Mais uma temporada da NFL se encerra, e novamente de maneira frustrante para o New Orleans Saints, que viu um time bastante promissor cair antes do que se esperava. Pessoalmente, essa foi a derrota que menos me deixou esperançoso para a temporada seguinte, pois diferente das duas ultimas eliminações, a derrota no wild card para o Vikings não contou com uma falha de um calouro ou com um erro bizarro da arbitragem, mas sim com um gameplan ruim de Sean Payton e uma péssima partida de Drew Brees, pilares da equipe. Porém, temos um elenco extremamente talentoso e jovem, além de poucas lacunas para serem preenchidas, e falarei de alguns cenários que devemos abordar nessa offseason para, se tudo der certo, chegar ao Superbowl LV em Tampa em 2021.

  • QB room:

Antes de qualquer movimentação na offseason, Loomis deverá resolver a situação de quarterbacks da equipe. Taysom Hill deve voltar ao time, mas não como o QB titular ou QB do futuro como noticiado em alguns veículos, e sim no papel de coringa que vem fazendo tão bem na equipe, provavelmente terá cada vez mais relevância nos snaps. Já na posição de quarterback titular, em minha opinião, Brees deve voltar ao time, e mesmo sabendo do desempenho ruim nos dois últimos jogos de playoff, Sean Payton não encontrará ninguém mais capaz de levar o seu ataque ao superbowl, seja via free agency ou via draft. Teddy Brigewater, após a ótima temporada que fez, dificilmente voltará a New Orleans, ainda mais se Brees anunciar o seu retorno. Ainda há a possibilidade de uma aquisição via draft, que pode acontecer mesmo com o retorno de Brees, para que o calouro possa aprender com um dos melhores da história. O ponto é, um QB room com Brees e Hill, dando mais oportunidades ao segundo, se tornará ainda mais dinâmico e será mais do que capaz de chegar a Tampa em fevereiro de 2021.

  • Renovações:

Haverá algumas dúvidas no quesito renovação, entre os notáveis free agents da equipe (tirando os quarterbacks já citados), estão Eli Apple, Tedd Ginn, Andrus Peat, Vonn Bell e Keith Kirkwood.

Apple, apesar de ter caído um pouco em 2019, sofrendo bastante com Pass Interferences, ele ainda é um sólido CB2 se olharmos os elencos da liga, e dependendo do preço que pedir, acho que seria válido trazê-lo de volta.

Ted Ginn Jr me surpreendeu bastante desde que chegou ao Saints, mas a verdade é que sua produção foi caindo e seu estilo de jogo a cada ano combina menos com o do ataque do Saints. Isso porque ele sempre costumou ganhar dos marcadores em rotas longas levando vantagem por sua velocidade, e com Brees como quarterback isso será cada vez menos usado. Por isso penso que ele não estará no time em 2020.

Andrus Peat não volta, pois além de provavelmente pedir um preço alto, ele se mostrou injury prone, e nos momentos em que foi substituído por Nick Easton, não foi vista nenhuma grande diferença de produção. Vejo nossa forte OL entrando na próxima temporada com um novo left guard.

Keith Kirkwood teve bons momentos em 2018 mas passou a temporada passada inteira no IR. Acredito que valha a pena dar uma nova chance ao recebedor que já mostrou potencial.

Vonn Bell é a grande questão da lista dos free agents após Brees. Isso porque ele fez a melhor temporada da carreira, se mostrou um verdadeiro líder na secundária e um safety completo. O meu receio está no valor que ele deve pedir, acredito que ele vale todo o esforço para permanecer na equipe, mas caso alguém ofereça algo fora da nossa realidade, não estaremos em apuros, pois achamos um monstrinho em CJ Gardner Johnson.

  • Cortes:

Além das renovações, vou falar dos jogadores que podem sair para aliviar o nosso cap. O primeiro é esse aí da foto, Patrick Robinson não deve voltar ao time, foi reserva a temporada toda, e seu corte aliviaria mais de 3,5 MM em cap.

Kiko Alonso é outro atleta que deve se tornar free agent, apesar de ótimo jogador, é presença constante no IR, e sua saída adicionaria mais de 7 MM.

O último caso é o de Janoris Jenkins, que foi uma boa tentativa de reforçar a secundária via waivers, mas não acho válido renovar com um jogador com mais de 30 anos e com um cap hit de 11 MM.

  • Needs:

Após esclarecer minha opinião em alguns assuntos dos Saints, é hora de pensar em algumas prioridades na offseason. Como dito anteriormente, a prioridade número 1 é a resolução de quarterback da equipe, mas após isso tem alguns rumos que Loomis pode tomar para reforçar o elenco:

. Wide Receiver: não é novidade que precisamos urgentemente de um wr2 para desafogar a pressão em Michael Thomas, e felizmente a classe do draft de 2020 é uma das mais profundas em muito tempo, e acho que sairá de lá essa aquisição.

. Linebacker: Demario Davis finalmente teve o reconhecimento da liga e foi um All Pro em 2019. Mas AJ Klein é apenas um solido LB e Anzalone não é nem um pouco confiável devido ao seu histórico de lesões. Seja por draft ou FA, devemos reforçar esse setor.

. Defensive End: Temos uma dupla de pass rushers que só tende a melhorar na liga, mas temos pouquíssimo depth na posição. Então penso que isso será algo a ser olhado com carinho para melhorar a rotação na DL.

  • Considerações Finais:

Em suma, estamos longe de estar em uma situação desconfortável, ainda somos um dos melhores times da liga e com situações pontuais a serem resolvidas. Mais para frente farei textos relativos a free agency e ao draft, para tentar achar soluções para qualificar ainda mais o elenco do Saints.

DEIXE UMA RESPOSTA