Um 2010 maravilhoso, com uma campanha 12­-4 na temporada regular e o vice­-campeonato no Super Bowl XLV contra o Packers e o maravilhoso Aaron Rodgers. A temporada de 2011 começa com muitas expectativas. Com uma defesa muito forte, porém envelhecida. E um ataque que já tinha iniciado seu processo de renovação. O Steelers vai para o Draft de 2011 com o propósito de rejuvenescer sua defesa e melhorar a linha ofensiva. Vamos agora dissecar as sete escolhas deste Draft:

1°ROUND ­- PICK 31 -­ Cameron Heyward, DE, Ohio State

Em um Draft com prospectos defensivos como Von Miller, JJ Watt, Patrick Peterson, Aldon Smith, Robert Quinn, Justin Houston e Muhammad Wilkerson. Com tantos talentos, Heyward seguia como um bom jogador, mas ofuscado por estes valores de peso. Cameron teve uma carreira em Ohio State muito sólida e com diversas conquistas dentro da Big Ten e tornou-­se um dos jogadores de linha defensiva mais consistentes e talentosos da NCAA. Heyward tornou­-se o titular absoluto do Steelers em 2013. Antes desta titularidade, ele foi um jogador muito criticado pela torcida, que não conseguia vê-­lo como o futuro da linha defensiva após a aposentadoria de Big Snack e Brett Keisel. Conseguiu um espaço em 2014, e em 2015 teve seu contrato renovado. Na última temporada, tornou­-se extremamente importante para a renovação da defesa do Steelers e foi eleito um dos 100 melhores jogadores da NFL. Neste ano, tem sido atormentado por lesões, e neste mês recebemos a triste notícia de sua ausência até o final da temporada.

2°ROUND – PICK 63 -­ Marcus Gilbert, OT, Florida

Bom right tackle da nossa linha ofensiva, assumiu a titularidade já em seu primeiro ano. E a cada ano que passa tem sendo um dos pilares de sustentação para a elevação de Big Ben, Brown e Bell. O nosso Rookie of The Year de 2011 deve permanecer muitos anos como nosso jogador de linha ofensiva titular.

3°ROUND ­- PICK 95 -­ Curtis Brown, CB, Texas

Hoje, jogador da CFL e do Saskatchewan Roughriders. Curtis nunca se firmou em Pittsburgh e após 3 temporadas foi dispensado. Em 2015 foi contratado e dispensado antes do início da temporada no New York Jets. Na época do Draft era apontado como um dos 5 melhores cornerbacks.

4°ROUND -­ PICK 128 -­ Cortez Allen, CB, The Citadel

Atualmente na Free Agency, após ser dispensado pelo Steelers em Abril/16. Sua saída deve-­se a lesão que o tirou de campo no ano passado e a desconfiança da torcida. Após as aposentadorias de Ike Taylor e Troy Polamalu, esperava-­se que este seria o nome da secundária segundo a comissão técnica. Dado a esta hype, recebeu uma extensão em 2014, de quatro anos e $ 26 milhões. Este ano a comissão técnica não confiou em seu potencial, e efetivou sua dispensa e demostrou que a confiança estava com os rookies Burns e Davis, e o veterano William Gay.

5°ROUND ­- PICK 162 ­- Chris Carter, LB, Fresno State

Foi apontado como uma das melhores opções do terceiro dia de Draft. Após uma carreira universitária satisfatória em Fresno State, onde foi eleito defensor do ano da conferência em 2010, onde também foi o líder de sacks e fumble forçados. Nunca se firmou em Pittsburgh. Foi dispensado na terceira temporada. Depois de sua saída, passou pelo Colts e Bengals. Assinou com o Baltimore Ravens no final do ano passado, naquele caos que assolou o departamento médico e destruiu o front 7. No início de Outubro acertou sua volta a Indianápolis, e está disponível para as maluquices de Pagano.

6°ROUND ­- PICK 196 ­- Keith Williams, OG, Nebraska

Jogador dispensado ainda na offseason de 2011 e contratado pelo Bills de 2011 a 2014, onde integrou o practice squad e jogou apenas 2 partidas. Atualmente joga no Arizona Rattlers do Arena Football.

7°ROUND ­- PICK 232 ­- Baron Batch, RB, Texas Tech

Aposentou­-se do futebol americano em 2013, após ser cortado pelo Steelers. Atualmente trabalha como promotor e diretor de arte.