Após uma das derrotas mais humilhantes de sua história em uma apresentação pífia contra o Rams em LA, onde o Colts foi derrotado por nada menos que 46-9, o time de Indianapolis tenta retomar a confiança contra o Arizona Cardinals no Lucas Oil Stadium na semana 2. Mas ao que tudo indica, é bem provável que veremos mais uma derrota nesse domingo. Sem jogadores importantíssimos como Vontae e Kelly e é claro, seu carregador de piano e o jogador que sozinho, tem ganhado a maioria dos jogos do Colts desde 2012, Andrew Luck.

Além disso, Arizona tem mais um fator determinante e que lhe dá grandes chances de vitória no jogo da semana 2, e não é um jogador, é o nosso queridíssimo Chuck Pagano. O técnico de 56 anos tem se mostrado cada vez mais inapto a treinar o Colts. Muitos tackles perdidos, time entrando despreparado para jogos, defesa ruim (lembrando que ele é um técnico de origem defensiva) e OL medíocre são alguns dos exemplos de erros que vem acontecendo desde 2012 sem perspectiva de mudança.

Agora vamos para o que realmente interessa que é o jogo de domingo, primeiro analisarei o ataque com que o Colts vai a campo domingo e o que podemos esperar dele contra a defesa do Cardinals (spoiler: não muito). Em seguida farei o contrário, ataque do Cardinals x defesa do Colts. No final deixarei minha aposta de placar para a partida (não me matem) e também informações sobre o jogo.

ATAQUE DO COLTS (projeção dos titulares)

QB: Jacoby Brissett

RB: Frank Gore

WRs: Donte Moncrief e T.Y. Hilton

TEs: Jack Doyle e Brandon Williams (Darrell Daniels)

OTs: Castonzo e Clark (Haeg)

OGs: Vujnovich e Mewhort

C: Bond

O ataque do Colts para esse jogo vem com algumas mudanças em relação ao jogo da semana passada contra o Rams, a principal delas sendo na posição de QB. Jacoby Brissett, ex jogador do Patriots que veio ao Colts através de uma troca pelo WR Phillip Dorsett, faz sua estreia como titular. Essa foi uma decisão muito mais baseada no que Tolzien apresentou na semana 1 do que na qualidade de Brissett. Pois apesar dele ser melhor que Tolzien, está apenas há 2 semanas com o Colts e isso é muito pouco para um QB aprender todo o playbook de uma equipe, mas como o camisa 16 mostrou que não tem condições de ser titular na NFL, a troca de QBs foi necessária.

Na OL também teremos uma mudança, pois Denzelle Good, que havia sido nosso melhor OL contra o Rams e um dos 5 melhores do Colts segundo o PFF, foi colocado na IR após sofrer uma lesão no pulso. O substituto mais provável para ele é Clark, que começou o training camp como titular mas perdeu a posição após atuações muito ruins. Outro candidato é Haeg, que apesar de jogar muito mais como Guard no Colts, também pode exercer a posição de RT, ou até mesmo entrar no lugar de Vujnovich como LG e passá-lo para RT.

Nas outras posições do ataque não teremos mudança, o único destaque é para a possível volta de Chester Rogers, que treinou sem limitações na sexta-feira e pode fazer sua estreia nesta semana.

O que esperar do ataque contra o Cardinals

Que Luck nos proteja! Com uma OL desfalcada de seu melhor jogador (Kelly) e do que teve melhor performance na semana 1 (Good), não esperem que Brissett tenha muito tempo para lançar a bola. Com Chandler Jones e Markus Golden como OLBs que pressionam muito os QBs adversários, ele vai ter que se virar bem sob pressão, onde rendeu relativamente bem na preseason.

Estatísticas de Passer Rating quando está sob pressão, na pré-temporada

Por Brissett estar há pouco tempo no Colts e a OL estar ruim, Chud deve simplificar bastante o playbook (que já não é muito complexo) e tentar passes mais rápidos para evitar a pressão dos defensores de Arizona. Além disso, eu acredito que os RBs do Colts devem ser a principal arma nessa partida, tanto recebendo passes saindo do backfield como Mack faz muito bem, tanto correndo com a bola. Até para desafogar um pouco Brissett, estabelecer o jogo corrido vai ser bem importante e vai abrir a defesa do Cardinals para lançamentos em profundidade.

Apesar de ter perdido jogadores como Calais Campbell e Tony Jefferson, a defesa do Cardinals continua com peças muito boas como Patrick Peterson, Tyrann Mathieu e Chandler Jones, além de terem draftado Hassan Reddick. Portanto, acredito que nosso ataque não vá produzir muito e vai sofrer bastante com o pass rush de Arizona.

DEFESA DO COLTS (projeção dos titulares)

DL: Al Woods, Henry Anderson e Johnathan Hankins

OLBs: John Simon e Jabaal Sheard

ILBS: Jon Bostic e Jeremiah George (Sean Spence)

CBs: Rashaan Melvin e T.J. Green.

S: MALIK HOOKER e Matthias Farley.

A defesa do Colts, assim como seu ataque, vai sofrer algumas mudanças para a semana 2. A primeira delas é na posição de ILB, a posição mais fraca do Colts na defesa acabou sofrendo mais uma baixa. Antonio Morrison, que vinha sendo um dos titulares, acabou sofrendo uma lesão no ombro (Anthony Walker é outro que também se lesionou) e está fora da partida, portanto eu acredito que Jeremiah George deve formar dupla com Bostic, já que vem se destacando desde o training camp e foi bem no primeiro jogo, conseguindo boas jogadas, principalmente em marcação de passe. Se o Colts achar que ele ainda é cru para ser titular, pode optar pela experiência de Sean Spence, que já é um veterano na liga e retornou ao elenco após ser cortado ao final da preseason.

Mais uma mudança devido a lesão, agora na secundária, Darius Butler também se machucou e está fora da partida. Para o lugar dele teremos a estreia de Malik Hooker como titular, ele que foi nossa escolha de primeira rodada e foi um monstro em sua última temporada em Ohio State, conseguindo 7 interceptações. Hooker ficou fora de muitos treinos e jogos na preseason, então eu acredito que tenha sido por isso que não começou a temporada como titular, já que possui uma qualidade imensa. Na primeira partida ele teve só 30 snaps, coisa que deve mudar para esta, aumentando consideravelmente.

O resto da defesa continua o mesmo da partida anterior, com T.J. Green ainda a frente na disputa de CB2 com Quincy Wilson, coisa que eu não concordo nem um pouco, mas como Pagano é o técnico nós já esperamos coisas desse tipo.

O que esperar da defesa contra o Cardinals

Apesar da defesa do Colts ter sofrido 30 pontos do ataque fraco do Rams (dos 46, 16 vieram de TDs defensivos e safety), deu para tirar alguma coisa de bom dessa atuação. Nossa defesa contra o jogo corrido foi bastante sólida nessa partida, o bom RB do Rams Todd Gurley teve apenas uma média de 2.1 jardas por carregada e seu companheiro de backfield Malcolm Brown de 2.3, o que é muito baixo para um RB, ou seja, ótimo trabalho do front seven nesse quesito. Portanto, como o Cardinals vem sem seu principal jogador para essa partida, que é o RB David Johnson, acredito que o jogo corrido deles não tenha muito impacto na partida e que nossa defesa consiga anular novamente.

Infelizmente, o único ponto positivo da defesa foi esse, pois pass rush e cobertura de passe foram 2 aspectos tenebrosos para o Colts na partida contra LA. Goff que vinha sendo muito criticado teve um QB rating de 117, que é muito bom, e praticamente não sofreu pressão o jogo inteiro, fazendo com que acionasse bem seus WRs, principalmente o rookie Cooper Kupp.

Portanto, apesar da OL dos Cardinals sofrer com alguns desfalques importantes como Mike Iupati e D.J. Humphries, eu acredito que Palmer não deve ser muito pressionado, devido a defesa do Colts não conseguir um pass rusher eficaz desde a temporada de Mathis em 2013. Logo, Palmer que é um bom QB apesar de estar em final de carreira, deve se aproveitar disso e acionar bastante tanto os RBs saindo do backfield, tanto seu alvo preferido, Larry Fitzgerald, que deve castigar os CBs do Colts nessa partida.

Aposta de placar para Cardinals x Colts

Cardinals 30×14 Colts

Informações sobre a partida

Semana 2

Jogo: Indianapolis Colts x Arizona Cardinals

Data: Domingo, 17 de setembro

Horário: 14:00 de Brasília

Local: Lucas Oil Stadium

Transmissões: NFL Gamepass ou links obscuros.