E vamos ao querido mock draft! A parte da offseason que vocês mais gostam! Assim como em anos anteriores, vamos fazer 3 edições do mock draft. Lembrando que essa é a MINHA opinião e não necessariamente reflete na de todo mundo da nossa equipe, ok?

 Então se preparem e venham conhecer os possíveis futuros jogadores do Steelers.

1ª rodada – 30ª escolha: OLB Carl Lawson, Auburn Tigers

Sim, senhores! Como sempre, mantenho a minha escolha preferida para a nossa primeira rodada. É o jogador que na minha opinião consegue alinhar BPA e a necessidade urgente do time na posição. Lawson, ao contrário de Jarvis Jones, chega na NFL com um BOM arsenal no seu pass rush. Ele tem as measurables necessárias para ser um pass rush de elite no esquema do Steelers. Com 1.88 m e 118 kg, ele correu as 40 jardas no combine em 4.67 segundos, o que já o dá alguns #SteelersPoints. Além disso, teve 35 repetições no supino. Muito forte. Sua explosão nas 20 jardas foi de 4.19 segundos! Ficou atrás só de TJ Watt entre os EDGES do combine. A única restrição dele são os problemas médicos. No Steelers, ele entraria aos poucos no time e revezaria snaps com o veterano James Harrison. Isso vai ajudar sua transição para a NFL.

2° rodada – 62ª escolha: ILB Raekwon McMillan, Ohio State

MAS O QUE RICARDO, UM SHAZIER 2.0 PARA O TIME? TÁ MALUCO?

 Não, não tô maluco. E ele pode fazer sim uma boa dupla com Ryan Shazier. Seria um “mike” bem atlético, com velocidade e força para fechar os gaps e parar as corridas. Chegando na NFL aos 20 anos de idade, teria tempo para aprender o esquema do Steelers e desenvolver ainda mais seu corpo. É um jogador muito rápido e inteligente, tem instinto de LB e o pedigree que o Steelers tanto gosta. No combine foi uma das estrelas, surpreendendo do jeito como se movimenta. No longo prazo, seria o substituto de Lawrence Timmons.

 Novamente, para quem reclamar do tamanho dele: Timmons chegou na NFL com 106 kg e 1.85 m de altura. McMillan deve chegar com 110 kg e 1.88 m de altura. #pas

3° rodada – 94ª escolha: CB/S Chidobe Awuzie, Colorado

É meu grande draft crush para a secundária desse draft. Jogador para todas as posições, com experiência em CB, FS e SS. Correu na casa dos 4.4 segundos no combine, o que já o deixa bem cotado no board do Steelers. É um cara agressivo, que acumula 255 tackles em 3 anos com 25 tackles atrás da linha de scrimmage. Isso para um CB é absurdo. Tem a cara do Steelers, atacando bastante a bola. É ótimo para o depth da equipe em ambas as posições.

3° rodada – 105ª escolha: OLB Tarrell Basham, Ohio

QUE VENHAM AS PEDRAS!

Sim, 3 LBs nas 4 primeiras escolhas. Sim, outro OLB. A need do time é muito grande e caso consigamos ter sucesso com Basham, seria um jogador de depth e rotacional para o futuro.

Ele é um monstro. Tem braços MUITO longos, o que facilita desenvolver moves nele e facilita os matchups para ele. Acumulou 27 sacks na sua carreira na Universidade de Ohio. Seria o cara específico para ir atrás do QB em alguma 3° descida longa. Não poderia contar com ele para descer na cobertura. Com suas características físicas, ele é um baita sleeper no draft.

4ª rodada – 135ª escolha: HB Kareem Hunt, Toledo

 Não é o modelo de HB que mais quero no Steelers, mas seria um BAITA backup para Le’Veon Bell. Suas características são parecidas. Ambos jogadores seguros, “parrudos”, porém levemente rápidos, quebrando bastante tackles e com poucos fumbles. Em 722 toques, o jogador só teve 1 fumble e na verdade foi drop em uma recepção. Temporada passada ele conseguiu quebrar 98 tackles.

Mike Tomlin já tá de cabelo em pé com esse nome.

 5ª rodada – 173ª escolha: WR Josh Reynolds, Texas A&M

 Se tivesse a expressão “artilheiro” no meio do futebol americano, Reynolds se encaixaria perfeitamente. Ele terminou sua carreira na universidade com 30 TDs, maior marca da história de Texas A&M e 3° maior na história da SEC, a melhor conferência da NCAA. Vai entrar em situações específicas no ataque do Steelers, sobretudo na redzone. Não foi bem nas 40 jardas do combine, com um tempo de 4.52 segundos, o que já pode tirá-lo do board do Steelers. O time por tradição vem selecionando jogadores na casa do 4.4 segundos. Reynolds ainda tem o pro day para impressionar o front office da equipe.

 6ª rodada – 213ª escolha: TE George Kittle, Iowa

 MAS O QUE RICARDO, COMO VOCÊ SÓ ESCOLHE UM TE AGORA???

 Sim, na 6ª rodada. Eu realmente acho que o time vai seguir dando chance para Ladarius Green nessa temporada e só se preocupa com a posição em 2018. Ficaria surpreso se fizessem algum move agora. De todo jeito, Kittle tem seu valor na 6ª rodada. É um BAITA bloqueador, talvez o melhor na class entre os TEs, e tem tamanho para ser um jogador sólido na NFL recebendo passes. Time vai ter trabalho aqui nessa parte… Mas se confiam em jogadores com David Johnson e Xavier Grimble para alvos de Roethlisberger, Kittle não pode ficar atrás nesse quesito dentro do time.

 7ª rodada – 248ª escolha:  QB Jerod Evans, Virginia Tech

Kevin Colbert se mostrou bem aberto para escolher um QB ao longo do draft. Evans é um cara grande, novo e é uma ameaça pelo chão também. Acumulou 846 jardas e 12 TDs na temporada passada. Obviamente não é o substituto de Roethlisberger para o futuro mas pode desbancar Landry Jones na posição de backup nos próximos anos.

 #HereWeGo