Faltam 60 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: a virada religiosa de Roger Staubach! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Roger Staubach, quarterback do Dallas Cowboys, ganhou o apelido de “Captain Comeback” (Capitão Virada, em tradução livre) durante sua carreira, e uma das partidas que melhor ilustra o quão bem aplicado foi o apelido é a vitória do Cowboys sobre o Vikings nos playofs de 1975.

Enfrentando o Vikings no Divisional Round, o Cowboys perdia por 14-10 no último minuto de jogo. Ainda distante 50 jardas da endzone, Staubach lançou para o wide receiver Drew Pearson, numa tentativa desesperada de pontuar. O passe foi curto, a marcação estava boa e havia um safety chegando para ajudar na cobertura.

Pearson voltou para buscar a bola e o defensor Viking Nate Wright caiu, abrindo caminho para Pearson desfilar rumo à endzone e vencer a partida. Até hoje a jogada gera discussão com os torcedores de Minnesota: foi uma interferência ofensiva de passe?
Essa jogada também popularizou a expressão “Hail Mary”, graças à forma que Staubach (um católico e fã de O Poderoso Chefão II, onde o personagem Fredo popularizou a frase) descreveu a jogada depois da partida:

“Acho que você pode chamar essa jogada de Hail Mary (Ave Maria). Você lança a bola e começa a rezar”  – Roger Staubach

DEIXE UMA RESPOSTA