Habemus Fantasy no Fumblinho! Bem-vindos a mais nova coluna sobre fantasy football desse maravilhoso portal, onde montaremos o quebra-cabeças que é administrar seu time virtual. Espere por uma revisão com muito da opinião do autor, sobre tudo que acontecerá de relevante para o fantasy na temporada.

Revendo a semana 4
O caos dos deuses da bola oval é real. Há duas semanas, donos de jogadores como Odell Beckham Jr, Julio Jones, AJ Green e Demaryius Thomas pensavam que suas temporadas estavam mortas. A semana 4 remexeu todas as previsões (da mesma forma como a semana 3) e os medalhões voltaram a brilhar, exceto no caso de Odell Beckham. Jogadores quase esquecidos, como Jimmy Graham, tomando de assalto as pontuações da semana só prova que como o manager de seu time, seu trabalho é procurar estabilidade e consistência onde, bem, ela não existe exatamente. A Revisão dos maiores pontuadores da semana prova isso.

Pontuadores

  • Quarterback – Matt Ryan, Atlanta Falcons: 35 Pontos – 28/37p, 503j, 4 TDs, 1 INT contra os Panthers
    E o Prêmio de filho do padeiro de quarterback dourado da semana vai para: Matty Ice! Ninguém no planeta terra poderia ter previsto o feito histórico do QB incansável da Geórgia. Ryan obliterou a defesa aérea do time de Charlotte, expondo a fraca secundária e a falta de um pass rush eficiente como o de 2015. Combinação fatal para render muitos pontos. Uma semana depois de atropelar New Orleans com o jogo terrestre, o ataque do Falcons parece cada vez mais interessante (e difícil de prever).

untitled-5

Outros bons resultados:

Ben Roethlisberger, Steelers: 34 Pontos – 22/27, 300j, 5 TDs contra os Chiefs
Blake Bortles, Jaguars: 25 Pontos – 19/33, 207j, 2 TDs, 1 TD corrido contra os Colts

Alguns Maus Resultados:

Ryan Tannehill, Dolphins: 7 Pontos – 15/25, 189j, 1 TD, 1 INT, 1 Fumble contra os Bengals
Matthew Stafford, Lions: 7 Pontos – 23/26, 213j, 2 INTs contra os Bears

  • Running Back – Demarco Murray, Tennessee Titans: 23 Pontos – 25 carregadas/ 95j, 2 TDs, 2 recepções/24j, em 2 alvos contra os Texans
    Um aumento de carregadas enorme para o unânime Murray não rendeu exatamente a quantidade de jardas esperadas, mas as duas oportunidades na linha do gol foram do camisa 28 e renderam TDs, enquanto Derrick Henry teve apenas 4 oportunidades de corrida. Murray não é exatamente um dependente de touchdowns, e é bom vê-lo dominando o backfield em tentativas e mantendo as carregadas de goal-line. Com um schedule relativamente fácil, DeMarco é um starter absoluto até a semana 12.

untitled-4

Outras boas performances:

Ezekiel Elliot, Cowboys: 20 Pontos – 23 carregadas/ 138j, 1 TD, 1 recepção/ 19j em 1 alvo contra os 49ers
Isaiah Crowell, Browns: 19 Pontos – 15 carregadas/ 112j, 1 TD, 3 recepções/ 22j em 4 alvos contra os Redskins

Pedestres em campo:

Todd Gurley, Rams: 7 Pontos – 19 carregadas/ 33j, 5 recepções/49j em 5 alvos contra os Cardinals
Matt Forte, Jets: 3 Pontos – 14 carregadas/27j, 2 recepções/ 16j em 3 alvos contra os Seahawks

  • Wide Receiver – Julio Jones, Atlanta Falcons: 36 Pontos – 12 recepções/ 300j em 15 alvos, 1 TD contra os Panthers
    Se ninguém esperava um jogo inacreditável de Matt Ryan, os donos de Jones, e fãs dos Falcons rezaram toda semana pela explosão do camisa 11. Ela chegou. Depois de ser inteligentemente anulado pela secundária pedestre dos Saints, Julio Jones queimou os CBs dos Panthers a noite toda. Bene Benwikere ainda não voltou para casa, perdido no estacionamento do Georgia Dome. Apenas 6 recebedores quebraram a marca de 300 jardas recebidas em um jogo na história da liga. Na NFL pós Calvin Johnson, Jones é uma luz no fim do túnel. Se aproximando. Rapidamente.

untitled-3

Boas mãos, boas rotas, outros bons pontuadores:

Michael Crabtree, Raiders: 26 Pontos – 7 recepções/ 88j, 3 TDs em 12 alvos contra os Ravens
A.J Green, Bengals: 23 Pontos – 10 recepções/ 173j, 1 TD em 12 alvos contra os Dolphins

Mãos de cone da semana:

Odell Beckham Jr., Giants: 2 Pontos – 3 recepções/ 23j em 9 alvos contra os Vikings
Mike Evans, Buccaneers: 5 Pontos – 5 recepções/ 59j em 11 alvos contra os Broncos

  • Tight End – Jordan Reed, Washington Redskins: 19 Pontos – 9 recepções/ 73j, 2 TDs em 10 alvos contra os Browns
    A festa do TE acontece em Cleveland. É para lá que todos recebedores gigantões da liga vão para relaxar e marcar TDs, quebrar zique-ziras e engrossar suas estatísticas. Jordan Reed prometia uma temporada avassaladora. Digna de ser o Melhor TE de fantasy da liga, considerando as lesões de Rob Gronkowski e a suspensão de Tom Brady. As coisas não foram bem assim, e depois de encarar matchups surpreendentemente difíceis para TEs, a máquina da redzone encontrou o fundo do campo. Apesar de alguns confrontos difíceis, Reed é um TE1 absoluto até o fim da (carreira) temporada.

untitled-2

Bloqueia, recebe, chuta com as duas, outros bons ‘faz-tudo’:

Greg Olsen, Panthers: 15 pontos – 6 recepções/ 76j, 1 TD em13 alvos contra os Falcons
Jimmy Graham, Seahawks: 12 pontos – 6 recepções/ 113j em 8 alvos contra os Jets

Faltou feijão da semana:

Eric Ebron, Lions: 4 pontos – 4 recepções/ 42j em 5 alvos contra os Bears
Delanie Walker, Titans: 3 pontos – 2 recepções/ 34j em 8 alvos contra os Texans

  • Defesa/Special Team – Denver Broncos: 16 pontos – 7 passes permitidos, 2 INTs, 1 Fumble Forçado contra os Bucs
    Jameis Winston está com problemas. A linha ofensiva em Tampa parece cansada, o playbook parece antiquado e os recebedores dos Bucs não parecem preparados o bastante para acompanhar o crescimento do jovem quarterback. Para ajudar tudo isso, um confronto com a defesa número 1 da liga lhes foi destinado. Aqib Talib garantiu a vitória da defesa mais cheia de peças dos últimos tempos com duas interceptações contra seu ex-time.

untitled-1