Após o término do combine, realizado pelos atletas universitários em Indianápolis, inicia-se o período de free agency. Esta é a etapa da offseason na qual as equipes entram em intensos confrontos para a aquisição de jogadores sem clubes. A Free Agency tem como principal função, preencher as lacunas mais fracas das equipes e é o último passo antes do draft da NFL, evento em que os clubes selecionam jogadores do futebol americano universitário. Cada time tem um determinado valor disponível que pode ser investido nos jogadores, chamado de “cap space”. As folhas salariais das equipes se equivalem, porém o que vai determinar o quanto cada time terá disponível na free agency, é o atual valor gasto no plantel além do “Dead Money”, valor da folha salarial que está indisponível para gasto com atletas. Além disso, esse período da offseason também proporciona trocas entre clubes, podendo envolver atletas e escolhas de draft.

Após alguns anos, o Saints finalmente terá algum dinheiro para gastar na free agency, o valor que, após o corte do safety Jairus Byrd e com a provável troca do wide receiver Brandin Cooks, pode chegar a cerca de $ 36 milhões. Apesar do Saints não estar no top 10 da liga nesse aspecto de “cap space”, a equipe leva uma vantagem, tem poucos atletas do elenco free agents. Aqui estão algumas alternativas para o Saints para a free agent.

 

Logan Ryan, Cornerback, Patriots

Em um mercado inflacionado por bons cornerbacks, como Stephon Gilmore e AJ Bouye ,além de possivelmente a melhor classe de CB do draft em anos, não seria sábio gastar muito com essa posição. Logan Ryan seria uma alternativa barata, além de ser um jogador muito eficiente, vencedor e com potencial de ser titular no momento em que chegar.  

Tony Jefferson, Safety, Arizona Cardinals

Na temporada passada, o que começou como uma necessidade acabou se tornando uma opção interessante, estou me referindo a formação de três safeties que Dennis Allen usou com, Vaccaro atuando no front seven, Byrd sendo o strong safety e Vonn Bell jogando como ultimo jogador da defesa. Caso o coordenador defensivo do Saints opte por manter essa formação, Jefferson seria o jogador ideal para ocupar a vaga de Byrd, jogando como strong safety temporada passada, ele se mostrou uma máquina de tackle e eficaz na cobertura. Não sendo uma alternativa cara, vale a pena acreditar em Jefferson.

Larry Warford, Guard, Detroit Lions

Em minha opinião, a posição de guard deve ser prioridade nessa free agency, uma vez que não sabemos a condição física em que Jahri Evans estará, e se Lelito consegue dar conta do recado como titular a temporada inteira. Porém, o mercado de bons guards desse ano está escasso, e Mickey Loomis precisará abrir o bolso para contratar algum. Warford seria um bom guard para se investir, após uma boa temporada de calouro em 2013, ele teve uma carreira regular até então, e por estar um pouco atrás de Guards como TJ Lang e Kevin Zeitler, esse que seria o meu favorito, Warford pode vir por um preço menor e dar conta do recado em uma linha ofensiva que se mostrou sólida na ultima temporada.

 

Dont’a Hightower, Linebacker, Patriots

Mais um jogador do Patriots na lista, e sem dúvida nenhuma, o meu free agent favorito. Hightower é um grande jogador, com temporadas constantes e merecedoras de pro bowl, e é sem dúvidas um dos grandes Linebackers da NFL, uma posição bem deficiente no Saints. A maior problemática dessa aquisição seria o risco, que está presente em todo grande jogador, isso porque Hightower irá provavelmente pedir bastante, cabe a Sean Payton e Loomis decidirem se vale ou não corre-lo.

Zach Brown, Linebacker, Bills

Brown seria uma alternativa mais barata à Hightower, podendo jogar nas três posições de Linebaker, ele se destaca pela versatilidade. Antes de ir para o Bills, Brown jogou por quatro temporadas nos Titans, e apesar de ter apresentado bons desempenhos, nunca fez uma temporada que saltasse os olhos. Foi na equipe de Buffalo que ele realmente se destacou, com direito a participação no Pro Bowl. Apesar de ser uma opção mais barata, acredito que Brown tenha todas as condições de se tornar titular em Nova Orleans.

Apresentadas essas alternativas, e com bom dinheiro em caixa o Saints pode vir a fazer uma boa free agency. Em minha opinião, a prioridade da equipe deve ser renovar com o defensive tackle Nick Fairley, que fez uma ótima temporada em 2016 e é um free agent. Após Fairley, eu iria priorizar a posição de Guard, para jogar do lado direito, entre Max Unger e Zach Strief, e dependendo do dinheiro disponível restante, investiria ou em Hightower, com um montante mais pesado, ou então em Jefferson, para suprir a saída de Byrd, além de dar fôlego na folha salarial, permitindo renovações com jogadores importantes, como Vaccaro por exemplo. A Free Agency se inicia no dia 9 de março, e espero que o Saints invista com sabedoria os atletas que virão.