Hoje, a Contagem Regressiva vem com uma dobradinha. Tradicionalmente trazemos um jogador por texto na série, mas faltando 63 dias, ficou muito difícil trazer apenas um ídolo da história do Steelers. Com isso, hoje teremos uma contagem regressiva em dose dupla, com Ernie Holmes, 4º e último membro da Steel Curtain a ser destaque na série, e o ex-center Dermontti Dawson, que soube aproveitar muito bem o legado deixado por Mike Webster (terá seu texto em alguns dias).

Sendo assim, hoje vamos conhecer dois grandes jogadores que vestiram o número 63 na história da franquia.

Quem foi Ernie Holmes?

Como já mencionado acima, Ernie Holmes foi um dos grandes destaques da Steel Curtain, defesa que amedrontou os adversários na década de 1970. Junto com Joe Greene, Dwight White, e L. C. Greenwood, Ernie formou a poderosa linha defensiva do Steelers, colocando o time no mapa da NFL. Porém, ao contrário dos seus companheiros da cortina de aço, Holmes acabou se aposentando em 1978, e não participou das vitórias contra o Dallas Cowboys e Los Angeles Rams nos Super Bowls XIII e XIV respectivamente.

Nascido Earnest Lee Holmes, no dia 11 de Julho de 1948, em Jamestown, Texas, Ernie chegou ao Steelers através do Draft de 1971, sendo escolhido lá na oitava rodada, 203ª escolha geral. Antes do Steelers, Holmes estudou e jogou pela High School de Burkeville e pela Universidade de Texas Southern.

Infelizmente a carreira de Holmes não foi das mais longas. O defensor acabou tendo que encurtar sua trajetória na liga por repetitivas lesões. Ficou no Steelers entre 1971 e 1977, até que, em 1978 foi envolvido numa troca, e enviado para o Tampa Bay Buccaneers. No time da Flórida, Holmes falhou nos exames físicos, não conseguindo entrar para o elenco final do time. No mesmo ano, o ex-defensive tackle assinou com o New England Patriots, conseguindo jogar apenas 3 jogos. Os problemas persistiram e após não ter mais condições de entrar em campo, Ernie decidiu se aposentar.

No Steelers, ganhou os Super Bowls IX e X, contra Minnesota Vikings e Dallas Cowboys. Foi considerado por muitos o jogador mais temido da defesa do time. Com 1,91 m e 118 kg, ele causava impacto no ataque adversário apenas por ter sua presença na linha defensiva.

Mesmo com as estatísticas de defesa ainda não estruturadas na NFL, Ernie foi creditado com 40 sacks em sua trajetória com o Steelers, sendo 11 apenas em 1974. Nessa mesma temporada, conseguiu seis jogos seguidos com sacks, empatando com Joe Greene e Greg Lloyd como maior sequência do time. Em 1975 também teve ótimo desempenho chegando no QB adversário, registrando 10,5 sacks.

Após sua aposentadoria, viveu num rancho perto de Wiergate, Texas, cidade com população aproximada de 461 na época e perto da divisa com o Estado da Louisiana. Era reverendo em sua própria igreja e também chegou a arriscar trabalhos como ator e lutar na WrestleMania. Como ator, apareceu em um episódio da série Esquadrão Classe A (The A-Team) em 1980.

Ernie Holmes faleceu no dia 17 de Janeiro de 2008, aos 59 anos em Beaumont, Texas.

Conheça Dermontti Dawson

A segunda, mas não menos importante estrela de hoje na contagem regressiva, Dermontti Farra Dawson, nasceu no dia 17 de Junho de 1965, em Lexington, Kentucky.

Dawson frequentou a Lexington (KY) Bryan Station High School e depois foi para a Universidade de Kentucky, antes de se juntar ao time, em 1988, quando foi escolhido na segunda rodada daquele Draft, na 44ª escolha geral.

Em sua primeira temporada, jogou de guard ao lado de um jogador pouco conhecido (só que não) no mundo da NFL, Mike Webster. Quando Webster se aposentou, Dawson assumiu a posição de center. No decorrer dos anos, Dawson se tornou um dos jogadores mais respeitados do elenco, e um dos melhores de sua posição (center) na NFL. Com 170 jogos consecutivos, ele tem a segunda maior sequência da história do time, porém sofreu com lesões no fim de sua carreira, perdendo nove jogos em 1999 e sete em 2000.

Infelizmente Dawson não pegou um período tão vitorioso em Pittsburgh, na verdade, pegou uma das grandes secas da história do time. Depois de 1980, o time só voltou a jogar um Super Bowl em 1996, perdendo para o Dallas Cowboys (terceira final entre as equipes) no Super Bowl XXX…Neil O’Donnell e suas três interceptações ainda ecoam na cabela dos torcedores.

Independente de ter conquistado títulos ou não, Dawson definitivamente escreveu sua história no time e na liga. Como já citado, ele foi considerado um dos melhores de sua posição na década de 90, e tais atuações o fizeram receber algumas honras durante sua carreira. Foi selecionado para o Pro-Bowl sete vezes consecutivas (1992 a 1998), foi eleito para o time ideal da NFL seis vezes (1993 a 1998), faz parte do time ideal da década de 90 e time ideal da história do Steelers.

Após uma grande sequência de lesões, e somado ao fato do grande peso de seu salário na folha salarial do time, o Steelers o dispensou em 2000. Vendo que não teria mais condições de atual de maneira saudável, Dermontti Dawson optou por se aposentar. O número 63, apesar de não ter sido oficialmente aposentado, foi tirado de circulação, sendo Dawson o último jogador a vesti-lo. Ele entrou para o Hall da Fama da NFL em 2012.

Hoje, Dermontti Dawson é um executivo de vendas, mas chegou a fazer trabalhos pontuais com o próprio Steelers em 2009 e com o Bengals em 2010. Ele é também co-proprietário do Washington Wild Things, time de uma liga independente de baseball de Washington, pequena cidade a 45 km de Pittsburgh, no Estado Pennsylvania.

Quem já vestiu a #63 além de Ernie Holmes e antes de Dermontti Dawson?

  • Robert Washington (87);
  • Pete Rostosky (84-86);
  • Thom Dornbrook (79);
  • Rod Breedlove (65-67);
  • Art Anderson (63);
  • Pete Perrault (62);
  • Jim Palmer (61);
  • John Perkins (59);
  • Bob Dougherty (58);
  • George Tarasovic (56);
  • Hal Hunter (56);
  • Al Maier (55);
  • Bill Pearman (54);
  • Darrell Hogan (49,51-52);
  • Dick Mace (51).