Ole Miss Football in the 2017 Grove Bowl in Oxford, MS on April 8th, 2017. Photos by Petre Thomas/ Ole Miss Athletics

DRAFT 2019: ANÁLISE DOS WIDE RECEIVERS

Olá, pessoas! Chegando ao fim da temporada, as atenções (dos que já foram eliminados, obviamente) vão se voltando cada vez mais para offseason e ao draft. Continuando a série sobre prospectos, falaremos hoje sobre a classe de WRs. Possivelmente, a mais talentosa  que eu já vi desde que comecei a acompanhar o processo de draft com mais atenção.

Dos 11 prospectos citados nessa lista, pelo menos 6 têm notas de primeiro round (DK Metcalf, Marquise Brown, Kelvin Harmon, Riley Ridley, N’Keal Harry e JJ Arsega-Whiteside). Dos restantes, 3 também têm chances de chances de sair na primeira rodada (Hakeen Butler, AJ Brown e Deebo Samuel). Os restantes são grandes candidatos a steal (em especial Damarkus Lodge).

Draft 2019: classe de wide receivers

  1. D.K. Metcalf (Ole Miss)

– ALTURA: 6’3”

– PESO: 225 lbs

– STATS: 7 jogos, 26 Recepções, 569 jardas (21.9 jardas por recepção), 5 TDs

Comentários: O que um esquema ruim não faz, não é mesmo? Ole Miss tem um QB de bom nível (para o College), um grupo de recebedores excepcional (sendo 3 nessa lista, incluindo o No. 1) e ainda assim teve um desempenho pra lá de mediano na temporada. Melhor corredor de rotas da classe, Metcalf costuma levar vantagem sobre o defensor já no realease. Com uma boa variedade de footwork e Handwork junto ao trabalho do tronco, a separação vem naturalmente. Tem explosão e velocidade. O único senão foi uma lesão que tirou ele do campeonato após 7 jogos (e ainda coloca uma nuvem sobre sua viabilidade). Um bom indicativo de como Metcalf pode ser decisivo é que Ole Miss perdeu todos os jogos a partir dessa lesão. Possui imensa capacidade de criação para todos os níveis do campo.

DK Metcalf vs Alabama: http://www.youtube.com/watch?v=KtbI9G32tV8

 

  1. Marquise Brown (Oklahoma)

– ALTURA: 5’10”

– PESO: 168 lbs

– STATS:  57 recepções, 1095 jardas (19.5 de jardas por recepção), 7 TDs

Comentários:Baixinho e magrinho (pra posição), mas que com rapidez e habilidade consegue ser uma ameaça vertical no jogo aéreo. A comparação óbvia é Desean Jackson. Mas Hollywood Brown consegue ser um pouco mais que isso. Consegue dar cortes rápidos e incisivos e isso junto à velocidade permitem que consiga separação do defensor sem dificuldade. Sua maior dificuldade até pelo porte físico é contribuir com bloqueios e disputar bolas contestadas.

Marquise Brown vs Oklahoma:

 

  1. Kelvin Harmon (NC State)

– ALTURA: 6’3”

– PESO: 213 lbs

– STATS: 81 recepções, 1186 jardas (14,6 jardas por recepção), 7 TDs

Comentários: O que define o tape de Harmon pra mim é esforço. Parece que Harmon se esforça muito para fazer cada movimento e aprimorar cada atributo da posição. Não tem a técnica mais refinada, os movimentos não são os mais naturais, mas de alguma forma ele consegue ser (bastante) eficiente. Seu tamanho faz sua explosão e velocidade serem subestimados.A mistura de tamanho, fisicalidade, Ball skills e fluidez permitem vê-lo como receptor X em qualquer tipo de esquema. Não é excepcional em nenhum atributo, mas também não tem nenhum ponto fraco. Embora os 2 WR que citei anteriormente sejam minhas preferências, não terei nenhum problema se Harmon for nossa escolha de primeiro round.

Kelvin Harmon vs Clemson: https://www.youtube.com/watch?v=fOz8Vcp5Cqo

 

  1. Riley Ridley (Georgia)

– ALTURA: 6’2”

– PESO: 200 lbs

– STATS: 43 Recepções, 553 jardas (13 jardas por recepção), 9 TDs

Comentários: Talvez o prospecto mais controverso dessa posição na classe. Os números de Ridley não são de se encher os olhos, então o que faz ele ser um prospecto tão promissor? Olhando-se o contexto, fica claro que o ataque de Georgia é muito mais voltado pra corrida do que o passe. Então, da pra ver essas estatísticas por outro ângulo: foram 43 recepções em apenas 56 targets e conseguiu um TD a cada 4,77 recepções, o que é um excelente aproveitamento.

Em 2018 foi o primeiro ano que o irmão do Calvin teve um desempenho relevante (e demonstrou uma capacidade de evolução bastante significativa) então todas as incertezas vem do baixo número de vezes em que foi utilizado, uma vez que o tape não mostra muitas fraquezas. Pelo que demonstrou, considero uma aposta válida já no primeiro round.

Como comparação, basta lembrar de Michael Thomas que os torcedores do Redskins lamentam até hoje (era a preferência de Jay Gruden pelo que demonstrava nos tapes, mas não tinha muitas estatísticas significativas – nunca passou de 800 jardas numa temporada no College).

Riley Ridley Vs LSU:

 

  1. N’Keal Harry (Arizona State)

– ALTURA: 6-3

– PESO:216

– STATS:73 recepções, 1088 jardas (14.9 jardas por recepção), 9 TDs

Comentários: Outro excelente corredor de rotas, Harry consegue usar a rapidez e a própria fisicalidade pra conseguir separação em qualquer parte do campo, mas parece ser especialmente em espaços curtos, o que o torna um excelente alvo na redzone. Sem Dúvidas sua maior qualidade são Ball Skills e a capacidade de ganhar bolas contestadas. Precisa melhorar sua mudança de direção e não tem “explosão” e um realease muito eficiente, embora consiga ter uma boa velocidade final em rotas verticais.

N’Keal Harry vs UTSA: https://www.youtube.com/watch?v=mfJQz9MTzbA

 

  1. J.J. Arcega-Whiteside (Stanford)

– ALTURA: 6’2”

– PESO: 222 lbs

– STATS: 63 recepções, 1059 jardas (16.8 jardas por recepção), 14 TDs

Comentários: Taí um caso bem difícil de avaliar. Arcega é grande, consegue ser rápido e uma ameaça vertical com frequência, muito físico, porém às vezes não consegue separação do defensor. Ao mesmo tempo que demonstra ser capaz de recepções acrobáticas difíceis, também ocasionalmente sofre com Drops em jogadas mais fáceis. Passa a impressão de que boa parte do seu jogo é instintivo, não técnico. Tem muito, muito espaço para desenvolver e crescer como jogador, mas vai precisar do WR Coach certo para isso (e no nosso caso, eu pelo menos, não confio em Ike Hillard).

J. J. Arcega Whiteside vs Oregon: https://www.youtube.com/watch?v=TuHCXZ6IGYE

 

  1. A.J. Brown (Ole Miss)

– ALTURA: 6’1”

– PESO: 225 lbs

– STATS: 85 recepções, 1320 jardas (15.5 jardas por recepção), 6 TDs

Comentários: A.J. Brown é o melhor slot receiver da classe. Mas ainda é um slot receiver e você consegue esse tipo de recebedor em rounds mais baixos sem tanta dificuldade. Mas é um excelente jogador. Seguindo a tendência dos companheiros de Ole Miss nessa lista, se destaca principalmente correndo rotas e conseguindo separações. Não é dos recebedores mais rápidos nem dos mais explosivos então acaba sendo bastante útil em rotas horizontais, mas rotas verticais pode ser um problema dependendo da cobertura que estiver enfrentando.

A. J. Brown vs Alabama: https://www.youtube.com/watch?v=tVOPOnwL5pI

 

  1. Parris Campbell (Ohio State)

– ALTURA: 6’0”

– PESO: 208 lbs

– STATS: 90 recepções, 1088 jardas (11.8 jardas por recepção), 12 TDs

Comentários: Dono de uma visão de jogo privilegiada (talvez a melhor de toda classe), Campbell tem uma perfeita noção de tempo e espaço e consegue perceber rapidamente o que precisa fazer para ganhar o maior número possível de jardas após a recepção. Partindo do Slot, sobretudo em rotas Screen ou Sweep, com habilidade, consegue ser extremamente rápido e eficaz. Infelizmente quando parte para rotas para receber mais afastado da linha de Scrimmage essa velocidade não se traduz. Ainda consegue boas recepções porque tem raciocínio rápido para encontrar buracos na cobertura da defesa, mas não vai muito além disso.

Parris Campbell vs Michigan:

 

  1. Hakeen Butler (Iowa State)

– ALTURA: 6’6”

– PESO: 225 lbs

– STATS: 60 recepções, 1318 jardas (22.0 jardas por recepção), 9 TDs

Comentários: Mais um caso de jogador que o Combine deve fazer ser escolhido muito antes do que deveria. Não que Butler seja um jogador ruim. Longe disso. É grande, com braços compridos e fortes e sabe utilizar muito bem o físico para levar vantagens sobre o defensor. E ainda consegue ser surpreendentemente eficaz em ganhar jardas após a recepção. Mas até pelo tamanho, não é muito ágil então em Iowa acabava sendo utilizado principalmente como ameaça vertical e/ou receptor externo. Mas não chegou a desenvolver uma grande árvore de rotas como receptor.

Hakeen Butler vs Oklahoma: https://www.youtube.com/watch?v=-jJQtI8ssSI

 

  1. Damarkus Lodge (Ole Miss)

– ALTURA: 6’1”

– PESO: 199 lbs

– STATS: 65 recepções, 877 jardas (13.5 de jardas por recepção), 4 TDs

Comentários: A grande maioria das rotas do ataque de Ole Miss são verticais, mas da pra ter uma boa ideia de como Lodge se comportaria em situações mais convencionais. Sua melhor qualidade é o Realease. Consegue induzir os defensores a virar os quadris para determinada direção e então inverte a rota com rapidez e facilidade logo após os primeiros passos. Tem alguns problemas com bolas contestadas e drops, mas é de longe o maior candidato a sleeper dessa lista.

Damarkus Lodge vs LSU: https://www.youtube.com/watch?v=ULv8G5MFfYQ

 

  1. Deebo Samuel (South Carolina)

– ALTURA: 5’11”

– PESO: 215 lbs

– STATS: 62 recepções, 882 jardas (14.2 de jardas por recepção), 11 TDs

Comentários: Corredor de rotas razoável, consegue induzir o defensor e ganhar separação com razoável regularidade. Mas, de longe, sua maior qualidade é a visão de campo e as jardas que consegue após a recepção. Samuel tem tido bastante problemas com drops e um histórico de lesões, tanto em 2016, quanto em 2017. Recepção em bolas contestadas é outro ponto a ser trabalhado.

Deebo Samuel vs Clemson: https://www.youtube.com/watch?v=ZlHxyX9foWQ

#HTTR
#EuSouRedskins

texto por por Cristiano Ludvig (tt: @ludvigcristiano)
revisão por Diogo Miranda (tt: @diogoniiiii)

Hail, #RedskinsNation! Acompanhe o Podcast Redskins Brasil, assine o feed e não perca nenhum episódio. Além disso, siga nossas redes sociais para ficar por dentro das notícias da franquia. Se gostou ou discordou de algo, deixe sua opinião nos comentários. O Redskins tem a 15a posição no NFL Draft 2019. Até lá, seguiremos debatendo sobre os Redskins, sempre na torcida para que este ano seja de muitas vitórias!

__
“Hail to the Redskins, hail victory! Braves on the warpath, fight for old D.C.!”

DEIXE UMA RESPOSTA