Mock Draft 3.0

 

       Chegou a semana do draft!! Agora farei meu último mock desse ano, dessa vez não haverá trocas, usarei as escolhas que temos atualmente. Vamos começar…

 

  • 1ª Rodada (27ª escolha): Lamar Jackson, Quarterback, Louisville

Com a provável corrida por quarterbacks no top 10, a tendência é que ótimos jogadores acabem sobrando em posições que normalmente não estariam disponíveis. E equipes que poderiam draftar Lamar, como Patriots e Cardinals podem optar por jogadores mais prontos para jogar em seu primeiro ano, além de preencher lacunas da equipe. Essa é uma teoria na qual Lamar acaba disponível na 27ª escolha, e finalmente teríamos um sucessor de Brees. Esse é o cenário ideal para ambas as partes pois Jackson, apesar de ter muito potencial, ainda precisa de bastante treinamento para se dar bem na liga, e nada melhor do que aprender duas temporadas atrás do HOF Drew Brees e de um guru do ataque como Sean Payton.

 

  • 3ª Rodada (91ª escolha): Arden Key, Defensive End, LSU

Arden Key é um atleta com talento top 10, porém um péssimo combine e uma variedade de problemas extra campo farão com que ele caia para a segunda, terceira ou talvez quarta rodada. Na liga temos alguns exemplos como o de Key, jogadores promissores, porém muito problemáticos, e apesar de que na maioria dos casos, os prospectos não vinguem, quando dão certo se mostram verdadeiros “steals”. A questão é que um jogador com o potencial de Key, em uma posição que a equipe necessita, é bom demais para não apostar e deixar passar.

 

  • 4ª Rodada (127ª escolha): Antonio Callaway, Wide Receiver, Florida

Callaway é o mesmo caso de Key, atleta com bastante potencial que teve algumas complicações extra campo durante o seu período na faculdade que o fizeram cair nos quadros. Callaway mostrou na faculdade potencial para ser um recebedor de sucesso na liga, e chegaria para disputar a posição de wr #2 com Meredith e Ginn Jr.

 

  • 5ª Rodada (147ª escolha): Christopher Herndon, Tight End, Miami

Herndon é um tight end que precisa ainda de desenvolvimento, principalmente técnico, mas tem bons atributos físicos para ter sucesso na NFL. E nada melhor do que ter um tutor como Benjamin Watson para se desenvolver, o que irá tirar bastante a pressão do calouro.

 

  • 5ª Rodada (164ª escolha): Andrew Brown, Defensive Tackle, Virginia

Brown chegaria inicialmente para compor o corpo de defensive tackles da equipe, mas mostrou em Virginia mãos ágeis para sair de bloqueios que podem fazer com que pelo menos dispute a titularidade.

 

  • 6ª Rodada (189ª escolha): William Clapp, Offensive Lineman, LSU

 

Todos sabem o quanto é importante ter depth em linha ofensiva, e um jogador versátil como Clapp que mostrou liderança e inteligência em LSU seria uma boa opção para a equipe. O cenário ideal seria o Clapp se desenvolvendo e aprendendo com Max Unger, que não está tão jovem assim.

 

  • 6ª Rodada (189ª escolha): Shaun Dion Hamilton, Linebacker, Alabama

Hamilton é um jogador extremamente técnico e inteligente, mas que foi minado por inúmeras lesões durante a faculdade. Se estiver saudável pode se tornar um dos maiores “steals” do draft, pois foi um líder em Alabama.

 

  • 7ª Rodada (245ª escolha): Tray Matthews, Safety, Auburn

Matthews chegaria para brigar por vaga em depth no corpo de safeties e inicialmente contribuir em special teams.