Por Carol Vago

Colaboração: Pedro Jorge Marinho

O JOGO

Para a surpresa de ninguém, o Indianapolis Colts foi varrido pelo Jacksonville Jaguars na Flórida. 30×10 para o time da casa onde, mais uma vez, Indianapolis não conseguiu incomodar Blake Bortles.

Começando no ataque, o Colts até conseguiu um firstdown em passe do Brissett para Donte Moncrief, mas logo em seguida saiu de campo devido à forte marcação em cima dos nossos WRs. O ataque do Jaguars entra em campo e Blake Bortles começa seu show. Em dois bons passes para Dede Westbrook e Marqise Lee Jacksonville chega ao meio campo. Um false-start até compromete a campanha que, teoricamente, faria com que o time da casa chutasse um punt. Mas o respeito acabou há muito tempo. Brad Nortman, Punter, acha James O’Shaugnessy para 29 jardas de avanço. A campanha foi se desenvolvendo até que Bortles acha Lee para o touchdown. 0x7.

De volta ao campo, Indianapolis consegue firstdown através de três corridas de Frank Gore, mas logo em seguida dois sacks da defesa somados ao passe incompleto nos fizeram novamente sair de campo. Extremamente confortável no pocket Bortles manda mais um belo passe para Lee em 22 jardas de ganho. Nem uma interferência ofensiva atrapalhou a campanha visto que Westbrook avança mais 22 jardas em outro passe. Na linha de 15 do campo de ataque, Tarrell Basham consegue forçar um fumble, mas Bortles recupera. Com isso o Jaguars se contenta com um fieldgoal e amplia a vantagem. 0x10.

Nosso ataque saiu da sonolência. Gore consegue 15 jardas em duas corridas, sofre um fumble, mas ele mesmo recupera. Logo em seguida Marlon Mack avança 25 jardas pelo campo, deixando o Colts em excelente posição de campo. Com nove jardas em três jogadas, em uma 4th & 1, Adam Vinatieri tira o zero do Colts. 3×10. Com 7:02 para o fim do primeiro tempo, o ataque do Jaguars não deu descanso à defesa do Colts. Apesar de o Leonard Fournette estar sendo bem combatido pela DL, Bortles compensava com bons passes. Uma falta de tackle ilegal pelo colarinho do Darius Butler dificultou ainda mais nossa vida. E após um passe de 16 jardas para TJ Yeldon, Bortles acha o #84 Cole para o touchdown logo após o two-minute warning. 3×16 após falha na 2-PT Conversion.

Com 1:55 por jogar, o Colts teria mais uma chance de pontuar. Em dois passes seguidos para Moncrief, conquistamos a primeira descida. T.Y. Hilton também foi envolvido no plano de jogo, Brissett correu e Mack conseguiu importantes jardas. Bola na linha de 23 do campo de ataque, Brissett tenta T.Y., mas é interceptado por Jalen Ramsey. Erro de rota, erro de passe, erro de comunicação… Seja como for, mais um ataque desperdiçado. Intervalo.

Mantendo o ritmo forte, o ataque do time da Flórida volta com tudo a fim de liquidar a fatura. 21 jardas de Bortles para Westbrook, mais 19 para Lee e 11 para Fournette, aliadas a algumas corridas, fizeram o time da casa chegar rapidamente ao campo de ataque. E com duas corridas, Fournette marca mais um touchdown. 3×24 após a conversão bem sucedida dos 2 pontos.

Com senso de urgência, o Colts tenta o que pode. O jogo terrestre até se desenvolve bem, com Gore correndo para 16 jardas, Mack para 9 (uma de 4 e outra de 5). Após mais um sack, o Colts se encontra em uma 3rd & 14. Brissett corre para 12 jardas. Tendo que arriscar, nosso QB encontra T.Y. Hilton livre no meio que corre para o touchdown. 10×24. Com o jogo controlado, o Jaguars segue gastando relógio da maneira correta, variando passes e corridas. Se aproveitando da fragilidade no meio campo e ausência dos CBs titulares (Desir machucou no jogo e Melvin fora por lesão) fizeram com que Bortles tivesse um jogo seguro, inclusive tendo espaço para correr 20 jardas. Numa 1st & Goal na linha de 8, Jacksonville ganha apenas três jardas em três snaps, fazendo com que Josh Lambo converta mais um fieldgoal. 10×27.

Com o fim do terceiro quarto, o Colts não conseguia caminhar em campo e o Jaguars diminuiu o ritmo. Após uma sequência de quatro punts a bola volta para Indianapolis. Em cinco jogadas, todas de passe, o Colts conseguiu apenas um firstdown, dois passes incompletos e um sack. A última jogada foi mais uma interceptação, dessa vez do Tashaun Gipson. Mesmo com boa posição de campo, o Jaguars se contentou com o fieldgoal. 10×30. Na última campanha da partida, Indianapolis tentou diminuir o placar, mas a última bola do jogo foi um passe incompleto na endzone. Fim de jogo e 3-9.

PONTOS POSITIVOS:

  • Frank Gore se tornou o 5º na história em jardas corridas, ultrapassando Jerome Bettis e LaDainian Tomlison. Teve boa partida, com 61 jardas em 13 carregadas. Marlon Mack também fez bom jogo, com 46 jardas em 6 carregadas. Poderiam ser mais explorados, mas o jogo não se desenvolveu da melhor forma para isso;
  • Nossa DL permitiu ao Leonard Fournette apenas 57 jardas em 20 carregadas.

PONTOS NEGATIVOS:

  • Sem muitas pressões em Blake Bortles. O QB adversário esteve muito confortável no pocket. Nos últimos seis jogos entre as duas equipes, ele não lançou nenhuma interceptação. E teve 10 TDs. Há algo errado no Colts;
  • Jacoby Brissett teve um jogo ruim. Más decisões, segurando demais a bola e lançando passes ruins. Duas INTs para a conta;
  • Lesões e mais lesões. Pierre Desir saiu machucado ainda no primeiro tempo e o C do dia Mike Person também;
  • Nate Hairston foi mal. Os dois TDs de passe foram sob sua cobertura;

OS MELHORES DA SEMANA

Pela primeira vez desde 2011 o Colts terá campanha negativa. Parabéns aos envolvidos! Na próxima semana iremos a Nova York enfrentar o Buffalo Bills. Mais um jogo sem perspectiva de vitória, mas com o péssimo momento do Tyrod Taylor pode ser que haja uma surpresa. Acaba logo, temporada!

Enquanto isso, acompanhem nosso Podcast Colts Brasil, semanalmente no Fumble na Net. As notícias e cornetadas no @HorseshoeBR, @potrosbr, @CarolVago12 e @pj1992.