Faltam 50 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: o duelo histórico nos playoffs de 1981! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias da NFL.

O simples embate entre o icônico Don Shula e o revolucionário Don Coryell já é suficiente para atrair atenção e expectativa para uma partida. De um lado temos a equipe consistente do Dolphins, que conseguiu 11 vitórias na temporada. Vencendo assim a concorrida AFC East, que contava com Jets e Bills que também avançaram aos playoffs. Do outro temos o Chargers, do icônico ataque Air Coryell, que liderou a liga tanto em touchdowns corridos quanto passados.

O primeiro quarto foi uma demonstração de força do Chargers. 24-0 com quatro pontuações diferentes. Field goal, retorno de punt, TD corrido, TD aéreo. O jogo já parecia definido, a torcida resignada e o time apático. Para piorar a situação, o primeiro drive do Dolphins no segundo quarto foi tão catastrófico quando se podia imaginar. David Woodley foi sackado e ainda sofreu um fumble (recuperado pelo Dolphins), o que forçou Miami a devolver a bola.

Diante dessa situação, Shula opta por aquecer Don Strock. Ele já havia jogado durante a temporada, e era considerado um dos melhores reservas à época. O resultado é imediato. Em seu primeiro snap, Strock acerta um passe de 17 jardas, revigora o espírito da equipe, e lidera a campanha para um field goal de 34 jardas.

Com uma reação incrível, o Dolphins consegue o empate. 24-24. Só que Dan Fouts chega com o banho de água fria. Da linha de 25 do ataque encontra Winslow aberto no meio do campo, quase na endzone. Passe, recepção, comemoração. Os Dolphins chegam a assumir a liderança após dois touchdowns, 38-31 no último quarto. Só que entregaram a bola num fumble, possibilitando o empate.

Com tanto a torcida do estádio quanto a em casa ensandecida, as equipes levaram a partida para o overtime. Rolf Benirschke, que não havia perdido daquela distância na temporada, perdeu um FG de 27 jardas. Com quase 14 minutos jogados de prorrogação, o Kicker do Chargers teve uma nova chance. Dessa vez ele não desperdiçou. 31-28 num jogo repleto de emoções e reviravoltas. Não à toa um de seus apelidos é “The Game No One Should Have Lost”, o jogo que ninguém deveria ter perdido.

Felizmente existe a possibilidade de (re)ver esse embate épico. A própria NFL disponibilizou a partida por inteiro (ou quase isso) no Youtube.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA