No dia 9 de Março, o ano fiscal de 2017 da NFL se inicia, e com isso vem a reabertura do mercado da NFL, quando vários contratos vencem e jogadores se tornam agentes livres. Nesse ano há uma boa oferta de talentos espalhados nas posições, e resolvi montar uma seleção free agents 2017 Skill Positions (QB, WR, RB, TE). Decidi por usar apenas jogadores que estarão disponíveis na modalidade de Unrestricted free agent, ou seja, jogadores cuja assinatura não gera recompensas para o time que perde o jogador (talvez picks compensatórias, mas a regra é bem mais complexa do que é necessário explicar nesta coluna).

Quarterback

Kirk Cousins, quarterback, Washington Redskins

Na temporada de 2016, Kirk Cousins jogou sob a franchise tag e precisava mostrar para a franquia que era digno de renovação. Lançou para 4917 jardas, 25 touchdowns e 12 interceptações, deixou Washington à beira de uma classificação para os playoffs, mas ficou um incômodo com a última partida: uma vitória sobre o Giants daria a classificação, mas Kirk lançou duas interceptações que decidiram a derota. Deve ganhar novo contrato, porém. Além de Cousins, poucos nomes chamam atenção e caso sejam envolvidos em negociações, devem figurar no mercado de reservas, como Brian Hoyer, que ocupou parcialmente o posto de reserva de Jay Cutler em Chicago; Geno Smith e Ryan Fitzpatrick, envolvidos na bagunça do Jets; e Blaine Gabbert, que até começou o ano como titular em San Francisco, mas logo perdeu posição para Colin Kaepernick.

Running back

Le’Veon Bell, running back, Pittsburgh Steelers

Cotado como o melhor running back de toda a liga, Le’Veon Bell já começou a negociar renovação com o Steelers, que deve ao menos usar uma franchise tag para se resguardar de perder o jogador. Quem buscar opções mais baratas pode tentar LeGarrette Blount, líder em touchdowns corridos da liga em 2016, Latavius Murray, que substituível no Raiders, ou até mesmo Eddie Lacy, que não tem ainda certeza de que terá seu contrato com o Packers renovado; Um nome mais ousado seria o de Danny Woodhead, que perdeu a temporada pelo Chargers por lesão.

Wide Receiver

Alshon Jeffery, Wide Receiver, Chicago Bears

Alshon Jeffery é o nome mais “sexy” da posição, e se colocou numa posição de clara insatisfação de permanecer em Chicago com a franchise tag na última temporada. Teve, entretanto, problemas para completar os 16 jogos, suspenso por abuso da política de substâncias da liga. DeSean Jackson é um alvo desejadíssimo por sua velocidade e capacidade de alongar o campo em rotas profundas. Kenny Stills liderou os Dolphins em touchdowns aéreos na temporada, com 9, e deve ter seu nome bastante disputado no mercado. Terrelle Pryor merece a menção por conseguir mais de 1000 jardas num Browns que viveu uma intensa ciranda de quarterbacks.

Tight end

Martellus Bennett, tight end, New England Patriots

Martellus Bennett cumpriu o que muitos apontam como sendo seu objetivo ao sair de Chicago: ser campeão. Com 701 jardas e 7 touchdowns na temporada, deve ser requisitado na free agency. Renovará ou irá priorizar o lado financeiro? Jack Doyle teve uma boa temporada com o Colts e tem apenas 26 anos, Jared Cook jogou abaixo de sua capacidade física, mas ao lado de Aaron Rodgers. Deve querer renovar, mas veremos as intenções do Packers.