Um dos prospectos mais aguardados dos últimos tempos na NBA, Zion Williamson; escolha número um do draft pelo New Orleans Pelicans; chegou à liga cercado de grandes expectativas e já com a responsabilidade de ser um novo superstar. Além claro, de ter em suas costas o dever de elevar o patamar de seu time. No entanto, sofreu com lesões logo de cara, e apenas nos últimos meses tem defendido em quadra as cores do Pelicans. Diante disso, ele tem conseguido corresponder até agora?

College

Toda essa ansiedade é justificada pelos incríveis números e performances do jovem durante sua única temporada no basquete universitário. Citando algumas estatísticas em sua curta carreira pela Universidade de Duke, Zion acumulou mais de 500 pontos, 50 tocos e 50 roubos de bola. Sua média de 26 pontos por jogo no March Madness é a melhor no quesito considerando atletas que tiveram pelo menos 3 partidas durante o período. Na temporada regular, teve um sensacional aproveitamento de 68% nos arremessos de quadra.

Williamsom se juntou a Carmelo Anthony e Kevin Durant como os únicos calouros a vencerem o prêmio de melhor jogador na temporada universitária; e mesmo assim haviam aqueles que duvidavam de que ele repetiria o sucesso na NBA. Entretanto, no atual momento esses céticos têm tido dificuldades em encontrar argumentos contra o jovem fenômeno. Zion não deixa de impressionar e se adaptar cada vez mais à Liga a cada partida, mesmo que tenha ficado mais de 2 meses afastado devido a uma lesão no joelho.

NBA

No dia 22 de Janeiro Zion estreou contra o San Antonio Spurs e mesmo sem ritmo, marcou 22 pontos, apanhou 7 rebotes e deu 3 assistências em apenas 18 minutos em quadra. Foi mais do que o suficiente para encher os olhos da mídia, dos fãs de basquete e principalmente de sua torcida.

Desde então foram 16* partidas, com média de 24.2 pontos, 6.9 rebotes e 2.2 assistência por jogo. Além disso, uma evolução evidente no ritmo e uma visível melhora em em sua forma física tem possibilitado ao garoto usar mais de sua incrível explosão e imposição física, marcas de seu estilo de jogo. Como era esperado, Zion também tem mostrado dedicação em outras características do jogo, como uma boa participação nas construções ofensivas e um interessante aproveitamento de 41.7% nas bolas de 3.

Mas e nos grandes jogos? Ele tem correspondido? A resposta definitivamente é sim. O calouro não se esconde e não tem medo dos grandes embates. Considerando os dois jogos contra o Los Angeles Lakers, de Lebron James, um contra o Bucks, do atual MVP Antetokounmpo, e outro contra o Houston, da dupla Harden-Westbrook, sua média é ainda melhor, com 26.2 pontos, 7.5 rebotes e mais 2 assistências nas 4 partidas.

Ou seja, todos os números de Zion Williamson seriam de muito respeito para qualquer jogador; e leve ainda em conta que ele é um calouro de apenas 19 anos, vindo de uma lesão no joelho e isso torna seus feitos e atuações até aqui ainda mais impressionantes. Não da para imaginar o futuro da NBA sem ter o nome de Zion sendo falado frequentemente e por muito tempo.

* As estatísticas não levam em consideração a partida do dia 04/03.

DEIXE UMA RESPOSTA