Não sabemos o que sentir após passar algum tempo desde a bomba que caiu nas mãos de cada torcedor onde Gordon era liberado da equipe. Não sabemos reais motivos se são drogas, atitudes…mas que mostra uma mudança na organização, atitudes com peso ou com menos peso mas que sejam ruins não seriam mais absorvidos pelo John Dorsey, a base de se criar respeito, uma cartela do que seguir, uma nova ideologia de lideranças e recuperação no acreditar no ser humano, isso acontece neste momento com o Callaway mas houve falha do Gordon onde na nova visão de fazer futebol americano do Browns seja falha inaceitável.

Já discutimos demais o que poderia ter sido a nova recaída na carreira do Gordon, ponto a se refletir a partir de agora precisa abrange acima do jogador individual, precisa estar abrangendo toda a situação em sí, tem que visar o lado do torcedor e do esporte-vida uma balança onde se pesa bem ou mal juntos sem separar um do outro.

Gosto de pensar que cada ser humano nasce e se cria, evolui e se adapta ao seu maior potencial em algo, Gordon achou o seu maior potencial e perspectiva de alto nível como WR de futebol americano, nele havia um talento geracional, era um talento onde não havia prejuízo nem quando seu entorno era ruim (pra quem lembra do seu início na liga no Browns de Brandon Weeden), é um terror para seus rivais que enfrentam uma mistura de mentalidade esportiva, físico e talento em níveis gigantes, numa carreira com andamento normal estaríamos com perspectiva de jogador a alcançar HOF, recordes e títulos (como temos a mesma perspectiva de Myles Garrett hoje em dia). O esporte tem esses atributos como os principais mas não são máquinas, são seres humanos, todo o paraíso cinematográfico e analítico deixa de lado o lado psicológico mas esse é o fator mais claro pra vida de seguir em alto nível nos seus melhores potenciais.

A esperança um dia iria terminar

Gordon se provou uma mente fraca, não no jogo, não na mentalidade predadora que a NFL pede a encarar seus adversários, esse esconde um bem muito maior, a sua mente fraca é para a vida onde o peso não é minimamente comparável. Ele precisou se manter na base das substâncias ilícitas, o que para você ter alto salário, ter toda a vida de um atleta do seu calibre com a quantidade de fãs conseguidos e perspectiva pra ser um jogador a ser lembrado para o bem do esporte seja um paraíso que não pode ser fugido, lembramos que os problemas e outras mentes podem tratar isso de uma maneira bem diferente e isso aconteceu com Gordon. Drogas são problemas para a sociedade ao todo, seria a destruição da escrita da vida, cada indivíduo que se acaba nesse “mundo de armadilhas” tira de você mesmo, do seu corpo e alma a atingir seus maiores potenciais e feitos, a impressão que fica é a de um caminho que parecia e se encaminhava para as melhores histórias cumpridas virando um ardo fim, falha no que se esperava, talento perdido…isso não é apenas pro Gordon, esse é um resumo a quem se decaí a isso.

O tempo passa, foram 6 anos de toda a história Gordon com o Browns, vimos em nós torcedores uma impressão do que seria o real jogador, o dos sonhos de cada um, um Gordon feroz, avassalador aos seus marcadores, um quebrador de recordes, um calouro onde só tinha o que se evoluir no estudo do jogo e fisicamente até toda essa visão ir a incertezas, medo e no fim tristeza. Esperança resumiu tudo, Gordon teve a sorte, várias oportunidades de uma mudança, de reabilitação a ter a certeza que após uma recuperação psicológica havia uma vaga guardada no squad de WRs do Browns mas jogou tudo isso no lixo e após isso percebemos o quanto fomos iludidos, o tanto de tempo que acreditamos numa reviravolta, fizemos o que algumas vezes agimos na vida: perdemos tempo demais procurando o melhor fim para algo que apenas se encaminhava para o pior, nos destruímos para manter sua imagem ainda respeitada, falamos palavras bonitas a quem não merecia.

É assim no mundo do esporte, por trás dos melhores ídolos e histórias há história e jogadores que saíram desse mundo destruídos, histórias onde mostra que o mundo esportivo ao mesmo tempo que pode ser um sonho pode ser um lar de armadilhas, que não seria tão fácil chegar ao topo. Deve ser difícil pra mente do Gordon como está sendo pra nossa que está desde o começo de tudo isso, Gordon certamente estará finalizando sua carreira (SUA VIDA) sendo uma passagem decepcionante, sendo um exemplo de falha, de reflexão de peso dos erros. Será ainda pior ver Gordon não se reerguendo pra vida, sendo capa do TMZ, porquê a partir de hoje não trato mais toda a falha esportiva e sim a visão do jogador para a vida.

Há um resumo perfeito para o Gordon e atletas que passaram por situações iguais ou parecidas: a disponibilidade é a melhor capacidade e é preciso se manter a isso a colocar um atleta no alto escalão. Caras como Gordon são talentosos mas a que custo? Ele nunca vai produzir e sim frustrar você com seus dons naturais.

DEIXE UMA RESPOSTA