Continuando o ranking que disseca os estádios na NFL, hoje conheceremos um pouco mais do Paul Brown Stadium, casa do Cincinnati Bengals. O ranking foi feito por Alicia Barnhart para o site The Comeback, e ele conta com uma escala de 1 a 5 em alguns aspectos do local, baseado em experiências pessoais e fatores culturais de cada região.

Gameday

Estádio: 3

O estádio não é muito único ou impressionante do ponto de vista arquitetônico. A equipe fez algumas reformas para melhorar os telões, incrementar as lanchonetes, e acrescentou bares para reduzir espaços vazios, mas ainda é bastante mediano.

Resultado de imagem para paul browns stadium tailgating
Estacionamento

Experiência do fã: 3

Jun-gle Boo-gie, Jun-gle Boo-gie! Isso é tudo o que você vai ouvir, e é tudo que você vai querer ouvir. A vibe da festa é com o tema “The Jungle”. O que falta em novidades, com certeza eles compensam com o ambiente.

Logística: 4

Paul Brown está no centro, próximo ao Rio Ohio, e é super fácil chegar até ele. Há muitas vagas ao lado do estádio e na cidade, bem como estacionamentos na rua. Com todas as opções, o tráfego na região não é tão congestionado como outros locais da cidade.

Resultado de imagem para paul brown Jungle Zone
Fã Zone da torcida do Bengals

Pré-jogo: 4

Os estacionamentos que cercam o estádio ficam cheios em dias de jogo, os bares estão a uma curta distância e são embalados também. Ao longo do estádio (você sobe uma rampa do nível do solo semelhante a Nova Orleans) há um área chamada “Jungle Zone”, e se os jogos forem no horário nobre, a ESPN estará lá.

Custo: 4

Bilhete e comida barata. Poderá mudar se esta equipe conseguir uma vitória nos playoffs.

Imagem relacionada
Estadio localizado no bairro Rhine

Faro Local: 5

Queen City é subestimada. A área em torno do estádio se evoluiu e existem pequenos bairros como Over the Rhine. Vá comer no Skyline para que você possa se gabar com seus amigos.

Fonte: The Comeback