Com um último quarto para esquecer, o Indianapolis Colts voltou a perder na NFL. O placar de 38-35 para o Tampa Bay Buccaneers mostrou falta de capacidade para definir jogos. Com a derrota o time praticamente dá adeus às chances de playoffs. Vamos aos pontos positivos e negativos desta partida.

 

PONTOS POSITIVOS

Darius Leonard e brilhos individuais na defesa

Que partida do linebacker atual Defensive Rookie of The Year! Somou nove tackles (três solo), um para perda de jardas, dois passes desviados e duas interceptações com direito a um retorno para TD. A última pick-six dos Colts na NFL foi em 2017 com John Simon retornando para a end zone um passe ruim de Marcus Mariota. Todos nós sabemos que Leonard é fenomenal impedindo avanços no jogo terrestre e que sua fragilidade era cobertura de passes, mas neste último jogo o #53 fez um excelente trabalho lendo os olhos de Jameis Winston em duas oportunidades e conseguiu as picks. Leonard se tornou o primeiro jogador da NFL a ter 10 ou mais sacks e cinco ou mais interceptações nos primeiros 25 jogos da carreira desde 1982. Boa “Maniac”!

Menção honrosa a Justin Houston que conseguiu o único sack dos Colts na partida e chegou ao nono na temporada. Criticado por estar “velho” e considerado uma contratação ruim pelo histórico de lesões, Houston tem mostrado que ainda tem lenha para queimar. Além da boa atuação do #99, quem também se destacou foi George Odum, que conseguiu forçar um fumble recuperado por Rock Ya-Sin.

Marcus Johnson e Zach Pascal

Nossa dupla titular de WRs não deixou a desejar em nada. Johnson liderou o time com 105 jardas em três recepções e um touchdown espetacular na primeira jogada dos Colts na partida. Uma bomba de 46 jardas de Jacoby Brissett encontrou o #83 que buscou a end zone para abrir o placar. Com boas partidas em sequência, Johnson vai colocando dúvidas na cabeça da comissão técnica para a montagem do elenco no ano que vem. É verdade que a posição de WR tem sido uma incógnita no time. Lesões tem atrapalhado a adaptação de calouros ou impedido veteranos de render o que podem. Vale lembrar que Pascal, uma importante peça ofensiva, chegou sem pompa ao time e hoje mostra-se uma ótima aposta da comissão técnica. Com o bom rendimento de Johnson, vale a pena ficar de olho no jogador para a temporada que vem, quanto mais opções, melhor.

Zach Pascal teve cinco recepções para 74 jardas e um touchdown. O #14 agora lidera os Colts em jardas recebidas na temporada com 547 jardas e cinco TDs (junto com T.Y. Hilton). Tendo em vista o excessivo número de lesões no setor, Pascal vai aproveitando as oportunidades e se firmando com uma boa opção no elenco. A nova lesão de Campbell, que quebrou o pé durante o jogo e está no Injury Reserve, apenas reforçará o espaço para Johnson e Pascal.

 

PONTOS NEGATIVOS

542 jardas cedidas

Os Buccs são o segundo melhor time na NFL no jogo aéreo, isso deveria ser motivo suficiente para os Colts se atentarem na marcação de Chris Godwin, Mike Evans & Cia. Os WRs de Tampa Bay são dois dos três melhores jogadores em jardas recebidas na temporada. Como esperado, Jameis Winston não deixou de lançar suas três interceptações, mas se recuperou e liderou os Buccs a uma virada. Foram 456 jardas e quatro touchdowns para o QB.

Khari Willis, com 11 tackles, e Malik Hooker, com 10, lideraram o time parando os adversários. Quando os líderes do time em tackles são defensive backs podemos estar observando sintomas de problemas na defesa contra o passe. O excesso de big plays cedidas novamente castigou os Colts. Mike Evans, por exemplo, teve um TD de 61 jardas e em seguida acabou se lesionando na própria jogada e deixou o campo. Pierre Desir infelizmente não está numa boa temporada e vem sofrendo contra os principais WRs adversários. A ausência de Kenny Moore II também foi sentida, principalmente em passes no meio campo e em blitze contra o QB. Além disso, o plano defensivo de Matt Eberflus com muitas blitze tentando incomodar Winston não foi efetivo e Bruce Arians conseguiu contornar a situação facilmente orientando seu QB.

Mata o jogo, Colts…

No último quarto os Colts tiveram pelo menos duas oportunidades para decidir o jogo. O primeiro desperdício foi um fumble de Nyheim Hines já na redzone. Foi o primeiro fumble de um RB dos Colts na temporada e veio em péssima hora. A segunda oportunidade surgiu após a interceptação de Malik Hooker. Novamente os Colts estavam em excelente posição de campo, mas um drive ruim, seguido de um erro de field goal do estreante Chase McLaughlin, deu a Tampa Bay a oportunidade de conduzir a campanha para touchdown e dar números finais ao jogo.

Além disso, Indianapolis ainda teve tempo de pelo menos empatar a partida numa última chance. Entretanto a ineficiência do ataque no fim do jogo resultou num turnover on downs que decretou a sétima derrota dos Colts na temporada. É importante lembrar que esta foi a quarta derrota sofrendo uma virada no segundo tempo (maior marca da NFL na temporada).

 

A vez de Chase McLaughlin

Desde a chegada de Adam Vinatieri em 2006 os Colts só tiveram dois kickers diferentes, Matt Stover no Super Bowl XLIV tinha sido o último a chutar por Indianapolis que não se chamava Vinatieri. Chase McLaughlin se tornou o terceiro kicker dos Colts no período e apenas o quinto neste século (Mike Vanderjagt e Matt Bryant). Na partida de estreia o novo camisa #5 foi bem. Foram 2/3 FGs e 3/3 extra points. Tudo bem que o único FG desperdiçado por McLaughlin refletiu diretamente no placar, mas não dá para colocar na conta dele, ainda mais com a defesa cedendo mais de 500 jardas.

Nesta segunda-feira Adam Vinatieri foi colocado no Injury Reserve e está fora da temporada. O maior e discutivelmente melhor kicker da história está muito próximo da aposentadoria. Mesmo com uma temporada muito ruim Vinatieri deixa sua marca na história do Indianapolis Colts em recordes e feitos históricos. O que se comenta em Indianapolis é que apesar de demonstrar claros sinais de que seu tempo em campo acabou, Adam parece ainda não acreditar que deva se aposentar.

 

PRÓXIMO CONFRONTO

Talvez o confronto mais difícil do Indianapolis Colts na temporada, mesmo com Andrew Luck não era esperado uma vitória. No próximo Monday Night Football o Indianapolis Colts irá à Lousiana enfrentar o New Orleans Saints. Possível representante da NFC no Super Bowl, os Saints já tem vaga garantida nos playoffs e tentam garantir a Seed #1 da Conferência Nacional.

Os Colts não tem muito mais o que fazer na temporada. Com chances mínimas de playoffs, o que restá é usar os últimos jogos para observar quem deve ou não ficar no roster para a próxima temporada. Nomes como Margus Hunt, Clayton Geathers e os lesionados Devin Funchess e Eric Ebron possivelmente não retornarão no ano que vem. Com a volta de Dontrelle Inman, o fragilizado corpo de WRs dos Colts ganham um bom reforço. Agora resta saber quantas vitórias e derrotas ainda teremos e esperar a posição que escolheremos no próximo Draft. (6-7)…

 


Para ver os melhores momentos, mais estatísticas e números do jogo, acesse o Game Center da NFL.

Assine o Feed do Colts Brasil para não perder nenhum episódio! http://fumblenanet.com.br/feed/coltsbrasil

Siga-nos no Instagram! https://www.instagram.com/podcastcoltsbr/

E no Twitter: as notícias e cornetadas no @potrosbr, @horseshoeBR, @CarolVago12 e @pj1992.

DEIXE UMA RESPOSTA