Galera pele-vermelha, RÁU! Dando início a uma possível série, o Torcedor Quase Acéfalo nos traz uma entrevista com os editores do excelente On The Clock, o primeiro site brasileiro a tratar somente de draft. Eles, diga-se de passagem, fazem um trabalho tão bom ou melhor do que muitos sites estadunidenses e é referência para este torcedor, que deixa o “Quase Acéfalo” de lado quando se trata de boas fontes para suas opiniões.

Torcedor Quase Acéfalo: Deivis, Felipe, inicialmente, vou agradecer por terem se diposto a este bate-papo sobre um time que tem várias controvérsias em sua história, vide História Washington Redskins, inclusive com o próprio nome, vide Redskins, torcida e sentimentos.

Criação do On The Clock

A primeira pergunta, como não poderia deixar de ser, deve ser referente ao site que vocês são responsáveis: como vocês tiveram a ideia do site e, claro, se vocês sabiam que daria tanto trabalho para fazê-lo com tantas minúcias?  Além da óbvia paixão de vocês pelo tema, que transparece em cada post ou podcast

FELIPE VIEIRA – Eu sentia muita falta deste tipo de conteúdo aqui no Brasil e sempre falei muito de Draft quando escrevia no Panthers Brasil. Em uma intertemporada, Pedro Pinto e eu fizemos o curso do Scouting Academy e no meio do curso tivemos a ideia da criação de um site voltado para Scouting. O Pedro já conhecia o Deivis do Mile High Brasil e convidou para participar do projeto. Sobre dar trabalho, realmente é muito cansativo, principalmente no começo do ano e no carnaval quando estamos para fechar o Guia do On The Clock. Já tive que deixar de ir casamento da minha prima em outro estado pra ficar fazendo análise. Mesmo assim, não troco a sensação de dever cumprido quando o Guia ficou pronto por nada. Foi muito gratificante o processo.

DEIVIS CHIODINI – Bom, nós temos um amigo em comum, que estava no início do projeto conosco, o Pedro Pinto. Ele gravava o podcast do Mile High Brasil (destinado a torcida do Denver Broncos) comigo e enxergamos football de uma maneira muito similar. Além disso, ele compartilhava dá paixão pelo scouting e fez a ponte com o Felipe. Dali em diante em horas decidimos criar o On The Clock. PP não está mais conosco, mas somos amigos e a parceria segue firme. Sobre dar trabalho e ter as minúcias, gostamos por isso. Scouting se faz no detalhe, na observação, no ponto fora da curva. Chegamos em maio pós Draft exaustos, mas em 10 dias de férias já sentimos falta disso tudo.

Redskins nos últimos drafts

TQA: Como falei, a paixão pelo draft transparece em todo o trabalho de vocês.  A minha paixão no futebol americano é a franquia do Washington Redskins, e peço licença para fazer um direcionamento para o tema: qual o entendimento de vocês sobre o rumo que o Redskins tem tomado nos últimos três drafts?

TQA: Uma perguntinha básica que serve de preparação para a próxima: o que, na opinião de cada um, faz um draft de uma franquia ser considerado péssimo/ruim/médio/bom/ótimo?

FV – Os Redskins têm feito Drafts muito parecidos com as minhas boards, inclusive escolhas que deram errado eu também errei junto, como é o caso de Su’a Cravens em 2016, que não foi um erro de avaliação de análise do jogador em campo, mas, ainda assim, um erro. Nesse ano, Derrius Guice foi candidato ao maior steal do draft para mim, foi realmente uma pena a sua lesão, espero que ele consiga se recuperar e voltar mais forte para a temporada de 2019. E a única escolha que realmente desgostei nesse ano foi a do safety Troy Apke na quarta rodada. Então a meu ver, a torcida dos Redskins está em boas mãos, pelo menos a respeito do Draft.

DC – Noto um interesse por jogadores que possam impactar diretamente no jogo do time elevar seu nível. Nem sempre serão estrelas, mas peças consistentes que formam um time competitivo. Doctson, Perine, Moreau, Ryan Anderson, Allen, Payne, Hamilton. Não acredito que venham ser nomes superpopulares na liga, em especial entre o fã médio. Mas todos juntos têm uma soma de talento e uma capacidade de crescimento absurda e com isso a franquia sempre terá uma base forte.

Draft de 2018

TQA: Falando especificamente sobre o último draft do Redskins, todos os jogadores selecionados pela franquia, mais dois undrafted free agents, entraram no roster dos 53 para a temporada (com a óbvia exceção de Derrius Guice, que foi para a IR), o que faz o draft ter sido bem feito.  Quais são as maiores dúvidas sobre os jogadores draftados que entraram no roster final dos Redskins?

FV – Troy Apke é o jogador que mais me desagrada do draft. Ele tem um grande atleticismo mostrado no combine. Mas esse atleticismo nunca foi mostrado da mesma forma no tape. Então, me faz questionar se não é apenas um combine warrior, como gostamos de chamar. Sua falta de inteligência de reconhecimento e leituras me faziam analisá-lo como um jogador qualquer.

DC – Considerei o Draft bom. O time conseguiu bons steals com Guice e o dia 3 foi fabuloso. Mas as escolhas de Christian (levemente) e Apke (essa principalmente) foram reachs e caíram um pouco a avaliação. No geral o saldo foi muito positivo. Apke me preocupa entrando na rotação, pois acho um jogador dotado de capacidade atlética e só. Não vejo grande futuro na NFL. Christian está sendo tratado como projeto em desenvolvimento e me preocupa menos. Gostei da escolha de Adonis Alexander no draft suplementar também, pode ajudar logo de cara.

Alex Smith e o futuro

TQA: Alex Smith está garantido como QB dos Redskins pelos próximos 3 anos, quando seu contrato tem um out bastante razoável pela franquia apesar de a soma dos  contratos dele ser de 5 anos.  A pergunta é: há algum prospecto que os torcedores da franquia já podem começar a ficar de olho para o draft de 2020, quando um potencial QB poderia aprender sob sua batuta?

FV – O draft de 2020 ainda está longe, mas já dá para ficarmos de olho em jogadores elegíveis para esse draft que ainda não são seniores. Então Justin Herbert, Brian Lewerke, Shea Patterson são jogadores que já estamos analisando para o próximo draft, mas podem retornar e nesse caso entram no draft de ‘20. Caso queira analisar os sophomores esse ano, recomendo ficar de olho em Tua Tagovailoa, Sam Ehlinger e Jake Fromm.

DC – Acho muito cedo para falar, pois não sabemos quem são os juniors que voltarão em 2020. Mas dois nomes que, com certeza, estarão lá e valem avaliação são Jake Fromm (Georgia) e Tua Tagovailoa (Alabama). São jogadores que devem continuar evoluindo e em 2020 pode mostrar bom nível.

Favoritos ao Super Bowl

TQA: Agora uma perguntinha básica, que acho que vocês escutaram bastante, e uma pergunta mais direcionada ao site: quem vocês acham que são os favoritos para o Super Bowl? (um time de cada conferência, por favor) e, principalmente, quem é o favorito para ganhar a NFC East?

FV – Do lado da AFC é difícil apostar em qualquer outro time que não seja os Patriots. Mesmo tendo uma intertemporada bem ruim a meu ver, ainda assim não consigo apostar contra Tom Brady. Do lado da NFC, vejo os Vikings como os favoritos junto com Eagles e Rams. Esses três times estão em um patamar diferente dos outros. E como não podia deixar de ser, a NFC East é dos Eagles, mas também acho que o Wentz terá problemas em retornar da lesão. Isso pode abrir espaço para zebras e o time que mais pode se beneficiar com isso é justamente os Redskins.

DC – Acho a NFC mais equilibrada por cima, com muitas possibilidades. Mas vou apostar num time que me agrada muito que é o Atlanta Falcons. São um time muito completo e ajustado e o trauma pós Super Bowl se foi. Na AFC vou apostar num rival de divisão do meu Broncos. O Los Angeles Chargers tem um grande time e pode ser a vez de Philip Rivers.

Sobre a NFC East

Os Eagles estão um passo à frente para mim e seguem favoritos. Mas os Redskins são um time muito bom e com possibilidade de evolução. Com as lesões que parecem incomodar os Eagles, não seria de se duvidar se Washington beliscasse a NFC East. Pelo menos por wild card dá pra brigar tranquilamente.

TQA: Respeitando as opiniões alheias, devo dizer que obviamente os leitores sabem quem é o efetivo favorito para NFC East, vide NFC e os Redskins. Só gostaria de agradecer, de novo, a disposição de vocês e fazer a recomendação: o OnTheClock agora está com um plano de assinantes. Este torcedor está trabalhando para ganhar dinheiro suficiente para assinar, aliás.  E sigam ambos, @lipevieira e @deivischiodini, no Twitter e no Instagram (@felipepvieira): sempre há informações relevantes sobre os jogos do College, de onde virão os próximos ídolos da nossa franquia.

E é isso: viva Gerônimo e que Touro Sentado nos acompanhe durante a temporada.

#HTTR
#EuSouRedskins

texto por Antonio Cruz
revisão por Diogo Miranda

Hail, #RedskinsNation! Acompanhe o Podcast Redskins Brasil, assine o feed e não perca nenhum episódio. Siga também nossas redes sociais para ficar por dentro das notícias da franquia. Se gostou ou discordou de algo, deixe sua opinião nos comentários. Faltam apenas 5 dias para o início da nossa temporada regular contra o Arizona Cardinals, em Phoenix. Até lá, continuaremos debatendo sobre os Redskins, sempre na torcida para que este ano seja de muitas vitórias!

__
“Hail to the Redskins, hail victory! Braves on the warpath, fight for old D.C.!”

DEIXE UMA RESPOSTA