A surpreendente troca dos Cavs

O que a chegada de Andre Drummond representa para o futuro da franquia?

0
559

Na tarde da última quinta-feira (06/02), Koby Altman, General Manager do Cleveland Cavaliers, surpreendeu a todos nos últimos minutos da trade deadline ao realizar uma troca junto ao Detroit Pistons para trazer o pivô Andre Drummond para a franquia de Ohio. Ainda mais surpreendente foi o que Altman precisou abrir mão para receber o jogador 2x all-star: Brandon Knight, John Henson (ambos em contratos expirantes e sem participação relevante na rotação da equipe) e uma escolha de 2ª rodada de 2023, a que for mais baixa entre a do próprio Cleveland e a de Golden State, ou seja: NADA!

Há algumas semanas o nome de Drummond já vinha pipocando no noticiário, com diversas especulações sobre possíveis trocas, principalmete para o Atlanta Hawks e o Houston Rockets. Aparentemente, a única motivação dos Pistons era de se livrar do alto contrato de Drummond, que tem uma Player Option no valor de $28.75M para a próxima temporada, já que os resultados coletivos não estavam aparecendo dentro de quadra (no momento da troca a franquia tinha um record de 19-34, fora da zona de classificação para os Playoffs).

O que essa troca significa pros Cavs? Bom, pra essa temporada não deve haver nenhuma mudança drástica. Andre certamente tomará a vaga de Tristan Thompson como Center titular, mas isso não deve mudar muito a campanha dos Wine and Gold em 19-20. Como todos sabem, a franquia passa por um processo de reconstrução desde a saída de LeBron James, há duas temporadas, e está montando um novo young core com Collin Sexton, Darius Garland e Kevin Porter Jr.

A partir da temporada 2020-2021 imagino que as coisas mudem um pouco, os jovens jogadores já terão mais um ano de experiência nas costas, agora jogarão desde o início da jornada com uma respeitável dupla de garrafão, já que parece não fazer mais sentido uma troca do Kevin Love. Pra completar, os Cavs ainda devem se reforçar com uma escolha top-5 no Draft, adicionando mais um jovem promissor ao seu elenco.

Não acho que essa troca sinalize o fim da reconstrução em Cleveland, mas sim um passo à frente. Talvez seja um passo na direção de um time competitivo, que brigue pelas últimas vagas de Playoffs na conferência leste, o que é possível mesmo sem um record positivo.

Enfim, Drummond certamente traz, ao torcedor, a esperança de que dias melhores virão.

DEIXE UMA RESPOSTA