Quem disse que em jogo de preseason não tem emoção? Após estar perdendo por 12 pontos faltando menos de cinco minutos para terminar, o Colts consegue uma bela virada e vence o Cincinnati Bengals por 27-26 na derradeira semana de Pré-Temporada. Apesar de um começo sonolento, Indianapolis mostrou força para conseguir a vitória e fechou os quatro jogos que antecedem a temporada regular com três vitórias. Vamos aos pontos positivos e negativos da partida.

 

PONTOS POSITIVOS:

WRs, RBs e TEs

Os nossos jogadores de ataque tiveram boa participação no jogo. Apesar de um drop inicial, o WR Cobi Hamilton se manteve atento no jogo e fez o TD da vitória. O mesmo vale para o RB Branden Oliver, que teve um fumble em sua primeira carregada, mas compensou com boas corridas e marcou um TD corrido. Igualmente o RB Christine Michael, criticado por ser descompromissado, fez uma boa partida com uma longa corrida para 32 jardas. Zach Pascal, Kasen Williams e Reece Fountain (finalmente!) com excelentes participações. Os TEs Ross Travis e Erik Swoope também se mantiveram bem no jogo, inclusive com o nosso #86 marcando um TD para recolocar o Colts na partida. Seja quem for que o coaching staff escolha para a temporada, espera-se que sejam as melhores opções.

 

Third down conversion e Red zone efficiency

Neste jogo o Colts obteve 64% das terceiras descidas convertidas e 100% de eficiência na redzone. São números que devem servir de exemplo para a temporada. Conseguir concluir as campanhas foi um problema sério no ano passado, com isso o Colts não conseguia produzir pontos. No entanto, isso pode mudar para esta temporada.

 

Matt Badgley

O kicker novato mostra ser uma boa promessa. Acertou todos os chutes na preseason, terminando 5/5 em fieldgoals e 5/5 em extra points. Vale manter o K no Practice Squad para eventualmente dar uma chance quando (e se) Adam Vinatieri aposentar.

 

PONTOS NEGATIVOS:

Adversário confortável

O Colts obteve apenas um sack na partida com o DT Tomasi Laulile. Fora isso, os recebedores do Bengals estavam recebendo bolas fáceis lançadas por seus quarterbacks. Quase sempre o WR adversário ficava com a bola antes do defensor do Colts se aproximar na marcação, proporcionando recepções fáceis.

 

Turnovers e faltas

O Colts acabou o jogo com quatro turnovers, sendo dois fumbles, uma interceptação do Philip Walker e um turnover on downs. É um número elevado para uma partida. A atenção tem que estar 100% em qualquer momento do jogo. Isso não pode acontecer em um jogo de temporada regular, principalmente se o adversário for forte o suficiente para se aproveitar desses erros.

Mais uma vez o Colts abusou das faltas. Foram 8 no total para uma perda de 86 jardas. Algumas marcações dos árbitros visando a segurança do jogo mais uma vez se fizeram presentes. Cabe aos jogadores se adaptarem a essa nova realidade.

 

E o roster cut aconteceu! Por mais que fiquemos empolgados em saber quem são os escolhidos, é cruel para os 1184 jogadores dispensados. Ainda mais sabendo que a grande maioria jamais jogará profissionalmente e apenas uma pequena parcela voltará aos campos. Os 53 nomes que farão parte do elenco do Indianapolis Colts para a temporada 2018-2019 da NFL estão disponíveis em: https://www.colts.com/team/players-roster/

Concorda? Discorda? Acha que um merecia mais que outro? Deixa sua mensagem nos comentários ou nos mande um tweet para @pj1992, @carolvago12, @HorseshoeBr ou @potrosbr.

Torcedores preparem-se! A temporada vai começar dia 9 de Setembro para nós. Enfrentaremos o mesmo Cincinnati Bengals, dessa vez no Lucas Oil Stadium. Esperamos que seja uma temporada de mudanças e muitos pontos positivos. Buscaremos a vitória na Semana 1, coisa que não acontece desde a temporada 2013-2014 quando vencemos o Oakland Raiders. Algo bom nos aguarda e GO COLTS!!!

DEIXE UMA RESPOSTA