Faltam 54 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: o mar de mãos que traz a vitória! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Nos playoffs da temporada 1974-75, havia uma partida cotada como o Super Bowl VIII ½, tamanho o nível das equipes envolvidas: o Miami Dolphins, participante dos três Super Bowls anteriores (e vencedor de dois deles, um com uma campanha invicta) enfrentava o Oakland Raiders, que havia disputado cinco dos últimos sete jogos de finais de conferência (ou antes, final da American Football League). O vencedor seria considerado amplo favorito para aparecer no Super Bowl IX.

O Dolphins liderava por cinco pontos com apenas 2 minutos restantes na partida, e uma campanha liderada pela parceria Ken Stabler – Fred Biletnikoff levou o Raiders até a linha de 8 do campo de Miami. Na jogada seguinte, Stabler se aprontou para o passe, mas Biletnikoff estava bem marcado. O defensive end Vern Den Herder quase conseguiu o sack, mas Stabler fez um arremesso desesperado na direção do “mar de mãos” dentro da endzone.

O running back Clarence Davis conseguiu não apenas segurar a bola, como vencer a disputa contra três defensores do Dolphins e sobreviver ao tackle de Manny Fernandez para marcar o que seria o touchdown da vitória de Oakland.

Apesar de favorito, o Raiders perderia na semana seguinte para o Pittsburgh Steelers, o campeão do Super Bowl IX.

DEIXE UMA RESPOSTA