Como prometido, farei um draft mesmo antes da negociação entre os Patriots e Saints relacionada ao Malcom Butler terminar, visto que ela pode se desenrolar até o final de abril. Após algumas movimentações na Free Agency, já é possível imaginar o desenho do comportamento que Mickey Loomis e Sean Payton terão no Draft de 2017. Esse ano, assim como 2015 a equipe terá duas escolhas na primeira rodada, pelo menos por enquanto. E farei então uma possível projeção com as atuais necessidades.

  • 1ª Rodada (11ª Escolha)

Marshon Lattimore – Cornerback – Ohio State

A primeira escolha do Saints vai para o melhor Cornerback em uma classe bem profunda, um histórico de lesões pode fazer com que Lattimore caia para o Saints. Em campo, o jogador se mostrou a definição de “Lockdown Corner”, ele é capaz de fazer marcação homem-a-homem melhor do que ninguém desse draft. E novamente, enquanto a situação do Butler não se resolver, a prioridade de encontrar um atleta para fazer oposição a Delvin Breaux é muito alta, e Lattimore, apesar de apenas um ano de experiência no College, seria esse cara.

  • 1ª Rodada (32ª Escolha)

Tim Williams – EDGE Rusher – Alabama

No final da temporada, quando os principais sites americanos começam a fazer os seus mocks, Williams estava muito bem cotado, porém problemas extracampo fizeram com que ele caísse bastante. Dentro de campo, o atleta de Alabama se mostrou um verdadeiro pesadelo para os quarterbacks adversários, mostrando técnicas muito boas de pass rush e uma velocidade fora da curva. Apesar de Sean Payton não ter o costume de draftar jogadores com problemas extracampo, Williams não é o tipo de jogador que se ignora.

  • 2ª Rodada

Alvin Kamara – Running Back – Tennessee

Apesar de que a defesa deve ser prioridade número um nesse draft algumas posições no ataque não podem ser ignoradas. E na Segunda Rodada, uma arma poderosa é dada a Drew Brees, Alvin Kamara é possivelmente ao lado de McCaffrey um dos running backs com maior potencial de recebedor, tornando-se alternativa poderosa em situações de 3rd down. E quem conhece Sean Payton, sabe o quanto ele venera Running Backs que participam também do jogo aéreo, e confesso que uma dupla de jogadores no Backfield como Ingram e Kamara deverá causar muita dor de cabeça as defesas adversárias.

  • 3ª Rodada (76ª Escolha)

Marcus Williams – Safety – Utah

Em minha opinião, a posição de Safety vem sendo menosprezada pelos analistas, e desde que Jairus Byrd saiu, a equipe se encontra com apenas dois jogadores com potencial de titularidade. E, se Dennis Allen quiser continuar com a formação de três safeties, com Vaccaro jogando no segundo setor da defesa, o Saints precisará reforçar essa posição. E Williams é, em minha opinião o segundo melhor Free Safety desse draft, atrás apenas de Malik Hooker, o jogador de Utah tem um alcance impressionante e bons instintos. Na universidade tiveram momentos em que Williams jogou em uma verdadeira ilha, e deu conta do recado. Com Vaccaro alinhado com os Linebackers, Vonn Bell jogando como Strong Safety e o calouro no último setor, a equipe terá uma boa defesa contra o passe.

  • 3ª Rodada (103ª Escolha)

Duke Riley – Linebacker – LSU

O setor de Linebackers, antes da Free agency, era considerado prioridade, porém com as recentes aquisições nessa offseason o time teve um fôlego na procura por essa posição no draft. O Saints, para o delírio da torcida, seleciona um jogador de LSU, e Riley, que teve ótimos momentos no college, é um linebacker muito rápido e competitivo. Apesar de não esperar que ele seja um Deion Jones 2.0, acredito que ele possa contribuir bastante para a equipe.

  • 6ª Rodada

Amba Etta-Tawo – Wide Receiver – Syracuse

No final do draft, mais uma peça chega para encorpar o grupo de recebedores do Saints. Etta-Tawo, por ser de uma escola menor, não recebe a atenção que merece, mas ele é um prospecto muito interessante, possui velocidade e capacidade de executar bem rotas e recepções. Sob o comando de Drew Brees ele pode crescer bastante e eventualmente disputar a titularidade em um ataque tão explosivo como o do Saints.

  • 7ª Rodada

Jessamen Dunker – Guard – Tennessee State

Apesar de ter reforçado esse setor na Free Agency, na última rodada do draft Loomis seleciona um jogador de linha ofensiva. Dunker não é dos melhores guards dessa classe mas, o intuito dessa escolha é justamente desenvolver o jogador, que teve bons desempenhos no Senior Bowl e também no Combine. Se bem orientado e trabalhado, Dunker pode ser um jogador que contribua para a linha ofensiva futuramente.

  • Renato Sobral

    Parabéns, um dos mocks dos Saints mais coerentes que eu li, mesmo comparando com alguns americanos que projetam umas escolhas bem absurdas.
    Espero que o Saints não faça a besteira de dar suas picks de primeira rodada pelo Butler, não vale a 11ª nem 32ª, no máximo a escolha de segunda rodada e olhe lá, ainda mais numa classe tão profunda de corners. O Saints tem dois corners que praticamente não jogaram por causa de lesões desde que foram draftados em 2015 (P. J. Willians e D. Swann jogaram respectivamente 2 e 7 jogos na NFL) e se estiverem em condições de irem para o camp isso deve ser levado em conta em todo negócio do Butler e do draft.
    Na primeira rodada não tem jeito, tem que ser um defensive end e um defensive back um após o outro dependendo de quem for escolhido primeiro, o único jogador que provavelmente estaria disponível, e que quebraria essa ordem, seria Reuben Foster, um prospecto bom demais para o Saints deixar passar.
    A classe também tem bons running backs, a escolha de alguém com a versatilidade que tinha o Sproles realmente seria um ótimo encaixe no ataque.
    Por fim também acho que não vale a pena draftar nenhum qb, essa classe é meio fraca, se quiserem achar o sucessor do Brees o ano que vem parece ter nomes bem mais promissores.

    • Geaux Saints

      Oi Renato, primeiramente muito obrigado por ter gostado do nosso Mock. As suas observação são muito coerentes principalmente a nossa necessidade de EDGE Rusher e Corner nas primeiras escolhas. Realmente o Ruben Foster é um jogador fora da curva e extremamente tentador escolhe-lo, mesmo sabendo que Linebacker não é a nossa principal necessidade.