foi o nome do primeiro quarto. Os CB fizeram um jogo primoroso também não permitindo possibilidades de passes. O LB Zach Brown controlava o meio do campo com maestria. O LB Ryan Kerrigan, apesar de ceder um dos únicos dois first downs dos Raiders fazendo uma falta boba, conseguia quebrar a linha ofensiva e executava muito bem o pass rush. Permitimos ridículas 47 jardas TOTAIS para os Raiders, sendo 23 em passes e 24 em corridas. Sensacional o primeiro tempo da Defesa. Do outro lado da bola, o QB Kirk Cousins jogava de forma sólida. Passes curtos, médios e longos muito bem executados. O RB Chris Thompson novamente era o destaque do ataque, seja correndo, seja recebendo passe; é o nosso coringa. O TE Vernon Davis recebendo passes fundamentais não deixou ninguém com saudade do TE Jordan Reed, machucado. Nossa Linha Ofensiva permitiu muito pouco a Defesa dos Raiders. O T Morgan Moses, apesar de permitir um sack, teve grande vantagem sobre o principal jogador dos Raiders, o LB Kalil Mack. Também conseguiram abrir os gaps para as corridas do RB Samaje Perine e do RB Chris Thompson. Foram 223 jardas totais com 164 em passes e 59 correndo com a bola. Jogo absurdamente controlado por Washington com 20:20 de posse de bola contra 9:40 apenas dos Raiders. Vale dizer que o Placar no intervalo estava 14 a 0. ZERO. O melhor ataque da liga, até aqui, na temporada conseguia fazer ZERO pontos na nossa defesa. Ridículos 2 First Downs.

Na volta do intervalo, o terceiro quarto começa e nosso ataque seguia a mesma filosofia de insistir nas corridas com o RB Samaje Perine. Na primeira corrida, 2 jardas. Na jogada seguinte, a defesa dos Raiders conseguiu pressionar nosso QB Kirk Cousins que pareceu lançar para se livrar da bola, mas foi um belo passe para o WR Josh Doctson, que pressionado, não conseguiu a recepção. Na sequência, passe curto no meio para o RB Chris Thompson, que conseguiu carregar a bola para 11 jardas, chegando ao First Down. Depois de uma falta do TE Niles Paul, começamos com uma primeira para 20 jardas e após uma corrida sem ganhos do RB Chris Thompson, era uma segunda para 20 jardas e parecia um drive perdido. Mas com dois passes curtos para o RB Chris Thompson, primeiro conseguindo 16 jardas e depois 4, teríamos um novo first down. E isso não seria tudo o que o ataque faria de bom neste drive e logo na sequência o passe que todos nós torcedores dos Redskins esperamos mais de um ano para ver: uma bola que viajou 40 jardas, o WR Josh Doctson subiu MUITO mais que o CB adversário, muito mesmo, foi no quinto andar, tirou a bola das mãos do defensor, desceu com a bola dominada, se livrou da marcação e correu mais 10 jardas para o Touchdown. Quem queria ver Big Play, acho que ficou muito satisfeito com essa jogada! A OL segurou a pressão, QB Kirk Cousins soltou o braço, o WR Josh Doctson mesmo bem marcado fez a recepção e anotou mais 6 pontos para os Redskins. Perfeito. Depois do ponto extra, Redskins 21 a 0.

Ver nossa defesa entrar em campo, a essa altura do jogo, já era prazeroso. E seguiram não decepcionando. Veio o melhor three and out da noite. Primeira jogada, sack do LB Ryan Kerrigan. Segunda jogada, uma tentativa de corrida do RB Marshall Lynch e um tackle espetacular do Safety D.J.Swearinger. Terceira jogada e novo sack, desta vez dividido entre DL Matt Ioannidis e o DL Jonathan Allen, mas muito mérito para o DL Matt Ioannidis. Punt.

Depois de excelente retorno do WR Jamison Crowder, nosso ataque já iniciava campanha no campo dos Raiders. Primeira jogada, corrida curta de 1 jarda com o RB Samaje Perine. Segunda jogada uma boa conexão com o WR Ryan Grant. Na terceira jogada, uma jogada com o WR Terrelle Pryor Sr. Que não conseguiu segurar a bola, marcação perfeita do CB adversário e íamos para o Field Goal de 52 jardas. Parece que chute acima das 50 jardas é um problema para nosso Kicker Dustin Hopkins que perdeu semana passada um de 51 e voltou a perder este de 52 jardas. Problema para este jogo??? Com a nossa defesa jogando desta forma, de jeito nenhum.

Three and out para o ataque dos Raiders. Já estava até embaraçoso para um time que tem pretensão de ir ao Super Bowl. E veio “O” Punt. Maldito Punt. Bola alta, linha de 10 jardas de Washington, o WR Jamison Crowder pede o “fair catch” mas … não é o ano do nosso WR … assim como no jogo de abertura contra os Eagles, Fumble … bola recuperada pelos Raiders na linha de 18 jardas do nosso campo. Em apenas 1 jogada, passe pelo meio, o LB Zach Brown fez a leitura errada, deixou o TE adversário livre para receber, o Safety Deshazor Everett não chegou a tempo e touchdown para os Raiders. Com o ponto extra, Redskins 21 a 7.

Recebemos de volta a bola com o dever de pontuar e não permitir aos Raiders nenhuma esperança no jogo. Depois de correr somente uma jarda e de uma defesa de passe do CB adversário em uma tentativa de passe com o WR Terrelle Pryor Sr., Cousins conseguiu uma boa corrida anulada por falta e teríamos uma terceira descida para 19 jardas. Quando a coisa aperta, bola no RB Chris Thompson. Tenho a impressão que esta é a principal frase no Play Book dos Redskins. Então bola no Chris Thompson. Passe lateral curto, bloqueios espetaculares do WR Terrelle Pryor Sr., do C Spencer Long, do T Trent Williams e do T Ty Nsekhe, avanço de 74 jardas. Não virou TD pela velocidade do CB dos Raiders que conseguiu se recuperar e tirou nosso RB de campo. Mas nas 3 jogadas seguintes, não conseguimos avançar com a bola e acabamos nos contentado com um Field Goal de 23 jardas, já no último período. Redskins 24 a 7.

Defesa dos Redskins em campo, ou seja, three and out. Foi um passe rápido para direita com tackle imediato do CB Josh Norman. Uma falta que empurrou os Raiders ainda mais para trás, Passe curto pelo meio com tackle imediato do LB Martell Spaight e tentativa de passe longo com marcação perfeita da secundária com o Safety Montae Nicholson. Punt.

Nosso ataque voltou e seguiu a filosofia de correr com a bola o máximo possível. Mas desta vez deu errado. Na segunda jogada, segunda de corrida, o RB Samaje Perine tentou sobreviver aos tackles e acabou sofrendo uma cabeçada precisa na bola do defensor dos Raiders. Fumble. Bola dos Raiders na linha de 12 jardas dos Redskins. Aparentemente o RB Samaje Perine sofreu alguma lesão nas mãos nesta jogada e não voltaria mais ao jogo.

Mas nossa defesa estava inspirada e depois de 3 jogadas, com pressão sobre o QB Derek Carr e excelente marcação com destaque para o Safety Deshazor Everett, os Raiders tiveram que chutar um Field Goal. Redskins 24 a 10.

Mesmo sem o RB Samaje Perine, nosso plano de jogo seguiu o mesmo: Correr com a Bola o máximo possível. Agora o responsável pelas corridas era o RB Mack Brown. Na primeira corrida apenas uma jarda conquistada. A segunda jogada foi de passe, com o WR Jamison Crowder, em grande recepção pelo meio avançando 30 jardas. Duas corridas com RB Chris Thompson primeiro para 8 jardas e depois para 7 jardas. Na sequencia duas corridas com o RB Mack Brown, primeiro para 11 jardas e depois para 6 jardas, mantinha nosso ataque no campo, gastava o relógio e já alcançava distância suficiente para pelo menos um field goal. Depois de uma corrida sem ganho de jardas e outra para apenas 2 jardas, nosso Kicker Dustin Hopkins entrou para anotar mais 3 pontos. Field Goal de 28 jardas. Redskins 27 a 10.

Faltando 6 minutos de relógio, o ataque dos Raiders voltou a campo sabendo que precisava do touchdown, mas a nossa defesa voltou sabendo disso e passou a permitir jogadas curtas de passe, com tackles imediatos, assim forçamos os Raiders a tentar quartas descidas. Primeiro para 3 jardas, eles conseguiram converter, mas depois, para 18 jardas, forçamos o fumble (CB K. Fuller) no WR deles e com a recuperação da bola (LB M. Spaight) era praticamente fim de jogo.

Ainda devolveríamos a bola para os Raiders, que teriam um último drive que não iria a lugar nenhum. Final de jogo. Vitória marcante dos Redskins por 27 a 10.

OPINIÃO

Comparando com o nosso soccer, sabe quando um time ganha de 5 a 2, mas os dois gols sofridos foram contra??? Foi mais ou menos isso. Os Raiders não pontuariam neste jogo se não fossem nossos fumbles nas primeiras jardas do nosso campo. Foi um massacre da nossa defesa sobre o ataque deles como poucas vezes se viu na NFL nos últimos anos. Eu gostaria muito de colocar aqui agora nomes de destaque, mas são tantos que eu seria injusto. Toda a defesa merece destaque. Todos os jogadores foram muito bem. As estatísticas são impressionantes. Os Raiders conseguiram miseras 128 jardas totais, sendo 96 em passes e 32 em corridas. Sozinho o RB Chris Thompson atingiu 188 jardas totais. Sem contar que somente no “garbage time” os Raiders foram conseguir passar das 100 jardas. Oakland conseguiu ZERO de onze em conversões de terceiras descidas. Se nossa defesa jogar metade disso nos 13 jogos que faltam, seremos campeões da NFC East. No outro lado da bola, o QB Kirk Cousins foi cirúrgico. Os passes foram curtos quando tinham que ser curtos, médios quando tinham que ser médios e longos quando tinham que ser longos. O uso constante do jogo corrido, mesmo quando não consegue muitas jardas, mantém a defesa adversária em alerta e isso abre espaços na secundária adversária e o Kirk soube castigar nestas situações durante o jogo. Cousins só não foi melhor no jogo do que o RB Chris Thompson. Já falei acima, foram 188 jardas totais, sendo 150 recebendo passes e 38 correndo com a bola. Ele é nosso coringa, nossa arma mais letal nesse inicio de temporada. Vale mencionar nossa Linha Ofensiva. G Brandon Scherff, T Trent Williams, T Morgan Moses, TE Niels Paul, WR Terrelle Pryor Sr., estes jogadores tem feito bloqueios incríveis. O ataque tem mostrado tantas opções diferentes de jogadas.

Foi um dos melhores jogos que eu já vi dos Redskins. Mais dois ou três jogos assim e começo a acreditar em coisas maiores para a temporada … veremos!!!

E você, qual a sua expectativa com esse time dos Redskins?!?!?!

Deixe seu comentário.

#HTTR

Abrass …

Texto por: Tata Fernandes

  • Hildon Carrapito

    Excelente texto Tata!! Eu acho q a defesa já comprovou nesses 3 jogos q seremos um dos melhor times nesse aspecto esse ano e o nosso ataque, além de ter feito um jogo magnífico, ainda tem um potencial enorme a ser liberado. Pryor, Doctson, Reed… Tô pilotando o trem do hype aqui!!!

    • Redskins Brasil

      Boa Hildon! #empolgou #HTTR

    • Aloisio Fernandes

      Perfeito Hildon … a defesa esta nos cascos e o ataque ainda não mostrou tudo o que pode … tamo junto na hype!!!

  • André Vilaça

    Mto bom texto…uns dos melhores jogos que vi também! Que seja o primeiro de muitos…ótima atuações individuais e grandes desempenhos e desenvolvimento tanto do ataque como da defesa. Ficou exemplificado que foram boas escolhas no draft e que temos peças de reposição. Segunda que vem outro grande desafio com um time invicto e em um lugar difícil….mas com esta evolução temos plenas condições de ganhar e consolidar ainda mais o espetáculo que vimos ontem. #EusouRedskins #HTTR Parabéns pelo site e projeto..VamoqVamo

    • Redskins Brasil

      Análise perfeita! Pra mim (Bon) além das atuações terem sido ótimas foram consistentes o jogo todo e não apenas “relâmpagos” de talento. Bora para Kansas beliscar uma vitória! #HTTR

    • Aloisio Fernandes

      Valeu André … de fato as escolhas do Draft respondendo em campo …

  • Cássio M. dos Santos

    A cada semana melhor Tata, parabéns. Guardada as devidas proporções, essa defesa está jogando como a do Broncos de 15-16 que carregaram a equipe até o SB quando P. Manning estava muito mal. Espetacular atuação. Vem nimim Monday night sua linda.

    • Redskins Brasil

      Vamoooooo! Partiu SB? #empolgou #HTTR hahahahaha

    • Aloisio Fernandes

      Valeu Cassio … Eu acho q aquela defesa dos Broncos jogava mais no talento individual, vejo a nossa defesa com um conjunto muito forte … claro que temos talentos tb, mas acho q a forma geral de atuação é q tem sido marcante … só precisa manter a vibração em todos os jogos como foi Domingo …

      • Cássio M. dos Santos

        Sim, sim. Mesmo porque eles tinham alguns nomes que são indiscutíveis como Vom Miller e DeMarcus Ware. Mas a nossa defesa é jovem e está crescendo muito.

  • Jeffrey Reis

    Super texto, mais uma vez, sem ver o jogo, deu pra sentir como foi e ter uma visão completa de cada lance. Mais uma vez parabéns pelo excelente trabalho.

    • Aloisio Fernandes

      Valeu Jeffrey …