Este assunto é pauta de muitas discussões pelo mundo a fora. Levando em conta o elenco, o quarterback e a coach staff , qual seria mais vantajoso; ser talentoso ou experiente numa decisão do tamanho do Super Bowl? 

Bem, ao contrário de muitas perguntas sobre o esporte da bola oval, essa em especial, não existe uma resposta. Não existe uma formula exata para saber se uma equipe está realmente pronta para ir para o Super Bowl e não sentir a pressão do jogo. No entanto, neste artigo veremos alguns exemplos de confrontos recentes da nossa querida final da NFL para tomarmos nossas conclusões:

Matt Ryan vs Tom Brady

Resultado de imagem para matt ryan tom brady(Foto: Kevin C. Cox/Getty Images)

Matt Ryan, 31 anos na época, não era nenhum garoto na incrível virada do New England Patriots sobre o Atlanta Falcons no Super Bowl 51. Entretanto, ele vivia o auge da sua carreira, ganhando o MVP daquela temporada e liderando os Falcons nos playoffs até a final. Já Tom Brady, 39 anos, já era figurinha carimbada no Super Bowl; com quatro títulos em seu currículo. Vimos os Falcons fazendo 28×3 até o final do 3º quarto; até que Brady aparece daí em diante liderando os Patriots para o 5º título de sua história.

Andy Reid vs Kyle Shanahan

San Francisco 49ers vs. Kansas City ChiefsJohn Sleezer/Kansas City Star/Tribune News Service via Getty Images

O exemplo mais recente que temos é dos head coaches do Kansas City Chiefs e San Francisco 49ers, Andy Reid e Klay Shanahan. Shanahan vinha de uma temporada histórica com os 49ers, 13-3, e nos playoffs estava amassando seus adversários; conseguindo envolver seu jogo corrido, protegendo seu quarterback e fazendo muita pressão em cima do QB adversário.

Mas no Super Bowl, fez exatamente tudo ao contrário e chegou até a possuir uma vantagem de 10 pontos, mas não repetiu a mesma mentalidade de correr com a bola e acabou perdendo outro Vince Lombardi.

Doug Pederson vs Bill Belichick 

Resultado de imagem para doug pederson bill belichickFoto: James Lang

Até que enfim, finalmente o talento venceu a experiência. O coach Doug Pederson, em seu segundo ano, liderou o Philadelphia Eagles em uma temporada histórica; em que seu quarterback, Carson Wentz, que foi candidato a MVP, se lesionou, e Nick Foles chegou no time jogando como nunca; muito beneficiado pelo playbook e a playcalling favorável do seu coach. Com muita ousadia, jogadas diferentes pouco usadas em jogos tão importantes como o Super Bowl, ele conseguiu envolver todos do seu ataque ganhando dos Patriots; que havia uma das melhores defesas da liga no momento.

Russell Wilson vs Peyton Manning

Resultado de imagem para russell wilson e peyton manningFoto: John Lok / Seattle Times

Em seu segundo ano na NFL, o quarterback Russell Wilson liderou o Seattle Seahawks a um verdadeiro massacre de 43-8 diante do Denver Broncos. Além disso, Peyton Manning não era apenas experiente, mas também fez uma temporada regular histórica sendo MVP. Isso só aumenta o grau de dificuldade que foi esse jogo. Mas, em uma noite incrível e sem cometer erros; novamente a juventude puniu a experiência.

Enfim, poderíamos ficar citando vários exemplos de casos onde a experiência ganhou do talento ou vice versa. Entretanto, não existe uma verdade absoluta. Apenas quem sentir menos a pressão de estar no jogo mais importante da vida e conseguir realizar o que foi treinado com perfeição irá levantar o tão sonhado Vince Lombardi.

DEIXE UMA RESPOSTA