A semana 6 já está registrada, e agora estamos na reta final da temporada regular do fantasy. Nessa rodada tivemos uma escassez de pontos em posições chave como kickers, D/ST e WRs, algo comum com as byes mais lesões. O que não é legal é Antonio Brown fazer 3 pontos e Big Ben se machucar (para alguém tipo eu, pelo menos), e recebedores enigmáticos fazerem mais de 10 pontos (nessa semana, Kendall Wright, Golden Tate, Anquan Boldin, Torrey Smith). Porque os coaches dos Saints odeiam Mark Ingram? O garoto de Alabama teve uma carregada de goal line ROUBADA pelo Tight End Coby Fleener, destruindo a performance eficiente do RB. Fleener nunca fez isso nem no College! Lamar Miller ressurgiu como uma fênix para liderar os Texans na vitória no tempo extra contra os Colts, e James White dividiu a liderança de alvos com Gronk no ataque dos Patriots. Essa é a NFL, toda semana estamos a uma lesão de desmontarmos completamente. Vamos à revisão dos maiores pontuadores da semana:

Pontuadores

temp_mh47171-nfl_mezz_1280_1024

  • QuarterbackDrew Brees, New Orleans Saints: 32 pontos – 34/49p, 465j, 4 TDs, 1 INT contra os Panthers

Drew Brees jogando em casa, quem esperava uma performance ruim? Jogando contra os Panthers, mais desmontados do que nunca, o massacre foi real. Brees lançou passes para 11 alvos diferentes, na sua 15º partida de 400 jardas (recorde), coroando a situação com 4 touchdowns. Sabíamos que ia ser bonito, sabíamos que ia rolar muito ponto. O que não sabíamos é que Brandin Cooks é um monstro em receber passes de mais de 40 jardas (melhor aproveitamento ativo na liga nesse quesito, com 7 recepções em 17 tentativas) e as peças ofensivas estão estáveis. A linha ofensiva foi a 2º melhor da semana, e figura no top 15 da temporada. Coby Fleener voltou a ter espaço, e mesmo o segundo TE, o promissor Josh Hill, encontrou a endzone. Prever quem será o recebedor mais produtivo é um trabalho difícil, mas prever se Brees será, já é desnecessário.

Outros bons resultados:

Tom Brady, Patriots: 27 pontos – 29/35p, 376j, 3 TDs contra os Bengals

Matthew Stafford, Lions: 27 pontos – 23/31p, 270j, 4 TDs contra os Rams

Alguns Maus Resultados:

Ryan Fitzpatrick, Jets: 4 pontos – 16/32p, 174j, 1 INT contra os Cardinals

Carson Wentz, Eagles: 7 pontos – 11/22´, 179j contra os Redskins

temp5kjkfjd-nfl_mezz_1280_1024

  • Running BackLeSean McCoy, Buffalo Bills: 32 pontos – 19 carregadas p/ 140j, 3 TDs, 2 recepções p/ 2j em 3 alvos contra os 49ers

Existem muitas estradas famosas nos Estados Unidos. Mas nenhuma é tão boa para RBs adversários como a defesa dos Niners. Em 6 semanas os 49ers cederam 892 jardas. Só os Saints cederam mais TDs terrestres (10), 1 a mais do que o time de Santa Clara. Eles também são o time que os adversários mais correram contra, contando com 176 carregadas. Entra LeSean McCoy, Running Back dos Bills, que foi trocado dos Eagles, pelo então Head Coach racista Chip Kelly. Kelly é o atual HC dos 49ers. Não direi mais nada, apenas que o novo coordenador ofensivo dos Bills, Anthony Lynn, sabe muito bem o roster que possui.

Outras boas performances:

Jay Ajayi, Dolphins: 32 pontos – 25 carregadas p/ 204j, 2 TDs, 1 recepção p/ 3j em 2 alvos contra os Steelers

Lamar Miller, Texans: 28 pontos – 24 carregadas p/ 149j, 1 TD, 3 recepções p/ 29j, 1 TD em 4 alvos contra os Colts

Pedestres em campo:

Isaiah Crowell, Browns: 3 pontos – 9 carregadas p/ 16j, 2 recepções p/ 20j em 2 alvos contra os Titans

Jeremy Hill. Bengals: 3 pontos – 13 carregadas p/ 38j, 1 recepção p/ 3j em 1 alvo contra os Patriots

temp_nd56244-nfl_mezz_1280_1024

  • Wide ReceiverOdell Beckham Jr., Giants: 32 pontos – 8 recepções p/ 222j, 2 TDs em 10 alvos, 1 Fumble contra os Ravens

Vintage Odell Beckham contra os Ravens, finalmente. O último recebedor dos Giants a fazer um jogo de 200 jardas foi o saudoso Plaxico Buress! O playcalling do time de Nova Iorque foi bem simples: alimente quem estiver jogando melhor. A secundária pedestre dos Ravens não impediu as 400 jardas de Eli Manning. Metade dessa produção é de OBJ! Os outros 8 recebedores não chegaram nem perto das 50 jardas individualmente, fator que nos ajuda a concluir que o camisa 13 ganhou o jogo praticamente sozinho.

Boas mãos, boas rotas, outros bons pontuadores:

Kenny Britt, Rams: 25 pontos – 7 recepções p/ 136j, 2 TDs em 8 alvos contra os Lions

Golden Tate, Lions: 22 pontos – 8 recepções p/ 165j, 1 TD em 10 alvos contra os Rams

Mãos de cone da semana:

Julian Edelman, Patriots: 3 pontos – 4 recepções p/ 30j em 7 alvos contra os Bengals

Demaryius Thomas, Broncos: 1 ponto – 5 recepções p/ 35j em 10 alvos, 1 Fumble contra os Chargers

101616gronk

  • Tight End – Rob Gronkowski, Patriots: 22 pontos – 7 recepções p/ 162j, 1 TD em 9 alvos contra os Bengals

Voltamos à programação normal, com Gronk sendo o alvo mais procurado, mais eficiente e que mais pontuou no Fantasy, no ataque de New England. A vida valeu a pena, e aquela escolha no final da primeira rodada do draft de sua liga faz sentido e a espera te recompensou com essa certeza quase idílica: Gronkowski é o alvo principal de Tom Brady. Os Bengals até tentaram nos frustrar, colocando 2 marcadores individuais em Gronk o jogo todo, mas já sabemos que não importa o matchup, esse playbook dos Patriots vai encontrar um jeito da bola chegar no Tight End.

Bloqueia, recebe, chuta com as duas, outros bons ‘faz-tudo’:

Coby Fleener, Saints: 19 pontos – 1 carregada p/ 2j, 1 TD, 6 recepções p/ 74j, 1 TD em7 alvos contra os Panthers

C.J Fiedorowicz, Texans: 14 pontos – 6 recepções p/ 85j, 1 TD em 7 alvos contra os Colts

Faltou feijão da semana:

Antonio Gates, Chargers: 1 ponto – 2 recepções p/ 16j em 6 alvos contra os Broncos

Delanie Walker, Titans: 2 pontos – 1 recepção p/ 21j em 2 alvos contra os Browns

tempweek6-top-10-no2-swearinger-int-nfl_mezz_1280_1024

  • Defesa/Special Teams – Arizona Cardinals: 11 pontos – 3 pontos cedidos, 2 INTs

Semana devagar para defesas, especialmente com a unidade dos Vikings de bye. Mesmo assim, 11 pontos estão 1 ponto acima da média do ano para defesas, e pontuar com consistência é tudo que queremos. Os Cardinals aplicaram uma pressão não tanto efetiva num ataque medíocre e devastado por lesões. A secundária de Arizona apareceu com passes defletidos e duas interceptações, mas não ficaria animado, contando com a quantidade de lesões na linha ofensiva dos Jets. Os Cardinals não conseguiram um sack até os 8 minutos do último quarto. Não é uma unidade tão confiável para Fantasy, e coloque esse destaque na conta de Ryan Fitzpatrick.