Faltam 76 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: a ousadia que mudou o curso de um jogo! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Fevereiro de 2018. Minneapolis. Super Bowl LII. O jogo estava perto de ir para o intervalo logo após um TD dos então atuais campeões New England Patriots, que haviam acabado de diminuir a diferença na liderança do Philadelphia Eagles para apenas 3 pontos.

Após não conseguir entrar na endzone nos segundos que restavam no relógio, Doug Pederson tomou uma decisão que por si só já seria ousada: a tentativa de uma quarta descida na redzone, com 38 segundos para acabar a partida. O que vimos a seguir, no entanto, tornou-se uma das mais marcantes jogadas da história da NFL e do Super Bowl.

Nick Foles, que era o QB reserva dos Eagles e liderou a equipe como titular na pós temporada por conta de uma lesão de Carson Wentz, dirigiu-se à sideline antes do snap derradeiro do primeiro tempo e perguntou à Pederson: “Você quer Philly Philly?”. Após alguns segundos de hesitação, veio a decisão que mudaria de vez a história da partida e da franquia da Pensilvânia: “Sim, vamos nessa”, respondeu o head coach.

Então, Foles dirigiu-se aos seus companheiros e anunciou: “Philly Special”.

Após o snap, a bola foi para as mãos do RB Corey Clement, que a entregou para o tigh end Trey Burton. Burton, que foi quarterback durante seus tempos de college, fez o passe e encontrou ninguém menos do que Nick Foles na endzone.

A jogada histórica confundiu completamente a defesa dos Patriots e fez com que o time da Philadelphia fosse para os vestiários com 10 pontos de vantagem e com uma confiança difícil de ser batida.

Sem dúvida, uma grande injeção de ânimo e uma jogada chave para a equipe que dois quartos depois venceria o Super Bowl pela primeira vez na história.

Uma das histórias mais legais sobre essa jogada é a de um menino de 6 anos que previu o lance. Luke Kicak, morador da Pensilvânia, fez um desenho em que Nick Foles recebia a bola para um touchdown. Seus pais, claro, não deram muita atenção, afinal, qual a chance de isso acontecer?

Quando viram o lance, logo postaram nas redes sociais e os desenhos do menino rapidamente viralizaram. Luke ficou famoso em sua região e até Nick Foles reconheceu a previsão do garoto, mandando um autógrafo e um recado para ele.

Nick Foles foi eleito o MVP daquela final e os Eagles conquistaram milhões de corações ao redor dos Estados Unidos, com inclusive dezenas de tatuagens feitas em homenagem ao lance. A jogada é tida como um dos grandes marcos da NFL moderna e uma das grandes jogadas do Super Bowl.

DEIXE UMA RESPOSTA