Retorno para a história
Faltam 35 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: o retorno para a história! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Um jogador teoricamente de segundo escalão é um herói para a cidade de New Orleans, especialmente para os torcedores do Saints. O grande momento da carreira de Tracy Porter aconteceu no auge da franquia, a vitória no Super Bowl XLIV (44), quando ele interceptou o quarterback do Colts, Peyton Manning, e retornou para touchdown, selando o destino da partida.

A equipe de secundária do Saints ficou revisando um bom tempo as jogadas do ataque do Colts, fazendo diversas reuniões para analisar as rotas. “Ficamos assistindo uma combinação de rotas específica que eles adoravam repetir em third downs”, disse Porter, em entrevista para o Bleacher Report. “Um dos nossos chegou a dizer que assistimos tanto aquela jogada, que não seríamos dignos da vitória se não interceptássemos ao menos uma vez”.

Quando Peyton Manning, já perto do final do jogo, mandou Austin Collie trocar de posição, Porter já imaginava que aquela jogada viria, e tratou de avisar o safety na jogada, Malcolm Jenkins. “Nós nem poderíamos fazer sinais, já que Manning entenderia e chamaria uma jogada diferente, então só olhamos um pro outro e balançamos a cabeça”, concluiu Porter.

Então a jogada esperada aconteceu, Tracy Porter antecipou a rota de Reggie Wayne, interceptou o passe e retornou 74 jardas para touchdown. A jogada que ficaria marcada para o Brasil na narração de Everaldo Marques, da ESPN, como “Um Retorno para a História”:

DEIXE UMA RESPOSTA