O Los Angeles Rams teve a difícil missão de jogar contra o time do Minnesota Vikings dentro de seus territórios, dentro do US Bank Stadium palco do Super Bowl LII, o lugar onde o time da Califórnia viu sua sequência de vitorias chegar ao fim com uma derrota de 24 a 7, ao contrário do que o placar indica o jogo foi muito mais equilibrado do que parece mas ai que a defesa do Vikings apareceu e dominou o ataque do Rams, e agora o time volta para o coliseu com um saldo de 7 vitorias e 3 derrotas na temporada.

O Jogo.

Foi em Minneapolis que o Los Angeles Rams viu sua sequência de vitorias chegar ao fim, mas não se enganem com o placar, os ataques foram bem parecidos até um certo ponto no jogo, basta olhar as estatísticas de Goff e Keenum, e permaneceram parelhos por um bom tempo até que os Vikings entrassem em erupção e anotassem 17 pontos diretos no final do jogo. Não querendo defender a unidade comanda por McVay, eles também jogaram mal, mas esse jogo se tratou muito mais de defesas.

O time do Vikings deixou em evidencia um dos maiores problemas da equipe de Los Angeles, e não tem nada a ver com o ataque marcando apenas sete pontos, e sim com a pressão no quaterback adversário.

É estranho apontar isso quando temos caras como Aaron Donald e Michael Brockers na frente da defesa, o problema é a incapacidade da equipe gerar pressão que não seja desses dois jogadores, inclusive Keenum só foi tocado 5 vezes na partida e 3 foram por Donald, e não sofreu nenhum sack. Os nossos rushers foram completamente anulados do jogo e isso ficou evidente no lance onde Robert Quinn erra o sack no QB e até mesmo Barwin não conseguiu derrubar o oponente, foi mais um jogo muito ruim dos OLB veteranos do Rams que combinaram até aqui para apenas 6,5 sacks na temporada. A dupla de OLB raramente tem ganhado seus confrontos o que proporciona aos adversários a facilidade de dobrar a proteção contra Donald e Brockers.

Parece que o time mais saudável da NFL finalmente foi atingido pela bruxa desta temporada, os dois cornebacks do time Kavoyn Webster e Nickel Robey-Coleman saíram do jogo lesionados com uma concussão e uma lesão na coxa respectivamente. Se até mesmo o consagrado CB Trumaine Johnson estava tendo problemas com a dupla Diggs e Thielen, era esperado que jovens como Dominique Hatfield e Blake Countess tivessem um dia bem difícil, e foi o que aconteceu, Hatfield perdeu um tackle no lado de campo e cedeu um belo touchdown de 65 jardas de Adam Thielen.

Mas devemos ser justos e dar credito a onde há credito. O time do Minnesota Vikings jogou de uma forma que o time de Los Angeles não conseguiu reagir e principalmente fizeram valer o fator casa, a multidão no US Bank Stadium atrapalharam de mais a tarde de Jared Goff que teve problemas para se comunicar com seus companheiros e treinadores durante todo o jogo e assim tivemos penalidades e queima de tempos desnecessárias .

A defesa dos Vikings foi imparável e conseguiram freiar o melhor ataque da NFL de uma forma que nem a defesa dos Jaguars nem a defesa dos Seahawks conseguiram e anularam completamente Todd Gurkey da partida, é verdade que foi Todd que marcou o único touchdown dos Rams na partida mas a defesa de Minnesota é uma das melhores da liga contra a corrida e McVay sabia disso, no incio do jogo já tínhamos percebido que o plano do dia seria Goff lançar a bola, e aí que entra um dos grandes pontos dessa partida que foi a pressão gerada pela defesa dos Vikings.

Em um dos principais lances da partida Goff estava dentro das nossas ultimas 10 jardas de campo, com as costas na parede, e a sua proteção simplesmente desmanchou e ele foi sackado quase dentro da própria endzone e como consequência o Punter Jonnhy Hekker teve que chutar a bola quase fora de campo. Jared Goff, assim como todo quaterback, é mais impreciso em seus passes quando está sobre pressão, porém mesmo com tudo isso os Rams ainda estavam vivos e poderiam ter ampliado o placar .se não fosse o fumble do calouro Cooper Kupp na entrada da endzone do Vikings, e depois desse lance o espirito do time acabou e não conseguimos produzir mais nada e ainda saímos com Robert Woods nosso melhore recebedor fora por conta de uma lesão.

Assim acabou a série de vitorias do Rams, mas amigos, este não é o fim do mundo. Jared Goff precisa melhorar sobre pressão, os rushers precisam de uma atualização séria, o time ainda é novo e ira cometer muitos erros… tudo isso é verdade, mas devemos levar em conta que perdemos pra um dos melhores times da liga no momento e que certamente estará nas pós temporada e como vem acontecendo até aqui McVay e seus coordenadores irão assistir este jogo e corrigirão os erros dessa semana para que não se repita no próximo jogo.

Winners/Losers

W – QB Jared Goff

Eu realmente achei que Jared fez um jogo muito bom, tirando o lance em que ele jogou uma bola displicente em direção de Robert Woods em que quase foi interceptado, mesmo jogando contra uma grande defesa que o pressionou durante todo o jogo ele ficou calmo e confiante, sua presença no pocket está cada vez melhor e ele está cada vez mais confiante para sair e correr com a bola se necessário. A parte mais impressionante foi quando o OLB Anthony Barr do Vikings o acertou com muita força e ele simplesmente levantou limpou a poeira e continuou a jogar a bola com confiança e sem medo, acho que presenciamos mais um passo da evolução do nosso jovem quaterback.

W – DT Aaron Donald

Somente no primeiro tempo Donald pressionou Case Keenum cinco vezes apesar de não ter conseguido nenhum sack em seu ex companheiro de equipe, Donald permaneceu imparável e terminou com 2 tackles solos e 3 QB hits. Apesar de ter ficado marcado por conta de uma falta infantil no segundo tempo que deu ao Vikings 15 jardas Donald fez mais uma partida dominante na frente da defesa Angelina.

L – OLB Robet Quinn

Quinn simplesmente não é o jogador que foi a alguns anos, ele tem 2,5 sacks na temporada e zero nos últimos 4 jogos e neste jogo ele foi batido completamente pela linha ofensiva dos Vikings e vem errando constantemente o seu ângulo, como o lance em que ele erra o Case Keenum na hora do sack, além de cair no chão mais vezes que o QB adversário.

L – Cooper Kupp

Eu não achei que Kupp tivesse jogado tão mal mas seria mentira se ele não estivesse nesta lista como um perdedor. Seu fumble na linha de 1 jarda foi um divisor de aguas na partida embora eu não o culpe demais pois também teve muito mérito do defensor na jogada, mas apesar de que o seu drop numa 3&10 no final do jogo retiraram as chances do Rams chutar um FG. Kupp deixou 10 pontos da equipe em campo.

Essa foi provavelmente a pior partida de Kupp com a camisa do Rams, mas devemos levar em campo que ele não foi uma escolha top 10 no draft, ele é uma escolha de 3° rodada de 24 anos e que ainda irá cometer vários erros. Culpar Kupp pela derrota é injusto ele tem sido importante no time, que não deixe a sequência de vitorias iludir você ainda é um time com muitos buracos, e com certeza o menino vai se recuperar e contribuir com as ambições da equipe no futuro.

L – TE Tyler Higbee

Tyler Higbee teve uma grande chance de promover-se de vez como o principal TE da equipe durante toda a temporada e mais uma vez não fez nada com ela. Higbee mais uma vez deixou cair um passe que poderia tido um grande ganho de jardas, e desapareceu por um bom tempo da partida, como já é de costume. Ele parece ser mais um TE de bloqueio nesse momento, e até nesse quesito ele vem decepcionando pela segunda semana consecutiva. Eu espero ver mais do rookie Geral Everett nas próximas partidas.

 

Considerações finais.

Os Rams entraram neste jogo com uma série de quatro vitórias consecutivas e estavam no alto da confiança do seu jovem time. Eles precisavam dessa derrota para trazê-los de volta a realidade.

Essa derrota não foi tão terrível como você pode pensar. Uma derrota é uma derrota. Mas na maior parte do jogo, os Rams estavam mantendo os Vikings em um touchdown de distancia. A defesa, apesar de já ter tido dias melhores, aproveitou ao máximo seu tempo em campo.

O problema é o que o Rams não enfrentaram exatamente grandes desafios nas ultimas semanas, depois de enfrentar os Jaguars foram para Londres jogar contra os Cardinals e logo depois se enfrentaram contra o NY Giats que é um dos piores times da liga atualmente

Os Vikings estão indo para os playoffs e eles têm uma chance real de chegar ao Super Bowl.Os Rams provavelmentenão. Os Rams irão os playoffs, mas provavelmente não terão forças o suficiente para chegar mais longe.

Porém é apensa com as derrotas que aprendemos algo, e eu confio que McVay aprendeu com esta perda e certamente iremos jogar melhor contra o Saints no Coliseu de Los Angeles.

#GoRams