Fechando a nossa série de artigos sobre os rankings das posições de ataque do Fantasy, chegamos ao Top 10 Tight Ends 2018. Dita por muitos a posição mais difícil de se prever quando estamos falando de Fantasy. A função de bloqueio (apesar dos running backs também exercerem esta função em algum momento do jogo) torna a utilização e o número de snaps bem dinâmicos. Os alvos na endzone nem sempre fazem sentido e por fim os Rookies dificilmente têm impacto imediato. Que dificuldade não é mesmo?! Rob Gronkowski e Travis Kelce se separam na primeira camada e criam um abismo até os próximos jogadores. Provavelmente vocês verão Gronk e Kelce saírem até o quinto round e depois de algumas rodadas é que os outros jogadores começam a sair. Portanto não se desesperem ao longo da temporada, a posição exige mais paciência do que o normal. Vamos nessa!

  1. Rob Gronkowski, TE, Patriots.

A única coisa que pode impedir Robert Gronkowski são as lesões, e parece que Gronk imitou a dieta de Tom Brady, e valeu a pena, já que perdeu apenas dois jogos na temporada passada. Gronk teve um grande ano como resultado, recebendo 69 passes para 1.084 jardas e oito TDs. Espere uma produção similar em 2018, já que Gronkowski aparentemente encerrou todas as conversas sobre aposentadoria. Nenhum outro TE pode combinar consistência e o potencial semanal que tem Gronk, geralmente pontua como um WR1.
2017
Jogos: 13
Targets: 105
Recepções: 69
Catch rate: 66%
Jardas Recebidas: 1084
TDs: 8

  1.  Travis Kelce, TE, Chiefs.

Travis Kelce faz jogadas desastradas de vez em quando e também “dropa” muitos passes, mas é extremamente talentoso. Em 2017 foi bom ver o aumento total de seus TDs de 4 para 8. Patrick Mahomes substituiu Alex Smith, mas não há razão para que os números de Kelce diminuam e deve continuar a ser um dos principais alvos do ataque dos Chiefs. Registrando 3 temporadas seguidas de mais de 100 alvos, é uma opção de TE segura, ainda que cara.
2017
Jogos: 15
Targets: 122
Recepções: 83
Catch rate: 68%
Jardas Recebidas: 1038
TDs: 8

  1. Zach Ertz, TE, Eagles.

Zach Ertz terminou a campanha de 2016 com um ritmo muito forte e continuou assim no ano seguinte realizando uma incrível campanha. Ertz registrou 74 recepções para 824 jardas e transformou 18 alvos na Red Zone em oito TDs, números sensacionais para um TE mesmo perdendo dois jogos. Ele tem uma ótima química com Carson Wentz e deve continuar a ser um dos melhores TEs quando Wentz estiver saudável. Sua posição no draft é mais justa pelo seu potencial, mas em ligas mais competitivas pode sair pouco depois de Gronk e Kelce.
2017
Jogos: 14
Targets: 110
Recepções: 74
Catch rate: 67%
Jardas Recebidas: 824
TDs: 8

  1. Jimmy Graham, TE, Packers.

Jimmy Graham parece que vai ter um grande ano, sendo uns dos candidatos a registrar um número de touchdowns de dois dígitos em 2018. Graham pegou 10 touchdowns em 2017, mas não parecia o mesmo jogador do tempos de Saints. Ele teve 57 recepções para apenas 520 jardas, então talvez o tendão patelar rasgado ou mesmo a idade (32 em novembro) estão afetando seu jogo. Agora ele joga em Green Bay com um QB que atinge de 35 a 40 TDs por temporada. Não tenha a expectativa de muitas jardas ou as recepções de Jimmy,
mas o número de TDs chegar a dois dígitos é viável pois estamos falando de Aaron Rodger$ lançando.
2017
Jogos: 16
Targets: 95
Recepções: 57
Catch rate: 60%
Jardas Recebidas: 520
TDs: 10

  1. Greg Olsen, TE, Panthers

Olsen viu sua sequência de 3 temporadas consecutivas de 1000 jardas chegar ao fim pois perdeu a maior parte da temporada regular de 2017 por conta de uma lesão no pé, fazendo apenas 17 recepções. No entanto, mostrou que ainda tem gasolina no tanque, registrando 8 recepções pra 107 jardas e um TD em na derrota nos playoffs para o Saints. Olsen completa 33 esta offseason, mas ele ainda deve ser uma opção viável de Fantasy na posição para os próximos dois anos. Continua a ser um dos principais TE da liga em 2018, apesar da adição do WR DJ Moore na 1ª rodada do Draft. Há risco de lesionar novamente o pé, que precisa ser levado em consideração ao fazer a escolha no draft.
2017
Jogos: 7
Targets: 38
Recepções: 17
Catch rate: 45%
Jardas Recebidas: 191
TDs: 1

  1. Kyle Rudolph, TE, Vikings.

As recepções e jardas de Kyle Rudolph caíram de 83 para 57 e 840 para 532, respectivamente. No entanto, ele marcou 8 touchdowns em 2017 e esteve na end zone fazendo TDs 15 vezes nos últimos dois anos. Nesta temporada recebeu um upgrade de QB com Kirk Cousins em Minnesota e Cousins que mostrou que vai confiar na posição TE. Os alvos são difíceis de encontrar quando temos Diggs e Thielen saudáveis, no entanto Rudolph se mantem como uma ótima opção na end zone.
2017
Jogos: 16
Targets: 81
Recepções: 57
Catch rate: 70%
Jardas Recebidas: 532
TDs: 8

  1. Trey Burton, TE, Bears.

Burton foi um monstro nos 5 jogos que começou sem Zach Ertz na escalação. De fato, sua média em relação a esses jogos colocaria Burton no ritmo para ser o TE#4 de acordo com a pontuação do ano passado. Com um grande contrato para ser o titular do Bears em 2018, acredita-se que ele esteja assumindo o papel de “Travis Kelce” que o novo treinador, o guru ofensivo Matt Nagy, empregou em Kansas City. Possui um valor absurdo na posição que tem saído nos drafts.
2017
Jogos: 12
Targets: 31
Recepções: 23
Catch rate: 74%
Jardas Recebidas: 248
TDs: 5

  1. David Njoku, TE, Browns.

David Njoku tem um grande potencial este ano, especialmente com o upgrade no quarterback. Njoku mostrou-se promissor como rookie, conseguindo 32 passes para 386 jardas e quatro touchdowns, apesar de estar recebendo passes do inepto DeShone Kizer. Este ano deve dar um grande passo como jogador, mas os alvos podem não estar lá devido à adição de Jarvis Landry e os possíveis 16 jogos de Josh Gordon. Njoku vale a pena dar uma olhada nas Rodadas 11-12 e se não for draftado, vale a monitoração.
2017
Jogos: 16
Targets: 60
Recepções: 32
Catch rate: 53%
Jardas Recebidas: 386
TDs: 4

  1. Evan Engram, TE, Giants.

Evan Engram não só teve uma boa temporada de rookie, ele teve a melhor temporada de estreia para um tight end na moderna NFL. Sim, melhor que Gronk e melhor que Jeremy Shockey. É fácil olhar esses números à primeira vista e presumir que ele pode continuar a dar um passo em frente em 2018. No entanto, Odell Beckham, Brandon Marshall e Sterling Shepard perderam praticamente toda a temporada. Em 2018 os Giants têm um novo staff de treinadores, bem como um novo alvo com Saquan Barkley além da volta de Odell motivado pela renovação milionária. Se selecioná-lo ciente do risco de regressão tudo bem, só esteja preparado para semanas de baixíssimas pontuações.
2017
Jogos: 15
Targets: 115
Recepções: 64
Catch rate: 55%
Jardas Recebidas: 722
TDs: 6

  1. George Kittle, TE, 49ers.

Se não fosse por Evan Engram, todos nós estaríamos falando sobre o impressionante ano de estreia de George Kittle. Ele pegou 43 passes para 515 jardas e dois touchdowns na temporada passada, especialmente no final da temporada, mostrando grande química com Jimmy Garoppolo. Alguns dizem que George Kittle é o melhor candidato do ano com base no seu talento e no novo QB titular, lançando a bola, Jimmy Garoppolo. Isso certamente poderia ser verdade, mas também pode ser verdade, no entanto, que as adições de dois receptores rookies e um saudável Pierre Garcon podem tornar Kittle um recurso
inutilizável. Vale a pena tentar, mas esteja preparado para cortá-lo se não for uma peça central no início de 2018.
2017
Jogos: 15
Targets: 63
Recepções: 43
Catch rate: 68%
Jardas Recebidas: 515
TDs: 2

DEIXE UMA RESPOSTA