No último domingo, o Saints deu mais uma (talvez a maior) demonstração de que é um time a ser temido por todos os outros da liga. Nessa sequência de vitórias, a equipe tem encontrado maneiras diferentes de vencer cada jogo, e dessa vez não foi diferente, Drew Brees & Cia se encontraram em uma situação em que perdiam por 15 pontos faltando menos de 6 minutos para o término da partida, e conseguiram reverter o placar.

O maior destaque da partida foi o ataque, principalmente Drew Brees, que fez questão de lembrar a todos que duvidavam dele o porquê de ser um futuro hall of famer e atual top 5 da liga, ele mostrou sangue gelado para virar a partida, com um rating perfeito nas campanhas em que virou o jogo. O jogo terrestre foi eficiente como vem sendo nas últimas semanas, com Mark Ingram brilhando com seu Power rush e Alvin Kamara decidindo com sua versatilidade. No jogo aéreo, além de Brees, vale destacar a ótima partida de Michael Thomas, que silenciosamente vem se estabelecendo como um dos grandes nomes da liga, e Coby Fleener, que fez uma ótima partida, sendo o grande nome do último quarto entre os recebedores.

 

O setor defensivo não foi bem, Kirk Cousins e Samaje Perine acumularam muitas jardas o jogo inteiro, o que resultou em 31 pontos de Washington, marca que a defesa não cedia há algum tempo. Isso pode ser atribuído principalmente pelos desfalques da defesa, que iniciou a partida sem Kenny Vaccaro e AJ Klein, e ainda perdeu Marshon Lattimore e Alex Okafor no decorrer do jogo. O que vale ressaltar é que a defesa apareceu nos momentos cruciais do jogo, parando uma 3&1 fundamental com Manti Te’o e com dois sacks em Cousins com Vonn Bell e Cam Jordan. Boas defesas ganham partidas aparecendo nos grandes momentos.

 

Neste domingo a equipe vai a Los Angeles enfrentar os Rams, e veremos um jogo bem diferente do que o da última temporada, isso porque as duas equipes são duas das quatro favoritas para ganhar a NFC. No começo da semana, o Saints tinha um mínimo favoritismo, principalmente pela moral que o time iniciava a semana, porém agora não é bem assim. Apesar da volta de Vaccaro e Klein a campo, a defesa perdeu três titulares, Ken Crawley, Lattimore e Okafor, este último que está fora da temporada. Se o último jogo nos mostrou algo, foi o quanto Lattimore é fundamental e respeitado pelos quarterbacks adversários. Acredito que a comissão técnica terá um gameplan defensivo conservador, com predominância de zone coverage entre os cornerbacks, e rotação na posição de Edge. Prevejo um ‘’tiroteio’’ na partida, com muitas jardas aéreas para os dois lados, e o jogo vai depender muito do desempenho dos cornerbacks substitutos e da defesa contra Todd Gurley, que vem sendo um dos melhores running backs da liga.