Contra mais uma equipe claramente mais fraca, drama foi novamente o nome do Steelers. Boswell chutou o field goal da vitória com o cronômetro zerado e levou Pittsburgh a 9-2 na temporada após uma partida onde o ataque continuou a produzir em alto nível mas cometeu erros graves e a defesa teve ótimos e péssimos momentos durante toda a partida.

O bom

Ben, Bell e Brown fizeram um jogo espetacular, levando o ataque a conquistar 462 jardas totais em uma partida onde precisamos de todas. Esse tipo de atuação era o que esperávamos do trio antes da temporada. Se Bryant – que foi relativamente bem – começar a aparecer mais, o céu é o limite.

Cam Heyward continuou sua temporada espetacular, passando a maior parte do jogo no backfield dos Packers e levando mais dois sacks para casa. Em um jogo que a defesa como um todo decepcionou, Heyward foi a âncora que fez o grupo brilhar nos momentos decisivos.

O mau

O BBB foi bem mas não perfeito. Ben foi interceptado duas vezes e Bell sofreu um raro fumble. Esses três turnovers deram oportunidades extras aos Packers e todos aconteceram em campanhas que caminhavam bem. No final das contas não custou o jogo, mas contra adversários melhores a história será outra.

Olhando friamente para os números, ceder 301 jardas no total em um jogo onde o ataque entregou a bola três vezes não é tão mal assim, mas a defesa vacilou muito. Green Bay marcou touchdowns de 55, 54 e 39 jardas em um show de marcações e tackles errados do Steelers. Quando não cedeu essas jogadas a defesa foi ok, mas voltou a fraquejar no último quarto ao ceder o empate. Compensou pouco depois forçando o punt na última campanha de GB no jogo mas foi uma partida fraca até pelo nível do oponente.

O próximo

Em Cincinnati o Steelers começa uma sequência que pode dar o título da AFC Norte ao time já que recebe Baltimore no jogo seguinte. São dois jogos em que os fatores que podem complicar os resultados positivos são a rivalidade entre os times, o talento das defesas adversárias e o Steelers jogando no nível do oponente. Em termos de talento, Cincinnati não deve ser um problema. Se a defesa não ceder big plays para A.J. Green os Bengals não andam. 10-2 é uma realidade.