Peguntaram pro Richard Sherman o que ele achava do Black Lives Matter.
Ele, inteligente que é, respondeu de uma maneira ponderada que é difícil formular uma opinião já que o grupo possui muitas ideias diferentes e dentro dessas ideias, assim como existem mensagens pacíficas existem mensagens “que pregam a morte de policiais”.

Também disse que essa parte do grupo generaliza policiais da mesma maneira como os negros são generalizados. E que isso é algo hipócrita. Afinal existem policiais que não têm culpa da cagada de outros policias, que estão sendo mortos também.

Aí o que um monte de portal tá fazendo? Publicando várias manchetes dizendo: “Richard Sherman diz que não apoia BLM por serem ‘hipócritas'” “Richard Sherman diz que é difícil apoiar BLM por ser extremamente hipócrita” e por aí vai.

Exemplo de site com manchete extremamente sensacionalista
Exemplo de site com manchete extremamente sensacionalista

Seria até “normal” a imprensa distorcer as palavras de alguém sobre o BLM. Só que a questão aqui é que o Sherman tá levantando uma outra bola: ele tá colocando um tom completamente diferente do que esse de “BLM é uma merda”.

Ele tem um discurso de “eu quero que os afro-americanos e todo mundo sejam tratados como seres humanos pela polícia”

Mas colocar isso como manchete não rende clique né? Isso não rende compartilhamento de brancos dizendo “nossa, agora sim o Sherman falou algo que presta”. Isso não rende um pensamento de “ok, precisamos rever como a polícia se comporta”(no caso de um americano). Esse tipo de título não bota as pessoas pra pensar.

É mais fácil tornar a coisa mais sensacionalista possível num problema que deveria ser tratado com todo cuidado, do que dar a devida atenção que o Sherman deu na resposta dele.

Quem quiser ler as notícias e suas manchetes, segue abaixo.

Washington Times

Total Pro Sports

  • Olá menino Kelson, a questão racial na terra de Super Sam é bem maior do que a gente imagina. Em Chicago por exemplo, há bairros em que um lado da rua só mora negro, do outro só branco e não preciso dizer qual lado é o mais rico, qual tem a melhor valorização.
    Quem viu American Crime History e o Documentário da ESPN sobre o O.J. Simpson consegue ter uma dimensão do tamanho do problema, e de como ele pode desencadear uma guerra civil.

    E é complicado como uma figura publica e negra ser cobrado de uma posição quando a questão tem camadas em que a mídia não ajuda a esclarecer e o americano médio também não se interessa em entender.

    Fora que é mais fácil eu cagar 5 linhas de uma opinião baseada em um leading do que eu ler toda a entrevista. Isso dá preguiça, faz pensar, e para a grande massa, pensar é igual a trabalho.

    Eu creio que Sherman está mais do que certo em apontar a hipocrisia das opiniões, quando grande parte da liga está cagando para o mundo e que o BLM parece mais uma autopromoção do que um movimento social.

    Parabéns pelo texto e apareça mais aqui.