Patriots vs Redskins

Quinta-feira foi dado o pontapé inicial para a temporada de 2018 no primeiro jogo de pré-temporada entre Patriots e Redskins, onde o time da Nova Inglaterra saiu vitorioso por 26-17, resultado esse que não significa nada. Nos jogos preparatórios o que menos importa é o placar final, nossa atenção deve estar voltado para o desempenho dos jogadores, principalmente para os jogadores sem vaga garantida no elenco final, sendo assim esse texto não irá tratar diretamente do jogo e sim das atuações que se destacaram, tanto positivamente quanto negativamente.

Quem Sobe:

· Ralph Webb – RB

O RB não draftado foi a grande surpresa do jogo. Entrada na metade final do jogo, entrou em campo e acordou o sonolento ataque patriota, marcando 2 TDs corridos e uma conversão de 2 pontos. Mostrou boa velocidade e explosão para atacar os gaps. É uma das apostas para preencher a “cota UDFA” que consegue alcançar o elenco final.

· Ja’Whaun Bentley – LB

Uma das escolhas que a torcida mais torceu o nariz durante o draft, fez uma estreia de bom nível mostrando ser bom naquilo que já era esperado, parando o jogo corrido.
Bentley terminou o jogo com 6 Tackles sendo 2 para perdas de jardas e uma graduação acima de 90 pela PFF. Infelizmente a desconfiança sobre sua capacidade de cobrir o passe permanece: o único passe em sua direção virou recepção. O LB parece estar firme na briga pelo posto de MLB da equipe.

· Ryan Lewis – CB

Depois de passar um ano inteiro no PS da franquia, inclusive com a franquia pagando acima do valor de mercado por reconhecer a qualidade do jogador, Lewis vem se destacando nos treinamentos, nessa primeira partida mostrou muita fisicalidade na cobertura.

Lewis foi tão bem na cobertura que nenhum passe foi endereçado em sua direção, e é exatamente isso que se deseja de um CB, que ele não seja visto em campo. Para não dizer que fez um jogo perfeito, ele poderia ter ajudado Grissom a chegar na Endzone ao recuperar um fumble, onde ficou comemorando ao invés de dar o Tackle no adversário, mas como é pré-temporada, está valendo.

· Trent Harris – EDGE

Um jogador muito produtivo na Universidade de Miami, chegou à franquia com desconfiança sobre seu tamanho, é considerado muito pequeno e leve para jogar como DE, porém sua primeira impressão é positiva. Somando 3 pressões, uma delas gerando um strip sack, mais uma boa contribuição contra o jogo corrido, Harris teve a atuação dos sonhos para um estreante.

· Derek Rivers – EDGE

Confesso que Derek Rivers está nessa lista muito mais pelo emocional do que pelo mostrado no jogo. Nossa primeira seleção no draft passado que perdeu toda temporada por lesão, entrou em campo e mostrou um pouco do jogador que precisávamos ano passado, sua capacidade de sair do Speed Rush para o Bull Rush dificultou muito a vida dos OLs adversários.

Quem desce:

· Jordan Richards – LB

Richards mostra que é um cara que sempre consegue se superar, eu achei que o fundo do poço seria sua atuação no SB passado, porém novamente ele mostra que pode ir além e ter uma atuação ainda mais bizarra.

Um jogador indo para seu quarto ano na liga, depois de ser escolhido na segunda rodada, não devia ter grandes problemas para se destacar contra a terceira unidade ofensiva de um time, porém Richards mostrou toda sua incompetência terminando o jogo com 2 tackles perdidos em jogadas de 36 e 57 jardas. A dúvida que fica é, o quanto mais ele será capaz de prejudicar a franquia antes de ser cortado.

· Damarius Travis

Damarius Travis teve um dia para se esquecer, as duas bolas lançadas em sua direção viraram recepção, sendo um deles um TD. Além disso, assim como Richards errou o tackle na jogada que gerou um ganho de 57 jardas para o adversário.

· Mike Gillislee

Basicamente não conseguiu ser produtivo e viu seu principal adversário de posição ir bem. Para coroar o péssimo dia, terminou o jogo sofrendo um Fumble no último quarto. Não seria surpresa de vermos Mike disponível para trocas.

DEIXE UMA RESPOSTA