E a bruxa continua solta na National Football League, talvez aproveitando o mês do Halloween e ficando ainda mais forte.

Durante o jogo contra o Chicago Bears, Jamaal Charles, running back do Chiefs, não apenas rompeu, mas estraçalhou seu tendão do joelho e está fora dos campos até o fim da temporada. E o pior de tudo: sozinho. Sim, sozinho, sem contato, sem pancada.

Em 2014, Charles perdeu dois jogos devido a uma série de lesões, incluindo tornozelo, costas, joelho e ombro. Apesar de ter fechado o ano com números a serem aplaudidos – 1.033 jardas e pelo menos 5 por carregada -, o próprio jogador declarou que não se sentiu completamente em campo o ano inteiro, já que as lesões o impediam de dar tudo de si.

Contra o Denver Broncos, ano passado, na ausência do running back principal do time, que saiu do jogo com uma lesão no tornozelo, Kansas City até que não se saiu tão mal, convertendo 11 de 16 terceiras descidas e tendo Smith completando 26 de 42 passes para 255 jardas – o que não é extraordinário, mas não é um fiasco. Mesmo contando com a boa atuação do RB Knile Davis, que anotou 2 touchdowns e correu 22 vezes, o Chiefs não conseguiu segurar os momentos mais importantes de pressão do Broncos e acabou perdendo de 24 a 17 com 15 segundos no relógio para o fim do jogo.

Além da partida em Denver, Jamaal também não entrou em campo contra o Miami Dolphins, porém, Alex Smith e Knile Davis pareciam inspirados, mesmo com os sete desfalques no time. O quarterback lançou a bola oval três vezes para dentro da endzone e completou 19 de 25 tentativas de passe para 186 jardas, enquanto Davis correu para 132 jardas – o maior número de sua carreira até aquele momento – em 32 carregadas.

Este ano as coisas parecem estar um pouco mais complicadas para Kansas City. Com uma lesão mais grave e estando fora de o resto da temporada, Charles deixa a equipe numa situação bem difícil e que talvez não seja bem resolvida em apenas 10 jogos. No jogo contra o Bears, no qual o running back se lesionou, o Chiefs vencia por 17 a 3, mas logo após a saída de Charles do campo, o time sofreu um apagão e permitiu que Chicago vencesse, com 2 touchdowns marcados nos últimos três minutos de jogo, fechando em 18 a 17.

Contra o Vikings em Minnesota, Charcandrick West começou o jogo como substituto de Charles e não fez muito bonito. Além de não ter conseguido converter uma quarta descida de uma jarda, West soltou a bola com 4:32 restando no relógio, matando a jogada do Chiefs. Num jogo que parecia não querer pegar no tranco e com muitas faltas, Kansas City acabou cedendo mais um jogo, com o Vikings fechando em 16 a 10, e caindo para 1-5 nessa temporada.

A situação está bastante feia lá em Missouri e parece que não melhorará tão cedo. Com um ataque que parece não se encontrar e se entender, e agora sem seu melhor running back durante quase toda a temporada 2015, o time que parecia prometer grandes vitórias, agora aparenta não ter pra onde correr – literalmente.