top 10 quarterbacks 2018

Continuando com a nossa série de rankings por posição de 2018, hoje vamos listar os top 10 quarterbacks 2018. Os QBs geralmente tem a maior pontuação do seu time, mas diferente das outras posições temos jogadores de elite suficientes pois geralmente, na maioria dos Fantasies, só tem 1 por time titular e a liga normalmente varia de 8 a 12 pessoas.

O que eu quero dizer com isso? Que existem muitas opções de jogadores e que não é preciso se antecipar no Draft por um QB, a não ser que seja torcedor fanático do time e fique feliz ao ponto de prejudicar seu Fantasy (afinal de contas Fantasy é diversão). Dito isto vamos ao top 10. (Pra não deixar ninguém na mão, no final do artigo colocarei mais 6 QBs para aqueles que jogam ligas maiores)

  1. Aaron Rodgers

Rodgers estava fazendo uma boa temporada antes de fraturar a clavícula. Ele era o QB5 em pontos por jogo e estava há menos de 1 ponto de ser o QB2. Desde sua estreia na liga, quando joga 16 jogos, termina como o QB 1 ou 2 no Fantasy. Desde 2008, teve apenas uma temporada em que não o fez, e terminou como 7º melhor QB do ano. Costuma ser muito caro (no máximo 4º round) nos drafts, mas é uma aposta segura.

Este ano perdeu Jordy Nelson, com quem tinha uma forte química (apesar de não virem bem há 2 anos), mas ganhou 3 novos calouros que apesar de não terem ido bem no Training Camp podem surpreender. Mesmo não utilizando TEs em sua carreira, ganha bastante com a chegada de Jimmy Graham (10 TDs em 2017). Davante Adams e Geronimo Allison fecham o time de recebedores.

Stats 2017/2018:
Jogos: 7 | Passing Yards: 1675 | Tentativas de Passes: 238 | TDs: 16 | INT: 6 | Rush TDs: 0 | Jardas Corridas: 126 | Eficiência Passes na Red Zone: 64% | Eficiência Passes Sob Pressão: 32% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 40%

  1. Russel Wilson

Foi um início difícil de temporada para Wilson, como quase sempre acontece. Desta vez a linha ofensiva ficou ainda mais fraca e sua proteção estava péssima. Depois de sua bye week, ele teve uma performance espetacular. Da semana 7 até o final da temporada, foi o QB 1 com 250 pontos.

No entanto existe uma preocupação, já que o Seattle anunciou durante toda a offseason que pretender voltar a ser um time de corrida, o que foi reforçado com a escolha da Rashaad Penny no primeiro round do draft. Wilson ainda deve ser um QB sólido por conta de sua mobilidade, aliada a sua incrível capacidade física. Independente do jogo corrido ser reestabelecido, ele sempre será uma ameaça dupla, especialmente na goal line!

Stats 2017/2018:
Jogos: 16 | Passing Yards: 3983 | Tentativas de Passes: 553 | TDs: 34 | INT: 11 | Rush TDs: 3 | Jardas Corridas: 583 | Eficiência Passes na Red Zone: | 56% Eficiência Passes Sob Pressão: 36% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 35%

  1. Cam Newton

Cam foi a definição exata de boom or bust (explosão ou fracasso) no ano passado. Apesar de terminar o ano como o QB 2 no Fantasy, falhou ao conseguir pontos em 44% do tempo. Cam está mais uma vez diante de uma mudança de coordenador ofensivo. Agora Norv Turner entra na franquia trazendo uma excelente relação com o HC Ron Rivera (Turner indicou Rivera aos Panthers em 2011).

Dos jogadores em atividade, Super Cam tem incríveis 55 TDs corridos, atrás apenas de A.Peterson (99), M. Lynch (81), F.Gore (77) e L.McCoy (66). Sabemos que os golpes duros e o desgaste de seu corpo estão se acumulando, mas Newton não deu até o momento nenhum sinal de que vai mudar de ritmo. Com Christian McCaffrey melhor adaptado ao playbook, Greg Olsen (agora saudável), Devin Funchess e o calouro de primeiro round DJ.Moore, a melhora no corpo de recebedores é inegável. Cam pode repetir o ano que lançou 35 TDs e foi MVP.

Stats 2017/2018
Jogos: 16 | Passing Yards: 3294 | Tentativas de Passes: 493 | TDs: 22 | INT: 16 | Rush TDs: 6 | Jardas Corridas: 752 | Eficiência Passes na Red Zone: 48% | Eficiência Passes sob Pressão: 40% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 36%

  1. Deshaun Watson

O Watson de 2017 poderia ter sido uma lenda na história do Fantasy Footbal senão fosse a lesão no joelho. Foi draftado na primeira rodada, mas foi muito mal em suas duas primeiras aparições na NFL. De alguma forma, ele se transformou de tenebroso para um dos melhores QBs do ano, durante as 5 semanas que brilhou antes de encerrar o ano por conta de uma lesão nos ligamentos do joelho.

Em seu reinado de terror de 5 jogos, estava no ritmo para alcançar 5000 jardas e 58 touchdowns na temporada. Esses números são impossíveis. O percentual de touchdowns era de 9,3% do total de passes! Isso não é sustentável nem factível para o Watson neste ano. Sua situação é muito parecida com Carson Wentz, uma ruptura de ACL e uma taxa de touchdown sobrenatural. Tem um dos melhores recebedores da liga, DeAndre Hopkins, à disposição, e acho que talvez seja a melhor dupla no momento (QB-WR).

Stats 2017/2018:
Jogos: 7 | Passing Yards: 1699 | Tentativas de Passes: 204 | TDs: 19 | INT: 8 | Rush TDs: 2 | Jardas Corridas: 269 | Eficiência Passes na Red Zone: 58% | Eficiência Passes Sob Pressão: 39% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 42%

  1. Tom Brady

Temos como não falar GOAT? Greatest of ALL Time? Não quero entrar nessa polêmica aqui, mas a consistência de Brady ao longo de todos esses anos de carreira, com recordes, títulos, e mais recordes… Não cabe análise em cima de seus números e de seu talento indiscutível, afirmo que jogará em alto nível até que se aposente.

O corpo de recebedores pode sofrer baixas, como Julian Eldeman suspenso 4 jogos, as lesões seguidas de corte de Malcom Mitchell e Jordan Matthews, mas Brady já provou que é imune a todos esses fatores. O sistema de jogo de Belichick e o GOAT já se provaram vencedores, ninguém se surpreende mais com uma temporada de 40 TDs e +4500 jardas.

Stats 2017/2018:
Jogos: 16 | Passing Yards: 4576 | Tentativas de Passes: 581 | TDs: 32 | INT: 8 | Rush TDs: 0 | Jardas Corridas: 28 | Eficiência Passes na Red Zone: 62% | Eficiência Passes Sob Pressão: 36% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 43%

  1. Kirk Cousins

Ele foi um pouco enlouquecedor na temporada passada. Alternava grandes desempenhos ou arruinava sua semana. Ia bem contra defesas fortes e fracassava quando se menos esperava mais, sendo frustrante jogando contra os Giants e os Cowboys, mas depois sendo top 2 contra equipes como Minnesota e Denver.

Nesse ano tudo mudou, depois de recusar mais dinheiro dos Jets, preferiu os Vikings pois sem a menor dúvida, agora ele tem as melhores armas de sua carreira com Diggs, Theilen, Cook e Rudolph. Os Vikings não têm medo de vencer com sua incrível defesa e jogo de corrida. Felizmente, ele tem sido um dos QBs mais precisos da NFL desde que assumiu a titularidade em 2015, e agora chegou a hora de se provar.

Stats 2017/2018
Jogos: 16 | Passing Yards: 4093 | Tentativas de Passes: 540 | TDs: 27 | INT: 13 | Rush TDs: 4 | Jardas Corridas: 179 | Eficiência Passes na Red Zone: 53% | Eficiência Passes Sob Pressão: 33% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 33%

  1. Drew Brees

Brees será muito interessante nos Drafts desta temporada. Ele pode cair muito nas rodadas, se tornando uma escolha de grande valor para quem consegui-lo entre os rounds 6 e 8 (seu ADP atual). Antes do ano passado, sua pior temporada de Fantasy desde 2008 foi como QB 6. Em 2017, apesar de terminar como QB 9, ele registrou a maior porcentagem de conclusão (completion rate) de todos os tempos, mas também viu suas tentativas de passe caírem por conta do pesado jogo corrido imposto pelos Saints com seus dois RBs passando das 1000 jardas.

Não podemos menosprezar o talento do futuro Hall of Fame, sua defesa consistente, seus alvos ameaçadores (este ano com o jovem talento Cameron Meredith) e uma linha ofensiva que só evolui e esta entre as top 10 deste ano.

Stats 2017/2018
Jogos: 16 | Passing Yards: 4338 | Tentativas de Passes: 537 | TDs: 23 | INT: 8 | Rush TDs: 2 | Jardas Corridas: 12 | Eficiência Passes na Red Zone: 68% | Eficiência Passes Sob Pressão: 56% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 38%

  1. Matthew Stafford

Apesar de ter sofrido algumas contusões no meio da temporada, Stafford teve uma campanha de Fantasy consistente, alcançando 4.446 jardas, 29 touchdowns e apenas 10 interceptações. Há uma mudança de treinador, mas seu coordenador ofensivo permaneceu, então Stafford deve ter uma temporada forte em 2018

Seu corpo de recebedores é muito consistente, além de ter muito potencial de crescimento. Se Marvin Jones e Golden Tate conseguirem repetir a performance do ano passado e Kenny Golladay conseguir deslanchar de vez, Stafford poderá entrar na área de QB mais respeitada, o top 5.

Stats 2017/2018
Jogos: 16 | Passing Yards: 4422 | Tentativas de Passes: 566 | TDs: 29 | INT: 10 | Rush TDs: 0 | Jardas Corridas: 96 | Eficiência Passes na Red Zone: 50% | Eficiência Passes Sob Pressão: 22% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 44%

  1. Jimmy Garoppolo

Os 49ers deram um tiro no escuro negociando uma escolha de segundo round para trazer Jimmy Garoppolo durante a temporada passada. Eles esperaram algumas semanas para colocá-lo em campo, mas uma vez que ele jogou, ficou claro que ele seria um dos melhores QBs da NFL em breve.

Em cinco partidas, Garoppolo jogou por 1.560 jardas, sete touchdowns e cinco interceptações. Ao longo de uma tabela de 16 jogos, isso equivale a 4.992 jardas, 22 touchdowns e 13 interceptações. Garoppolo terá um melhor elenco de apoio em 2018, com Pierre Garcon retornando de lesão, Jerick McKinnon (que Shanahan promete transformar em um novo Devonta Freeman), e Dante Pettis selecionado na segunda rodada do draft. O hype assusta, mas Jimmy G. tem tudo para dar certo neste ano.

Stats 2017/2018
Jogos :6 | Passing Yards: 1560 | Tentativas de Passes: 178 | TDs: 7 | INT: 5 | Rush TDs: 1 | Jardas Coridas: 11 | Eficiência Passes na Red Zone: 55% | Eficiência Passes Sob Pressão: 52% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 21%

  1. Philip Rivers

Rivers jogou para 4515 jardas e 28 TDs, o ressurgimento de Keenan Allen certamente ajudou, especialmente nos últimos 7 jogos. No entanto a lesão do promissor TE Hunter Henry, que foi friamente preparado nos 2 últimos anos para substituir o lendário Antonio Gates, certamente dói, mas podemos confiar pois Rivers só terminou fora da faixa QB 1 duas vezes nos últimos 10 anos.

Apesar de ter completado 36 anos em dezembro, não há razão para pensar que Rivers irá regredir, especialmente com o guard Forrest Lamp se recuperando de uma lesão para ajudar a reforçar a linha ofensiva.

Stats 2017/2018
Jogos: 16 | Passing Yards: 4495 | Tentativas de Passes: 576 | TDs: 28 | INT: 10 | Rush TDs: 0 | Jardas Corridas: -2 | Eficiência Passes na Red Zone: 51% | Eficiência Passes Sob Pressão: 38% | Eficiência Passes Profundos (+20 yds): 32%

QBS para ligas mais cheias (12, 14 e 16)

  1. Patrick Mahomes

Ele ainda não é um produto acabado, mas tem grandes qualidades, especialmente seu braço forte e a mobilidade para sair e lançar fora do pocket. O calendário de abertura do Mahomes é brutal, mas valerá a pena ter paciência.

  1. Ben Roethlisberger

2017 foi um conto de duas metades para o Big Ben. Semana 1 a Semana 8, ele foi o QB 28 em pontos por jogo com média de 12.7PPG. A semana bye aparentemente chegou em um momento ideal para o ataque dos Steelers. A partir da semana 10 até o final da temporada, Ben foi o QB de Fantasy número 1 em pontos por jogo. Big Ben é um QB de última hora no draft que podemos confiar, já que sabemos que seu potencial é imenso tendo Antonio Brown, Le’Veon Bell e Juju-Smith-Schuster à disposição.

  1. Matt Ryan

Ryan deu um passo para trás na temporada passada com Steve Sarkisian, atuando como um downgrade de Kyle Shanahan como coordenador ofensivo. Ainda assim, com sua queda no total de TDs 38 para 20 foi substancial. Ryan poderia se recuperar um pouco em 2018, especialmente com Calvin Ridley agora no elenco, mas é difícil confiar completamente com Sarkisian dando as cartas.

  1. Derek Carr

Carr lutou contra lesões e regressão em 2017, registrando decepcionantes 3496 jardas e 22 TDs, abaixo de 3937 e 28, respectivamente, em 2016. No entanto, temos a boa notícia da contratação do coordenador ofensivo Greg Olson. Para aqueles que não estão familiarizados com o trabalho de Olson, ele já levou Josh Freeman a um Pro Bowl; ele treinou Jared Goff na temporada passada; e foi ele que estava treinando Blake Bortles quando jogou 35 TDs em uma temporada.

  1. Carson Wentz

Wentz deu um salto inacreditável na sua produção em relação à temporada de estreia. Ele estava a caminho de ser o MVP até que teve a lesão que encerrou seu ano. Não é que Wentz não possa ser fantástico novamente, mas é um jogador que provavelmente regredirá em eficiência e que ainda não tem sua saúde comprovada.

  1. Andrew Luck

Luck precisa provar que ainda pode ser um QB de elite quando estiver saudável novamente. Em 2016, sua última temporada saudável, ele anotou 4240 jardas e 31 TDs em 15 jogos, terminando o ano como o QB 4. Na pré-temporada, infelizmente ainda não deu todos os sinais que provam ser o Andrew Luck que temos na memória.

DEIXE UMA RESPOSTA