Prosseguindo com a serie que conta tudo sobre os estádios da NFL, Alicia Barnhart conta como foi sua experiencia no Gillette Stadium, casa do New England Patriots. O ranking é baseado em suas experiências pessoais, ambiente e fatores culturais de cada região, e a classificação é de 1 a 5, feita pela mesma.

5º Gillete Stadium

Resultado de imagem para gillette stadium

Estádio: 3

Gillette é maior do que aparece na TV e, é espaçoso, com varios lugares para ficar de pé. Há um tema náutico acontecendo que é um pouco estranho, já que Foxborough é no interior, mas o farol gigante é legal e acende-se. O estádio parece que está na floresta, mas não há realmente um monte de bares, restaurantes, um cinema, e hotel construídos ao lado do estádio.

Resultado de imagem para gillette stadium tailgating
Entorno do estadio antes dos jogos

Experiencia de fã: 5

Os cabeças de sopa fazem o estádio vale a visita, porque a sua paixão é contagiante e é difícil não ficar impressionado com a equipe. Claro que se você odeia Tom Brady e Bill Belichick sera mais difícil, entretanto é só passar um jogo aqui e você estará na onda… até que você deixar o estádio, que é quando você se arrepende de ter torcido por eles.

Resultado de imagem para gillette stadium
Parte Interna

Logística : 1

Chegar a este estádio através de UM TREM fora de Boston é um mau momento. Ele diz que você vai chegar lá cerca de 50 minutos para o pontapé inicial. Recomendo que você dirija, se puder evitar os bêbados pós jogo em espaços confinados.

Pre jogo: 3

No momento em que o trem nos deixava na estação faltava uma meia hora para o início do jogo e os lotes de ingressos foram na sua maioria abandonados. O rescaldo dos adereços de time nos entornos  me leva a acreditar que os fãs tiveram um grande momento para ficar preparado para o jogo.

Custo: 1

Os preços da costa leste são os piores.

Resultado de imagem para freedom trail boston
Freedom Trail (trilha da liberdade)

Faro local: 5

Boston é uma bela cidade com toneladas de história americana na ponta dos dedos. Andar pela trilha da liberdade, comer ensopado, e beber Sam Adams (passeio pela cervejaria é fantástico).

Fonte: The Comeback