Depois de um breve mistério sobre sua continuidade na NFL, o quarterback Drew Brees confirmou que permanecerá vestindo a camisa 9 do New Orleans Saints na temporada 2020/21. Mesmo com ele sendo o principal nome da história da franquia, há alguns questionamentos sobre sua produção no último ano e se ele ainda tem condições de levar a equipe à mais uma conquista.

Os Saints experimentaram o gosto de ficar sem Brees quando ele lesionou a mão no início da última temporada e desfalcou a equipe por cinco partidas. Houve vida sem ele, visto que New Orleans ficou invicta com Teddy Bridgewater como QB titular. Claro, foi uma amostragem pequena, mas que despertou a expectativa sobre uma possível ruptura de caminho entre a franquia e o camisa 9.

Brees voltou na partida contra o Arizona Cardinals e mostrou que ainda tinha muito a fazer por New Orleans. Foram três passes para touchdown, além de 373 jardas e um aproveitamento de 34/43 nos passes. A temporada continuou bem para o QB e Brees encerrou 2019 com 74,3% de acerto nos passes, 2.979 jardas, quatro interceptações e um rating de 116,3.

No entanto, os playoffs não foram como esperado para Bress e sua equipe. Os Saints se classificaram como terceiro melhor time da Conferência Nacional, então tiveram a oportunidade de disputar o Wild Card em sua casa. Mesmo enfrentando o pior classificado para a pós-temporada, o Minnesota Vikings, a equipe foi derrotada e Brees teve um desempenho ruim. Dessa forma, os Saints sofreram a terceira eliminação seguida em playoffs; a segunda dentro do Superdome.

Novas críticas e incerteza sobre o futuro

E diante disso, novos questionamentos foram feitos sobre o atual nível técnico do camisa 9. Será que ele ainda tem condições de levar os Saints ao Super Bowl? O cansaço tem pesado nos playoffs?

Não há uma resposta certa para essas perguntas. Brees ainda é um dos melhores quarterbacks da NFL estatisticamente e joga em um dos melhores times da liga. Em 2019, o ataque mostrou problemas que vão além dele; como a falta de wide receivers confiáveis e um grupo de tight ends questionável. Mesmo assim, Brees pode levar os Saints ao Super Bowl no próximo ano. É um dos QBs mais precisos da história da NFL e tem totais condições de ser destaque novamente em 2020.

DEIXE UMA RESPOSTA