1993, este foi o ano em que o Colts havia perdido pela última vez um jogo sem pontuar em casa. Agora esse ano mudou para 2017, pois na última semana o Colts sofreu uma das piores se não a pior derrota na era Pagano. A defesa foi completamente dominada por um Jaguars sem seu principal jogador em Leonard Fournette e o ataque foi massacrado pelo excelente pass rush de Jacksonville, que conseguiu 10 sacks na partida. Muito dos sacks por culpa da OL, mas Jacoby também teve sua parcela de culpa segurando muito a bola e os WRs também por não se livrarem da marcação. Ou seja, uma semana para esquecer em Indianapolis.

Para esta semana, a perspectiva não muda tanto, o Colts viaja até Ohio para enfrentar o Cincinnati Bengals. Bengals que teve um péssimo início de temporada, melhorou muito após a demissão de seu antigo OC, já que o time sofreu 2 derrotas nas primeiras duas semanas sem conseguir anotar um TD sequer. Com um novo OC o ataque tem conseguido uma média de 22 pontos por partida, 2 vitórias e uma derrota para o Packers com Rodgers por apenas 3 pontos.

A equipe do Bengals é muito completa, possui excelentes peças tanto no ataque quanto na defesa. No ataque eles tem um dos melhores WRs da NFL em AJ Green e um dos melhores backfields com Joe Mixon, Gio Bernard e Jeremy Hill, além de ter um QB seguro como Andy Dalton. Na defesa, eles têm bons jogadores em quase todos os setores, sua defesa é 4-3, portanto tem 2 DEs especialistas em pass rush, Carlos Dunlap e o calouro Carl Lawson. Além dos DEs, Bengals tem um dos melhores DTs da NFL, Geno Atkins, e LBs e CBs muito bons como Burfict e Adam Jones. Portanto, vai ser mais uma tarefa difícil para uma equipe de Indianapolis que vem sofrendo em quase todas as partidas.

Ataque do Colts (projeção dos titulares)

QB: Jacoby Brissett

RBs: Frank Gore e Marlon Mack

WRs: TY Hilton e Kamar Aiken (Donte Moncrief)

TE: Jack Doyle

OTs: Anthony Castonzo e Joe Haeg

OGs: Jeremy Vujnovich e La’Raven Clark

C: Ryan Kelly

No ataque esta semana poderemos ver uma mudança na equipe titular, já que Kamar Aiken que vinha sendo nosso WR2 não treinou na sexta com uma lesão no ombro e é dúvida para a partida. Caso fique de fora seu substituto automático é Donte Moncrief, que vem decepcionando muito nesta temporada já que é seu ano de contrato e ele teria que fazer por merecer um contrato novo na próxima offseason.

Um dos jogadores mais importantes do elenco, Ryan Kelly, vai jogar na partida de domingo. Porém, ele apareceu no Injury Report durante toda a semana, treinou limitado na quinta e saiu durante o último jogo com uma lesão. Portanto vai ser interessante observar como será a atuação dele já que não deve estar 100% para a partida, até por falta de opções, já que o seu reserva Deyshawn Bond também está machucado.

O que esperar do ataque contra o Bengals

Como disse anteriormente, a defesa do Bengals tem ótimos jogadores em quase todas as posições, portanto o ataque do Colts deve sofrer muito assim como sofreu contra o Jaguars. Principalmente no front 4 deles, pois como havia comentado no pré-jogo da semana passada, nossos Guards tem sido o ponto mais fraco da linha e os DTs tem tido muita facilidade para chegar a Brissett pelo meio da linha. Portanto Geno Atkins que é um dos melhores e já tem 4 sacks na temporada, deve causar muitos pesadelos ao nosso QB assim como aconteceu com Calais Campbell na semana passada.

Muitas das pressões a Jacoby tem sido por culpa da OL, mas ele também tem facilitado bastante o serviço dos pass rushers segurando a bola por muito tempo. Portanto para o Colts conseguir marchar em campo e fazer boas campanhas vai ser de extrema importância que Brissett solte a bola o mais rápido possível, e que o staff do Colts prepare jogadas para que ele tenha alvos em rotas curtas para escapar da pressão que o Bengals deve imprimir tanto com os 4 da frente e tanto em blitz, que é uma marca registrada da defesa deles e que tem sido um problema para o nosso QB.

Outro jogador que vai ser muito importante é Marlon Mack, o time de Indianapolis vai ter que achar uma maneira de dar mais carregadas ao seu camisa 25. Ele desde a sua volta contra o 49ers na semana 5, tem tido uma média bizarra de 8,4 jardas por carregada em 16 tentativas. Logo, envolver Mack na partida principalmente com corridas, que tem sido seu forte e ele tem conseguido várias jogadas explosivas para a equipe (coisa que não vemos dos outros RBs) é o ponto em que o Colts tem que focar para o confronto da semana 8 em Cincinnati.

Defesa do Colts (projeção dos titulares)

DL: Al Woods, Johnathan Hankins e Henry Anderson

OLBs: Jabaal Sheard e Barkevious Mingo

CBs: Vontae Davis e Pierre Desir (Quincy Wilson)

Ss: Darius Butler (TJ Green) e Matthias Farley

Se no ataque não tivemos muitas lesões, na parte defensiva foi exatamente o contrário. Começando pela lesão mais dolorosa para todos os torcedores do Colts, o safety calouro Malik Hooker, escolhido na primeira rodada do último draft, acabou rompendo os ligamentos do joelho após uma tentativa de bloqueio de um dos jogadores do Jaguars e está fora da temporada. Para o seu lugar, o Colts deve ir ou de Darius Butler ou de TJ Green, que recebeu alguns snaps contra Jacksonville após a saída de Malik.

Além de Hooker, também tivemos outros 2 jogadores importantes se machucando, discutivelmente os 2 melhores da defesa no ano. Rashaan Melvin sofreu uma concussão contra o Jaguars e está fora da semana 8, com sua saída o Colts deve ir de Pierre Desir como o CB titular já que durante a semana Quincy Wilson foi bem criticado pelo DC Ted Monachino. Então mesmo que Wilson tenha mais qualidade e seja mais promissor que Desir, ele não deve ficar com a vaga. Além de Melvin, John Simon também sofreu uma lesão e fica fora deste jogo, o melhor jogador do Colts na temporada vai dar lugar a Barkevious Mingo, que foi bem na última partida conseguindo 3 pressões em Bortles e ganha a vaga de Basham, que não tem tido um bom início de carreira.

O que esperar da defesa contra o Bengals

 A defesa do Colts é a pior em pontos cedidos e a segunda pior em jardas aéreas cedidas e jardas totais cedidas. Logo, o Bengals que possui ótimas peças no ataque pode ter muita facilidade assim como as outras equipes que enfrentaram o time de Indianapolis. Um ponto da defesa do Colts que havia sendo muito elogiado por todos ao longo da temporada tinha sido a defesa contra a corrida. Pois é, hoje o Colts é a sétima pior defesa neste quesito e permitiu mais de 100 jardas em 9 carregadas para TJ Yeldon do Jaguars que não tinha nenhuma carregada na temporada até essa partida.

Portanto, com um backfield recheado de bons RBs, nossa equipe deve sofrer novamente contra a corrida e principalmente contra esses RBs recebendo bolas, pois tanto Gio Bernard quanto Joe Mixon são jogadores que recebem muito bem a bola saindo do backfield, o que tem sido um problema enorme para o Colts há anos e principalmente no atual já que nossos ILBs são os piores da era Pagano.

Outro jogador que deve dar muitos problemas ao time de Indy é AJ Green. Com as ausências de Malik Hooker e Rashaan Melvin, a defesa do Colts que já era ruim em cobertura de passe fica ainda pior já que esses dois eram os melhores do time neste aspecto. Com a melhora de Andy Dalton nas últimas semanas, o Bengals tem tido um ataque aéreo muito eficiente e que tem dado problemas para defesas adversárias assim como vai dar para uma defesa contra o passe precária do Colts (segunda pior da NFL).

Aposta de placar para Colts x Bengals

Colts 13×24 Bengals

Informações sobre a partida

Semana 8

Jogo: Indianapolis Colts x Cincinnati Bengals

Data: Domingo, 29 de outubro.

Horário: 15:00 de Brasília.

Local: Paul Brown Stadium

Transmissões: NFL GamePass e links obscuros.