O Washington Redskins volta a campo nesta segunda feira (23), no Monday Night Football (MNF), para o 2º duelo de divisão da temporada contra o Philadelphia Eagles – na week 1, os Skins perderam em Washington por 31 a 17. O time da capital americana precisa da vitória para encostar no próprio Eagles, em disputa pela liderança da divisão. Caso vença, os Redskins entram de vez na disputa pelo título da East, ficando a apenas uma vitória atrás da equipe de Philadelphia. Em caso de nova derrota, os Eagles abrem uma diferença confortável de três vitórias em relação ao segundo colocado da divisão.

No último domingo (15), o Washington Redskins apresentou um jogo cheio de ‘altos e baixos’ contra o San Francisco 49ers. A equipe da capital abriu 17 a 0 logo no início da partida, mas acabou levando o empate no 3º quarto, em um fumble pra lá de controverso no tight end Vernon Davis. No último período, no entanto, o quarterback Kirk Cousins apresentou um jogo quase impecável e a equipe conseguiu sair com a vitória, por 26 a 24.

O Philadelphia Eagles vem ‘on fire’ para a partida, embalado com cinco vitórias nos seis primeiros jogos e atuando muito bem pelos dois lados do campo. A equipe ainda apresenta um dos melhores ataques da NFL em quase todos os quesitos. Na defesa, também vem fazendo um ótimo trabalho.

Fique de olho

Tight end Vernon Davis: Jordan Reed é considerado pela crítica um dos melhores tight ends da liga. No entanto, o camisa 86 apresenta uma série de lesões durante a carreira – especialmente concussões. Com isso o técnico Jay Gruden, ainda em 2016, resolveu dar uma chance ao ‘vovô’ Vernon Davis, de 30 anos. Após ótima passagem pelo San Francisco 49ers e um período apagado pelo Denver Broncos, o atleta acabou contratado pelo Redskins – equipe que torcia antes de iniciar a carreira e vem apresentando um ótimo trabalho.

Wide receiver Ryan Grant: o camisa 14 chegou ao Redskins em 2015, mas não teve muitas chances no time. Com a saída de DeSean ‘D-Jax’ Jackson (ao Buccaneers) e Pierre Garçon (ao 49ers), Grant passou a participar mais dos jogos, tornando-se peça importante nas conversões de terceiras descidas. O atleta ainda virou um ‘trunfo’ da equipe durante uma fase um tanto quanto negativa dos outros recebedores.

Cornerback Kendall Fuller: Sempre criticado por vários torcedores por ceder jardas aos receivers adversários, o defensor vem apresentando um jogo muito bom durante a temporada de 2017. Por conta das lesões de Josh Norman e Brashaud Breeland, ele deve ser o cornerback principal do time na partida de segunda-feira (23).

Wide receiver Nelson Agholor: Boa parte dos torcedores do Eagles criticaram a primeira temporada do jogador em Philadelphia, principalmente pelos drops sofridos no ano passado. Chegando para a temporada como WR3 – atrás de Alshon Jeffery e Torrey Smith – o atleta é, atualmente, talvez o grande recebedor da equipe, com big plays e touchdown que fizeram o torcedor esquecer o Aghlor de 2016.

Defensive tackle Fletcher Cox: o atleta é considerado pela crítica um dos DTs mais dominantes da NFL, e peça importante da defesa do treinador Jim Schwartz. Cox não esteve em campo em dois dos últimos três jogos, mas voltou na quinta-feira passada (12) contra o Carolina Panthers e apresentou uma partida muito consistente.

Visão do Adversário

O pessoal do @EaglesBR deu a visão deles para o jogo de segunda feira (23). Confira:

“Apesar do favoritismo do Eagles, este é um jogo perigoso. Explico as duas situações. Eagles é favorito por estar jogando bem, ter um ataque que consegue manter Wentz e cia em campo (time da liga com maior tempo de posse), conseguir forçar turnovers e por ser o time a ser batido na NFC. A campanha (5-1) reflete o bom trabalho do time em todos os setores do jogo. Não a toa, possui o time que mais pontuou e que menos sofreu pontos na NFC East. Além disso, as lesões atrapalham Washington, que não vai contar com o CB Josh Norman e com o DL Jonathan Allen.

Mesmo com isso tudo favorável, ainda é um trap game. Washington precisa vencer de qualquer jeito. O calendário do Redskins é ingrato e não dá pra franquia perder mais um jogo dentro da divisão, principalmente contra o líder. Ficar 3-3 e 0-2 contra o Eagles, praticamente, sepulta as chances do time de Washington ganhar a divisão. O empate no record geral já favoreceria Philly em um possível desempate. Tirando o fato de que esse é um jogo que o Eagles, historicamente, gosta de perder.

Mesmo assim, acredito em uma vitória do Eagles. Apertada, novamente, decidida no último quarto. Com os retornos de Wendell Smallwood e Lane Johnson e com o apoio da torcida, vai ser muito difícil para o Redskins. E ninguém em Philly quer perder a oportunidade de disparar na divisão e na conferência.

Palpite: Eagles 31 x 20 Redskins”

Opinião

Palpite (clubista): jogo complicadíssimo, até por conta dos desfalques que a equipe terá na partida, e por enfrentar um dos melhores times da temporada. Apesar dos problemas, o Redskins vem fazendo jogos muito bons, e o ataque atual não é nem de perto o mesmo daquele que fez o fraco jogo da semana 1. Placar: Redskins 24 x 21 Eagles.

Serviço

Washington Redskins e Philadephia Eagles jogam na segunda-feira (23), às 22:30 (horário brasileiro de verão), com transmissão ao vivo da ESPN para todo o Brasil. A partida acontece no Lincoln Financial Field, casa dos Eagles.

HTTR!

Por Junior Gomes – @Junior_Gomes86

Revisão: Rodrigo de Souza – @guinhosouza

  • Cássio M. dos Santos

    A visão dos caras do Eagles de jogo “apertado” 31 x 20. kkkkkk
    Parabéns pelo texto, muito bom como sempre.