Pré-jogo Patriots @ Steelers
Salve, salve Nação Steelers!

Semana de Patriots @ Steelers, sem dúvida alguma a nossa maior rivalidade dentro da AFC. Tamanha rivalidade merece atenção especial tanto da mídia quanto dos times. Vimos uma semana movimentada do lado de Pittsburgh trazendo ex jogadores para ajudar nos treinamentos da semana de kicker e de Linebackers.

Após o desastre que foi o jogo passado contra os Raiders e todo o drama do começo da semana a confiança dos torcedores não poderia estar mais baixa. Uma mudança urge no que tange a defesa, mas sabemos que muito provavelmente ela não virá. Keith Butler tem cada vez mais a desaprovação da torcida e é esperado que não ocorra sua manutenção como Defensive Coordinator para a próxima temporada.

Mas voltando a falar do jogo tivemos um caminhão de dúvidas durante a semana. A recuperação de Conner parece que não foi boa o suficiente e seu status é de dúvida para a partida por conta da lesão no tornozelo. Devemos ver mais Jaylen Samuels em campo.

Big Ben treinou e está confirmado para a partida mesmo tendo ficado fora de boa parte do segundo tempo contra o Raiders por conta de lesão nas costelas. Marcus Gilbert segue com sua incurável lesão no joelho, tanto que foi movido para o IR e deu lugar no roster para Eli Rodgers. Ryan Switzer está listado como questionável com lesão nas costas.

Dito isto aqui vão cinco coisas para ficarmos atentos no próximo jogo:

  • Big Ben

Big Ben sofreu lesão nas costelas na partida contra o Raiders e acabou ficando de fora de quase o segundo tempo inteiro daquele jogo. Voltou apenas nos drives finais para tentar salvar o rolê e, bom… sabemos como essa história terminou.

Neste tempo conseguimos ver Joshua Dobbs em ação liderando o ataque, e demos graças a Deus que não tivemos que ver isso em muitas outras vezes essa temporada. Ao passo que foi muito bem no chão, se movimentando no pocket e conseguindo conversões no scramble os lançamentos precisam de muito trabalho ainda. Mal posicionados e fora de timing, Dobbs ainda precisa evoluir muito para assumir o posto do nosso camisa #7.

Mas teremos Ben para esse jogo. A dúvida é: Ele está 100%? A resposta: Não. Duvido muito que esteja. A tendência é que usemos muito Play Action como forma de ganhar algum tempo para Ben lançar a bola e que a maioria dos passes sejam lançados bem rápido, para preservar nosso Quarterback.

Vejamos como Roethlisberger lidera nosso ataque mesmo não estando 100%.

  • Eli Rodgers

Ryan Switzer vem muito bem na temporada. Além de ter resolvido nosso problema de retornos de kickoff e punt vinha sendo fundamental como WR saindo do slot em conversões de terceira descida. Conseguiu a confiança de Big Ben e, semana após semana, vinha sendo cada vez mais envolvido no plano ofensivo da equipe até por conta da má fase de James Washington.

Com sua lesão voltamos ao patamar de busca por um retornador. Ainda bem que já temos ele sob contrato. Eli Rodgers foi ativado no lugar de Marcus Gilbert que foi movido para o IR. Essa ativação nos mostra que Switzer muito provavelmente não tem condições de jogo.

Porém aqui começa a briga que alertamos na coluna passada. Com a ativação de Rodgers, James Washington ganha uma competição dura pela vaga de último WR do roster. Uma competição que acho que ele não irá ganhar. Mas nos resta ver como Rodgers voltará a se encaixar no ataque, agora chefiado por Big Ben e Fichtner.

  • Boswell

Boswell vem em péssima fase. Esse definitivamente não é o seu ano. Sendo um kicker extremamente confiável ano passado, o que rendeu uma renovação bem gorda na offseason, acabou se tornando mais uma pulga atrás da orelha de cada torcedor.

Chutes que não costumava errar vem sendo algo constante nos jogos agora. Extra Points perdidos de forma bisonha, como o último que decretou nossa derrota contra o Raiders.

Boswell precisa urgentemente se recuperar, porém para um kicker não é tão fácil. Grande parte do trabalho do kicker vem de auto confiança e, tendo tantos erros consecutivos, a confiança do Boz não poderia estar mais baixa.

Por conta disso a comissão técnica chamou Shaun Suisham, nosso antigo kicker, para ajudar Boswell nos treinamentos dessa semana e tentar fazer com que ele recupere sua confiança e já conhecida pontaria. Vamos ver se essa missão foi um sucesso, pois caso não seja os dias de Boswell no Heinz Field podem estar contados.

  • Defesa

A defesa preocupa, como sempre. Após seguidas derrotas Mike Tomlin disse que faria mudanças mas que elas não seriam perceptíveis a olho nu.

Porém durante a semana vimos diversos repórteres que acompanham o time reportando que Artie Burns havia treinado um pouco entre os titulares no lugar de Sensabaugh, que Cameron Sutton havia treinado entre os titulares no lugar de Mike Hilton.

Não se sabe ao certo que mudanças serão essas que Mike Tomlin irá promover para a partida mais importante do ano para nós até aqui. No momento (sabe-se lá Deus como) nossa defesa é a 5ª defesa da liga que menos cede jardas por jogada (aprox. 5,22 jardas).

Independente de quem jogue é quase certo que Tomlin meta cada vez mais o dedo na coordenação da defesa e chamada das jogadas visto que Keith Butler parece totalmente perdido. Todos sabem como ele desenvolve ótimas Blitzes e utiliza bem seus jogadores nesse quesito, porém contra o Pats é imprescindível que marquemos homem a homem para anular principalmente Rob Gronkowski. Se continuarmos na nossa marcação em zona cover 2 básica será outro jogo onde seremos facilmente batidos.

  • Poder de recuperação

Aqui teremos nossa garra e poder de recuperação testados. Com o Ravens colado em nós na divisão e com uma sequência de jogos muito mais fácil que a nossa não seria de outro mundo dizer que podemos já neste fim de semana perder a liderança da divisão e, com isso, nossa vaga nos playoffs.

Se tem um jogo onde seria importante vencer, e vencer bem, se impondo contra o seu adversário, é esse jogo contra o Patriots. Adversário que está entalado na nossa garganta a um bom tempo, time questionado, confiança abalada, temporada em risco. O palco tem todos os temperos possíveis para uma vitória histórica.

Mas será que seremos clutch para tal? Será que conseguiremos turnovers contra o time que menos cede turnovers fora de casa? Será que finalmente conseguiremos correr bem com a bola contra a defesa que é a 6ª pior contra o jogo corrido? Será que finalmente conseguiremos anular Gronkowski de uma partida?

A decisão é agora. O momento de se reerguer e reconquistar o respeito é agora. Mas… será?

Previsão para a partida: Steelers 27 x 31 Patriots

Não esqueçam de nos seguir nas redes sociais para podermos debater Steelers.

Twitter: @blackyellowbr

Instagram: blackyellowbr

E também no twitter em @lopesjsantos e @gabriel_amd.

Um abraço e Here we go!

DEIXE UMA RESPOSTA