Faltam 51 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: quando a AFL mostrou que estava no páreo! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Em 1969, mesmo depois do New York Jets vencer o Indianapolis Colts no Super Bowl III, haviam uma boa quantidade de pessoas que ainda acreditavam que os times da American Football League eram inferiores e que haviam vencido por sorte. A AFL havia sido massacrada nos dois primeiros Super Bowls, com o Green Bay Packers passando fácil por Kansas City Chiefs e Oakland Raiders, respectivamente.

Naquele ano o Chiefs se classificou para o Super Bowl para enfrentar o Minnesota Vikings, que já foi cotado como um dos maiores times já montados na história da NFL. Tidos como favoritos por 13 pontos, era esperado que Minnesota atropelasse Kansas City no que seria o último jogo antes da fusão AFL-NFL. Mas não foi o que aconteceu.

O Chiefs destruiu o Vikings usando uma intensa variação de formações ofensivas enquanto a sua defesa, que tinha 5 futuros Hall of Famers, aproveitou o clima chuvoso de New Orleans e parou por inteiro o ataque do MVP Joe Kapp: permitiu apenas 67 jardas corridas, forçou 3 interceptações e recuperou dois fumbles, vencendo por 23-7. Foi a vitória para provar que AFL e NFL estavam equiparadas.

DEIXE UMA RESPOSTA