Depois de longos seis meses de espera, a NFL está finalmente de volta. O que vimos ontem não foi nenhum espetáculo. Mas para quem estava sofrendo de abstinência, até que foi um bom aperitivo. Chicago Bears e Baltimore Ravens fizeram o Hall Of Fame Game, tradicional jogo que abre a preseason e marca a entrada daqueles que fizeram história na liga ao panteão dos imortais. Entre os selecionados deste ano, estão Brian Urlacher e nosso querido Ray Lewis.

Um jogo de preseason não reserva muitas emoções. Portanto as expectativas não estavam voltadas exatamente para o jogo em si, mas na estreia daqueles que chegaram para compor o elenco do Baltimore Ravens na temporada 2018. Em especial, os dois quarterbacks Robert Griffin III e Lamar Jackson. Não é exagero, aliás, dizer que o calouro de Louiseville concentrou todas as atenções. E, apesar de algumas falhas, ele teve uma boa atuação. Entretanto, não esqueçamos de outros jogadores dignos de destaque.

Começo encantador na preseason

Antes de mais nada, vale o lembrete: as circunstâncias de um jogo de preseason são bem diferentes de uma partida da temporada regular. Na temporada regular, se joga ao lado e contra os melhores da NFL e cada partida é vital. Apesar disso, a atuação de Kamalei Correa não pode passar em branco. Depois de dois anos apagados, o LB de Boise State pareceu bem a vontade jogando de Outside, conseguindo seis tackles, três sacks e uma interceptação, além de forçar um fumble. Mesmo sendo cedo para avaliar qualquer coisa, principalmente se tratando de um jogo como este, é bom ficar de olho em como será a evolução do jogador. Se a tendência se confirmar, Correa promete botar fogo na disputa pela posição.

Lamar Jackson estreia na preseason.
Foto: Shawn Hubbard/Baltimore Ravens

O Recomeço de RGIII e a chegada de Jackson

Aproveitamento de 0.63 Sete de onze passes completos para 58 jardas e 1 touchdown, além de três corridas para nove jardas. Bem ao estilo RG III. Uma noite sólida para o ex quarterback do Washington Redskins. Talvez fosse melhor, não fosse um velho problema do ataque chamado Breshad Perriman, que deixou a bola escapar por suas mãos e entregou uma interceptação de graça. Mesmo assim, nada mal para quem veio de temporadas bem ruins e estava praticamente de molho. Para o próprio jogador, o jogo de quinta-feira foi emocionante.

Quanto ao camisa oito, apesar de uma noite mais modesta como passador, tivemos a oportunidade de vê-lo em ação como um quarterback móvel, arrancando um total de vinte e cinco jardas terrestres. Apesar da mobilidade e do braço forte, é perceptível o jogo ainda parece bem rápido para o novato e algumas questões quanto ao seu modo de jogar ainda precisam ser melhoradas. Suas melhores oportunidades vieram em conexões com o, também calouro, TE Hayden Hurst. O jogador de North Carolina também teve uma participação interessante.

Outros destaques

Além dos já mencionados, outros jogadores que mereceram destaque na apertada vitória do Baltimore Ravens sobre o Chicago Bears foram o T Orlando Brown Jr., calouro de Oklahoma que se mostrou muito sólido em uma OL frágil, e o S Deshon Elliott, de Texas, considerado um dos maiores steals no draft de 2018.

Elliott promete ser destaque na posição para os próximos anos.
Foto: Shawn Hubbard/Baltimore Ravens

E o que podemos tirar disso tudo?

Nesse momento, absolutamente nada. Este é a apenas o primeiro jogo de um pedaço do calendário que não vale nada a não ser testar o elenco. O interessante, por hora, é prestar atenção na evolução desses jogadores que se destacaram, e observar o desenvolvimento dos demais. Valeu a pena ver RGIII e Lamar Jackson atuando. Também valeu a pena ver os demais calouros em ação e observar o breakout de Kamalei Correa como OLB. Ainda assim, é cedo para levantar qualquer coisa. Continuaremos de olho nos próximos quatro jogos para tentar descobrir quem estará entre os cinquenta e três jogadores no roster final.

O próximo compromisso do time é no dia 9 de agosto, no M&T Bank Stadium. O adversário é o Los Angeles Rams.

#PlayLikeARaven

John Harbaugh cumprimenta Matt Nagy após vitótia.
Foto: Shawn Hubbard/Baltimore Ravens

DEIXE UMA RESPOSTA