Como foram os Redskins no segundo jogo da pré-temporada?

Sábado, em jogo válido pela pré-temporada, recebemos no FedexField o time do Green Bay Packers, mas não se empolgue torcedor do Redskins, o jogo em nada lembrou o último encontro entre os times acontecido na temporada regular do ano passado, onde passamos o trator na equipe de Aaron Rodgers.

Washington começou recebendo a bola e logo no primeiro drive, o primeiro three and out sofrido no jogo. Alias, já é bom dizer que no primeiro quarto, nosso ataque não conseguiu nenhuma primeira descida. Mas conseguimos coisas interessantes. Logo no primeiro Punt, Fabian Moreau forçou um fumble do retornador dos Packers e a bola foi recuperada por Niles Paul na linha de 16 jardas de ataque. Ali, a impressão é que o jogo contra Baltimore poderia ter sido somente um acidente de percurso. Mas foi só impressão. Nosso ataque voltou a campo e conseguiu incríveis Zero jardas e acabamos tendo que nos contentar com um Field Goal.

Este seria quase um resumo de como seria o comportamento do nosso ataque durante todo o primeiro tempo, e o primeiro drive do ataque dos Packers, também já seria um indicativo de como seria a nossa defesa durante o primeiro tempo.

Na primeira vez que o ataque do Packers pegou a bola, nossa defesa mostrou problemas sérios. Apesar de conseguir conter de forma até eficiente o jogo corrido dos Packers, Aaron Rodgers castigou nossa secundária com passes curtos, e num drive de 16 jogadas, touchdown Green Bay. 7 a 3 para os cabeças de queijo.

E assim foi o primeiro e o segundo quarto de jogo, nosso ataque falhando tanto correndo com a bola como lançando a bola. Ao final do primeiro quarto, nosso ataque tinha 24jardas totais. Absurdo, mesmo se tratando de preseason.

No segundo quarto, já com os reservas em campo, os Packers precisaram de 3 minutos e 49 segundos para executar 7 jogadas e avançar 73 jardas para anotar mais um touchdown. Mais uma vez nossa defesa foi bem contra o jogo corrido neste drive não permitindo nenhuma corrida para mais de 5 jardas, porém contra o jogo aéreo mais uma vez deixamos a desejar.

Antes do intervalo, conseguimos nosso primeiro TD da temporada. Num drive bem consistente, mas com muito mais passes que corridas, foram 8 jogadas de passe e apenas 2 de corrida, anotamos com WR Jamison Crowder, e desta forma conseguimos ir para o intervalo perdendo por apenas 4 pontos.

Segundo tempo começa e nossa defesa segue do mesmo jeito, levando surra nos passes mas parando o jogo corrido, e desta vez conseguimos forçar um three and out com um belo sack da dupla LB Chris Carter e DL Joey Mbu.

Nosso ataque veio a campo com o RB Samaje Perine e nosso jogo corrido passou a dar sinais de vida. Em apenas 3 corridas neste drive ele chegou a 11 jardas e já assumia a liderança nas estatísticas de corrida do time, e logo após nossa defesa forçar novo three and out sobre os Packers, Perine liderou o time até o touchdown com 3 corridas para 25 jardas, deixando nosso QB reserva, Colt McCoy em boas condições para achar o TE Niles Paul dentro da End Zone para um TD de 16 jardas.

Após este TD, tivemos uma sequência de Punts e, já na metade do último quarto, nossa defesa, que vinha muito bem contra o jogo corrido, permitiu um read option e uma corrida do terceiro QB dos Packers, Tysom Hill, que correu 23 jardas para o touchdown da vitória, pois depois disso, nosso terceiro QB, Nate Sudfeld, não conseguiu conduzir o time a vitória, mesmo com tempo de sobra para isso.

Do meu ponto de vista, o time sofreu muito para mover as correntes, mesmo quando tinha os titulares em campo, claro que a alta rotação dos WR que o time fez durante o jogo deixou claro que o importante nesta preseason é a analise das possibilidades mas mesmo assim acho que sofremos mais do que deveríamos e, até por isso, imagino que o Gruden tenha mantido por mais da metade do jogo quase todos os titulares possíveis, inclusive nosso QB Kirk Cousins. Vi muita dificuldade na nossa OL em abrir espaços para o jogo corrido também, mas assim como ano passado, fazem excelente defesa do nosso QB, sofremos apenas um sack, já no final do jogo.

Quanto a defesa, desde o jogo contra Baltimore, acredito que tem sido agressiva demais. Praticamente todo snap ela se posiciona para Blitz, com os OLB quase alinhados na linha de scrimmage e até por isso temos sido eficientes contra jogo corrido, além de conseguir muitos sacks (foram 5 no jogo), mas sofremos muito com o jogo aéreo com nossa secundaria ficando sobrecarregada.

Sem dúvida, o destaque do jogo foi Samaje Perine. Nosso RB fez excelente partida no segundo tempo não só com boas corridas, mas também mostrou boa desenvoltura para receber passes (foi apenas 1 recebido, mas rendeu 29 jardas), coisa que não tivemos durante toda temporada passada. O CB Fabian Moreau foi muito bem ao Special Teams, principalmente no primeiro tempo, matando os retornos de Green Bay e quase sem ceder jardas. Chegando inclusive a forçar um fumble.

Próximo jogo será Domingo, novamente no FedexField contra os Bengals. Esperamos que venha nossa primeira vitória nesta preseason.

 

Texto por – Aloisio Fernandes