Esta é a pergunta que rondou a minha cabeça com as boas participações de Eli Rogers e Sammie Coates. E tenho certeza que é o questionamento principal para alocação de recursos de Colbert para a formação do time ofensivo em 2017.

Free agent em 2017, ele precisa mostrar essa utilidade durante esta temporada. Draftado em 2013, veio do terceiro round como uma opção para Emmanuel Sanders que vivia cheio de dúvidas e críticas. Veio de Oregon State com status de super velocista e uma válvula de escape para o slot. Houveram algumas notícias da época, colocando em cheque seu biótipo, que não era um dos mais adequados para a NFL.

Não fez uma grande temporada de rookie, jogou apenas uma partida como titular e teve seis recepções. Como não convenceu no primeiro ano e também tem somado aí a perda de Sanders, o Steelers foi buscar na quarta rodada de 2014 um WR para ser esta opção que faltava.

Tornou-se titular em 2014, mas não passou a confiabilidade necessária e esperada e perdeu espaço para Martavis Bryant. Já em 2015, em meu ver a desconfiança aumentou com a seleção de Coates. E mais uma vez não foi a opção mais desejada por Big Ben. Na temporada passada, ele foi a quarta opção, perdendo para Brown, Miller e Bryant.

Neste ano as coisas pareciam colaborar para que ele ganhasse de vez a sua vaga. Com Miller aposentado, Bryant e Bell suspenso. Ele seria a segunda opção de passe, e poderia de vez estar entre os principais nomes do ataque do Steelers.

Só que as lesões resolveram aparecer em um momento nada oportuno, e ele perdeu os dois primeiros jogos da temporada. E viu o desconhecido Eli Rogers e Sammie Coates ganharem mais snaps e destaques.

Mas após todo este histórico, eu realmente posso chegar a uma conclusão: ele não é útil para Big Ben, segundo a comissão técnica. As seleções de wide receiver e as circunstâncias, colocarem em check um jogador que possuí boas habilidades e velocidade. E tudo isso propiciará sua saída, e a consolidação de Bryant e Coates.

Outro argumento que faz com que esta certeza aumente é a questão do salary cap. Jogadores com potencial duvidoso como Marvis Jones e Sanu, ganham toneladas de dinheiro e o Steelers precisa de espaço para alocar talentos na secundária.

Se Wheaton ficasse, com o mercado inflacionado da posição, seus rendimentos não seriam menores que 30 milhões em cinco anos. Isso realmente comprometeria um cap que tem que ter espaço para alocar Bell, Brown e Shazier.

Podemos adicionar aqui uma outra coisa, Ladarius Green quando saudável será um alvo muito utilizado e de segurança. Suas características e modo de jogo justificam meu posicionamento. Colocando no papel, ele seria a quinta opção de passe. E pagar muito, para este nível de utilidade, é muito dinheiro gasto. Big Ben demonstra gostar de Wheaton, mas não o suficiente, para ascendê-lo desta forma.

Para completar os fatores favoráveis para a saída de Wheaton, não podemos esquecer dos bons rendimentos de Coates, Rogers e Jesse James. Além de baratos, por estarem com contratos de rookie, são boas opções para passes curtos e até mesmo longos como os que temos visto para Coates ultimamente.

Mas como a esperança é a última que morre, Wheaton para ficar em Pittsburgh tem que fazer algo extraordinário, como produzir uma temporada acima de 800 jardas, e que ele se tornasse um dos três alvos prioritários do ataque. Outro fator que precisa acontecer para ele ficar, seria a dispensa de Bryant. Porém, pelos papos vindo da comissão técnica isso não vai ocorrer. Mesmo com alguns a favor, Tomlin confia no talento dele e promete ajuda-lo no quer for preciso. Mas pessoas com problemas como Bryant são instáveis, e de uma hora para outra, assim como Josh Gordon, o extracampo pode tomar conta, e esse um ano pode se prolongar.

Falei até agora sobre o que a comissão acha e as esperanças, mas agora pensando no jogador em si. Ele deveria sair, gosto dele como alvo, mas se ele ficar, ele pode perder dinheiro. E pensando nos jogadores disponíveis no mercado ano que vem, ele está entre os cinco melhores da posição, e isso pode favorecer um contrato com valores acima dos 30 milhões.

É meus queridos, tudo isso pode ser meus devaneios. Mas vamos esperar, e torcer para que esta esperança tome Wheaton e que ele produza o suficiente para nos levar ao Super Bowl.