Após 10 dias de ausência de toda a equipe Steel Curtain BR, por questões médicas, estamos de volta, pois em 78 dias o Steelers estará em campo pela temporada 2016.

Hoje vamos falar do primeiro de quatro nomes da lendária defesa Steel Curtain, responsável por grande parte da história do time. Essa linha defensiva era formada por “Mean” Joe Greene, L. C. Greenwood, Ernie Holmes e a estrela desse texto, o DE Dwight White.

White jogou toda a sua carreira no Steelers, entre os anos de 1971 e 1980. Draftado na quarta rodada do Draft de 1971, na 104ª escolha geral e vindo de Texas A&M University-Commerce, o DE foi titular logo de cara, e fez valer a pena. Apelidado de “Mad Dog”, devido ao seu estilo de jogo extremamente intenso, ele foi um dos responsáveis por colocar o Steelers entre os maiores times da NFL, estando presente em todos os quatro Super Bowls que o time ganhou na dinastia dos anos 70.

Antes do Super Bowl IX, contra o Minnesota Vikings, White passou a semana inteira internado em um hospital, com pneumonia. Todos já davam sua ausência como certa. Como alguém que perdeu 9 kg durante o tratamento de uma séria doença na semana mais decisiva da temporada teria condições de entrar em campo? Pois bem, no dia 12 de Janeiro de 1975 lá estava ele, em pé, junto com seus companheiros da Steel Curtain.

Aí você se pergunta: Ok, mas ele mal jogou, correto? Errado. O Mad Dog não só esteve em campo, não só foi titular, como foi ele, o principal responsável pelos únicos pontos de todo o primeiro tempo no jogo, quando sacou o QB Fran Tarkenton na endzone adversária, para garantir 2 pontos para o Steelers. O Super Bowl ia para o intervalo com placar de soccer, 2 a 0 para o Steelers. Os primeiros pontos do Steelers em um Super Bowl vieram da Steel Curtain, mais precisamente, de Dwitgh White. No fim, o jogo terminou 16 a 6 para o Steelers, e a primeira das seis festas de comemoração de título de Super Bowl estava oficializada.

Aposentando após 10 temporadas com a 78 do Steelers, White contabilizou 46 sacks. Estatísticas defensivas ainda não eram medidas, por isso os números de tackles, e outros fundamentos não são possíveis afirmar. Porém, convenhamos, sendo um dos quatro pilares daquela defesa, não há estatísticas que descrevam a importância dele na equipe e na liga. Em 1982, White foi eleito para o time ideal da história do Steelers, feito repetido em 2007.

Infelizmente White não estava mais entre nós quando uma das melhores defesas do time pós-Steel Curtain encheu os torcedores de orgulho em 2008, ganhando o sexto Super Bowl do time. White faleceu no dia 6 de Junho de 2008, perto de completar 59 anos, devido à complicações de uma cirurgia nas costas.

Ele se foi, mas o legado continua. Toda a geração de jogadores pós-Steel Curtain sabem o peso do que é vestir o uniforme do Steelers, principalmente aqueles que vestiram a 78 depois de Dwight White e os que ainda irão vestir.

Quem já vestiu a #78 além de Dwight White?
  • Alejandro Villanueva (Desde 2014);
  • Guy Whimper (13);
  • Max Starks (04-12);
  • Mathias Nkwenti (01-03);
  • Chris Conrad (98-99);
  • Taase Faumui (94-95);
  • Garry Howe (92);
  • Tim Johnson (87-89);
  • Mark Catano (84-85);
  • Frank Parker (68-69);
  • John Baker (63-67);
  • Dick Loncar (60);
  • Dave Liddick (57);
  • John Muldowney (56);
  • Lou Ferry (52, 54-55);
  • George Nicksich (52);
  • Carl Samuelson (51);
  • Nick DeRosa (51).