Uma ação judicial foi apresentada quinta-feira contra a NFL e Pro Football Hall of Fame em Canton, Ohio, sobre o cancelamento do jogo do Hall of Fame no domingo passado por causa das péssimas condições do campo.

O processo, que foi arquivado no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, Distrito Norte da Divisão Leste de Ohio, procura mais de U$ 5 milhões em danos da NFL e o Pro Football Hall of Fame.

Os requerentes Alan Biland (de Wisconsin), Matthew Crabb (Indiana), Tiffany Ratcliff (Virginia), e Carmelo Treviso (Wisconsin) moveram a ação para recuperar “danos devidos a eles próprios e outros em situação semelhante.” Eles são representados pelo advogado Michael Avenatti, que representou os detentores de ingressos para o Super Bowl 2011, que ficaram sem assentos em Dallas e, posteriormente, foram colocados em assentos temporários que tinham a vista obstruída.

A ação judicial afirma que a NFL tem uma “história de má administração dos estádios onde os seus jogos são realizados”, citando Super Bowl XLV, em Dallas. Afirmam que assim como a situação de 2011, em Dallas, vários torcedores que assistiam o jogo de domingo foram deslocados de seus lugares devido a “instalação incompleta de assentos temporários, que foram consideradas inseguras e inutilizáveis pelo corpo de bombeiros local.”

A ação diz que o gramado no Tom Benson Hall of Fame Stadium já havia causado problemas e cita a lesão que terminou carreira pelo ex-kicker do Pittsburgh Steelers, Shaun Suisham no jogo de 2015.

A ação alega que uma instalação feita para o show de Tim McGraw no dia 05 de agosto e no dia 06 de agosto para a cerimônia do Hall of Fame, deveriam ser retirados do campo às 08:00 no domingo, mas não havia sido completamente removido até às 14:45.

Ela também alega que “mesmo quando se tornou claro que o jogo não seria jogado, os réus continuaram a manter uma fachada de normalidade para os fãs e do público em geral”, incluindo um relógio de contagem regressiva no placar. Por causa disso, os torcedores  continuaram a comprar comida e souvenires, enquanto esperavam o jogo começar.

O jogo entre Packers e Colts foi cancelado após uma parte da pintura ter ficado endurecida em partes do campo, tornando o gramado extremamente perigoso.

Avenatti disse à Associated Press no início da semana passada que o plano do Hall of Fame de devolver o dinheiro dos ingressos é muito pouco. Ele citou a “ganância” para isso e culpou a NFL muito mais do que ele ao Hall of Fame.

“Eles poderiam ter oferecido o que esses torcedores pagaram pelo ingresso e mais as despesas extras” que poderiam ser comprovadas, disse ele.” A liga tem uma história de economizar com seus fãs.”

Fonte: ESPN