Faltam 49 dias para a 100ª temporada da NFL e hoje relembramos mais uma grande história da liga: quando Emmitt Smith atingiu a marca lendária! Acesse fumblenanet.com.br/nfl100 para conferir outras histórias épicas!

Fim da Guerra Fria, novas tecnologias, a cultura grunge, Nelson Mandela, Michael Jordan… Os anos 90 marcaram época no coração de muita gente. Mas, para o “Time da América”, foi o auge. Impossível falar dos anos 90 sem falar de Dallas Cowboys. O torcedor da equipe de Dallas ainda sonha com as jogadas dos hall of fammers Troy Aikman e Michael Irvin. E obvio, com Emmitt Smith.

O running back iniciou sua carreira pela faculdade da Flórida e conquistou muitas honrarias em seu tempo na faculdade. Foi selecionado pelos Cowboys no ano de 1990, na 17ª posição no Draft. Em sua primeira temporada, foi eleito o calouro ofensivo do ano.

Porém, foi em 1993 que Emmitt Smith chegou ao seu auge. Além de líder de jardas corridas e líder de touchdowns marcados da temporada – anteriormente em 1991 e 1992 em ambos e posteriormente em 1995 também em ambos – o running back de Dallas foi eleito o MVP da temporada. No mesmo ano, Smith ainda seria campeão e MVP do Super Bowl, na vitória de 30 – 13 sobre o Buffalo Bills.

Smith comemora com seus companheiros

Foi eleito oito vezes para o Pro Bowl e cinco vezes para o All-Pro (quatro vezes no primeiro time e uma vez no segundo time). E com a ajuda dos amigos Aikman e Irvin, Smith ainda venceria o Super Bowl mais duas vezes nos anos 90. Em 15 temporadas, atuando pela NFL, Emmitt correria para mais de 1,000 jardas em 11 delas. E se contarmos as jardas de scrimmage (jardas corridas e recebidas), Smith só não conseguiu bater as 1,000 jardas em uma delas – ele estava machucado.

Então, ainda faltava o objetivo final de sua carreira: se tornar o líder em jardas corridas da história do esporte. Na temporada de 2002, o veterano Smith de 33 anos já não contava mais com os recém-aposentados Aikman e Irvin. Foi uma temporada para se esquecer, mas uma lembrança é vista com muito carinho pelos torcedores do “Time da América”. Na semana oito de 2002, o duelo contra o Seattle Seahawks ficou marcado como o dia que o recorde foi quebrado.

O momento é especial quando passado em câmera lenta. Smith recebe o snap já no quarto período, encontra um gap aberto e como Emmitt Smith, consegue se livrar do tackle, correndo para 11 jardas e bater o recorde de Walter Payton. Ele terminou o jogo com 24 corridas para 109 jardas e um touchdown. Apesar da derrota, o ídolo de Dallas – com 33 anos – estava com 16,743 jardas em sua carreira, enquanto Payton tinha 16,726.

Smith quebra o tackle, avança 11 jardas e se torna o maior recordista de jardas corridas contra o Seahawks em 2002

Na temporada seguinte, Emmitt Smith rumaria para os Cardinals. Por lá, jogou durante mais dois anos e se aposentou em 2004. O lendário jogador dos Cowboys tem uma vasta lista de recordes que alcançou, principalmente em playoffs. Ele é o líder de touchdowns marcados entre running backs, ficando atrás só de Jerry Rice no geral. Em 2010, entrou para o Hall da Fama da NFL. Ele terminou sua carreira com 18,355 jardas corridas, 3,224 jardas recebidas e 164 touchdowns.

DEIXE UMA RESPOSTA