Nesse texto farei uma avaliação sobre a temporada regular de 2017 do Saints, que levou o time aos playoffs após três anos, haverá também uma premiação dos melhores da temporada além de uma análise do que a equipe pode enfrentar na pós-temporada.

O time começou o calendário perdendo as duas primeiras partidas com péssimas atuações defensivas, e fez com que os fãs imaginassem que seria mais uma temporada 7-9. Não foi bem assim, a equipe se reergueu e chegou a uma série de oito vitórias consecutivas, com a defesa jogando em altíssimo nível e um ataque terrestre dominante. È importante ressaltar que das equipes dos playoffs, o Saints é, de longe o que mais sofreu com lesões, o time chega a pós-temporada sem seis titulares, e essa perda constante de jogadores importantes dificulta bastante o ritmo da equipe, o que dá ainda mais mérito pelo bom desempenho na temporada.

Falando dos destaques de 2017, impossível não mencionar a classe de calouros, o trabalho de Stephen Ireland no draft desse ano foi fantástico, e o saldo foi de pelo menos quatro jogadores fundamentais, contando que outros dois tiveram seu rendimento atrapalhado por lesões (Anzalone foi para o IR e Hendrickson vem perdendo alguns jogos). Falando desses 4 atletas, Lattimore foi um dos melhores cornerbacks da liga já no seu primeiro ano, e mudou a defesa com sua qualidade e personalidade, nesse ponto da temporada ele é capaz de marcar qualquer recebedor da liga, e é o favorito para ganhar o prêmio de DROTY. Ryan Ramczyk chegou com um pouco de dúvidas, não por sua qualidade, mas por Reuben Foster ter ficado tão perto de ser selecionado, porém logo no início da temporada calou as dúvidas e foi uma das peças chaves de uma das melhores linhas ofensivas da liga, Ramczyk se destacou por sua regularidade e eficiência e terminou a temporada jogando todos os snaps ofensivos. Marcus Williams foi muito bem, com ótimas leituras de passe, evoluindo no quesito tackle, e assumiu o último nível da defesa, dando mais liberdade aos outros safeties jogarem mais perto da linha, Williams se mostrou um verdadeiro Ball hawk e conseguiu coroar a temporada com 4 interceptações. Alvin Kamara foi a sensação do ataque, sua combinação de força com equilíbrio foi fundamental, sua versatilidade fez com que ele passasse da marca de 1500 jardas, e se credenciou como um dos favoritos de OROTY. Com tantos playmakers novatos, é impossível não ressaltar a importância de um bom draft, e esse foi um fator fundamental para levar a equipe aos playoffs.

Indo a premiação dos melhores da temporada:

  • MVP defensivo: Cameron Jordan

Muitos podem achar que Lattimore poderia ser escolhido aqui, e não seria injusto, o calouro realmente mudou o patamar da equipe, e teve sua seleção ao pro bowl incontestada. Porém Cam Jordan vem sendo uma das únicas peças confiáveis do setor defensivo nos últimos anos, e quando a equipe tem uma defesa competitiva ele consegue o reconhecimento que merece. Ele se tornou ídolo da equipe há algum tempo, com temporadas seguidas de destaque, mas nunca teve a atenção da liga, em 2017 porém, Jordan impressionou a todos com seu leque de recursos, e é um defensive end completo, foram 13 sacks, 11 passes desviados e 17 TFL, e apesar de não ser o favorito, é um dos candidatos a jogador defensivo da liga.

 

  • MVP ofensivo: Boom & Zoom

O grande destaque ofensivo nessa temporada foi sem dúvidas o ataque terrestre, com o melhor duo da liga, Ingram e Kamara (Boom & Zoom). Tiveram outros destaques nesse setor, como a linha ofensiva, que é uma das responsáveis pelo sucesso do jogo corrido do time, além de Brees, que apesar de não ter sido excepcional como de costume, ainda foi um dos melhores quarterbacks da liga, e Michael Thomas, que foi evoluindo jogo a jogo, e coroou seu segundo ano batendo recordes e com uma seleção ao pro bowl. Mas não tem como não dar o prêmio a essa dupla, ambos os atletas passaram das 1500 jardas, e são o complemento perfeito, Mark Ingram corre com muita intensidade e força, enquanto Kamara se destaca pela velocidade e agilidade, e tiraram o peso de Brees, que vinha a anos carregando o ataque (e o time) nas costas. Todos sabem que Drew Brees ainda tem a qualidade para decidir o jogo a qualquer momento, porém, principalmente nos playoffs, um ataque equilibrado é fundamental, e Kamara e Ingram também conseguiram decidir jogos nessa temporada, e essa versatilidade ofensiva será complicada para qualquer equipe da pós-temporada.

No dia 07, a equipe recebe o Carolina Panthers no wild card round, e apesar de ter vencido os dois confrontos da temporada regular, nos playoffs é tudo diferente. O Panthers tem uma defesa bem competitiva liderada pelo pro bowler Luke Kuechly, e o ataque deverá ficar bem atento, pois qualquer turnover é fatal. No lado defensivo o que mais preocupa são as corridas de Cam Newton e as recepções de McCaffrey, isso porque essas armas normalmente são dever dos linebackers, e o time sofreu com muitas lesões na posição no decorrer da temporada, acredito que a defesa estará bem ligada a esses fatores, e montará um gameplan especial para neutralizá-los. Sabendo disso, ainda acredito que somos favoritos por ter o melhor time e por jogar no SuperDome, onde a torcida é sempre um pesadelo ao adversário. No comentário final sobre a temporada, o saldo é muito positivo e promissor, pois a equipe é bastante jovem e de qualidade e veio ganhando confiança jogo a jogo. Diferente dos últimos anos, temos uma defesa respeitável e um ataque equilibrado, e somos, um dos contenders para chegar ao Super Bowl.

DEIXE UMA RESPOSTA